MENU

3 de dezembro de 2012 - 20:28DTM, Fórmula 1

Senna, Mercedes e DTM, de novo

RIO DE JANEIRO - Uma história que aconteceu em 18 de março de 2009 tornou a se repetir há alguns dias. De acordo com relatos da revista britânica Autosport, o brasileiro Bruno Senna, que ainda negocia sua permanência na Fórmula 1 para a temporada 2013, testou mais uma vez um carro do DTM, o Campeonato Alemão de Turismo, que já tem outro piloto do nosso país – Augusto Farfus, representando a BMW.

O teste aconteceu em Portugal, no circuito do Estoril, novamente a bordo de uma Mercedes-Benz, marca para a qual havia feito o referido teste do primeiro parágrafo, na pista alemã de Hockenheim. Na época, as portas para uma participação de Bruno no DTM se fecharam porque seu objetivo – como agora – é a Fórmula 1. O manager do piloto, Chris Goodwin, garante que há contatos com duas equipes: Caterham e Force India, para o próximo ano.

A Mercedes-Benz passa, por seu turno, por um momento de transição no certame germânico. Perdeu Bruno Spengler para a rival BMW ao fim do campeonato do ano passado e Spengler foi o campeão de 2012 no regresso dos bávaros ao DTM e agora quem parte é Jamie Green, de malas prontas para correr na Audi. Some-se a isso a aposentadoria de David Coulthard, a saída de Susie Wolff (ex-Stoddart) e de Ralf Schumacher – e o que sobra à marca da estrela de três pontas? Gary Paffett, que passa a ser o mais experiente do lote, o alemão Christian Vietoris, o franco-canadense Robert Wickens e o espanhol Roberto Mehri. E só.

Com a chance de alinhar oito pilotos distribuídos em suas equipes, a Mercedes-Benz terá quatro caras novas em 2013. Resta saber para qual direção a turma de Norbert Haug vai atirar. E se as portas da Fórmula 1 se fecharem para Bruno Senna, creio que o DTM seja uma opção a considerar seriamente.

6 comentários

  1. João Pedro Corrêa disse:

    acredito, caso nao de certo na f1, que este é o caminho mais sensato para o bruno. ainda mais pra ajudar a popularizar um campeonato tão bom quanto o dtm. pode atrair, por exemplo, tv aberta pra transmitir (acho q a band seria uma boa). lembrando que na decada de 90 a manchete ja transmitiu o certame, com o edgard mello filho nos microfones. em um tempo em que nem tinha brasileiro competindo uma temporada completa por la.

    • João Pedro Corrêa disse:

      e rodrigo, há mais chances de brasileiros no ano que vem no dtm? confesso que queria ver o di grassi alinhando pela audi.

      • Leo Pereira disse:

        Me lembro muito daquelas transmissões do DTM feitas pelo Edgar Melo Filho na extinta TV Manchete. A era das maravilhosas Alfa Romeo 155 V6 Ti, com um esquadrão de pilotos italianos, que competiam contra as Mercedes e Opels (eram muito bonitos os Calibra).
        Grandes tempos…

        A opção seria ótima pro Bruno Senna. O DTM tem publicos de mais de 100 mil pessoas em Hockenheim. É um supercampeonato que deve crescer ainda mais, pois em 2014 deve ter a participação de marcas japonesas (Falam em Nissan e Toyota).

        Aguardemos.

  2. Angelo Medeiro disse:

    Porque cargas dágua o Bruno não vai para a DTM. Automobilismo não é só F1. Vide Gil de Ferran, Helio, Tony, Farfus, Negri, Melo Jr e Piquet Jr. Será que não tem ninguém no Staff dele que pense assim?

  3. Gustavo Oliveira disse:

    É a melhor opção, vale lembrar que tem uns 5 pilotos que andam dizendo por ai que estão quase fechados com a Force India. A vida não é só F1, e se pensarmos na carreira do Bruno como um todo (recomeço tardio, um ano em cada categoria de base, 2009 com poucas corridas, errante na F1), o DTM tá pra lá de excelente!

  4. Eduardo Schmidt disse:

    Preferia Bruno na F1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>