MENU

5 de janeiro de 2013 - 19:45Rali Dakar

Dakar 2013: agora é para valer

RIO DE JANEIRO (atualizado às 20h31) - Pela primeira vez em 34 anos, o Rali Dakar dá sua largada sem ser no primeiro dia do ano. O evento que se realiza mais uma vez em território sul-americano começou neste sábado com a largada promocional na praia de Chorrillos, tendo na sequência uma curta especial de apenas 13 km de percurso rumo à cidade de Pisco, onde realmente a competição começa neste domingo, com uma etapa “laço”.

De acordo com o cronograma inicial, dos mais de 400 veículos inscritos, se apresentaram os pilotos de quadriciclos, os motociclistas, os carros (incluindo os UTVs) e os caminhões. Os veículos mais leves primeiro, como sempre, e os mais pesados por último.

Num dia com um trecho cronometrado muito curto, não importa o desempenho, mas é evidente que alguns pilotos sem muito nome tentaram fazer um brilharete para aparecer no noticiário e ganhar espaço na mídia. Alguns poucos, de fato, o conseguiram.

Na categoria dos quadriciclos, onde o predomínio entre os 38 competidores que largaram é dos sul-americanos, o peruano Ignacio Flores Seminario fechou o sábado com o melhor tempo em 9min22seg, onze segundos à frente de Sebastien Husseini e quinze adiante do argentino Marco Patronelli, vencedor da competição em 2010. Ignacio Casale, do Chile, foi o quarto mais rápido do dia e o holandês Kees Koolen completou os cinco melhores.

Francisco-López-640x340Entre os motociclistas, o brasileiro Jean Azevedo ficou com o 48º tempo, em 9min09seg, a um minuto e dezoito segundos do piloto mais rápido, que foi o chileno Francisco “Chaleco” López Contardo, com uma KTM. O tempo do sul-americano foi apenas um segundo melhor que o do holandês Frans Verhoeven, que neste ano pilota uma Yamaha.

Na turma dos “tais que aparecem para ganhar notoriedade por um dia”, aparecem dois chilenos: o numeral #183 Pablo Quintanilla, com Honda e o #160 Patricio Cabrera, a bordo de uma Kawasaki. Os dois vão levar consigo no currículo o fato de terem feito tempos melhores que o atual campeão e favorito a mais um título, o francês Cyril Després, o quinto melhor da curta especial.

O francês David Casteu apareceu com o 6º tempo, seguido por Ruben Faria, Javier Pizzolito, o norueguês Pal Anders Ullevalseter e o espanhol Joan Barreda Bort.

CarlosSainzDakar2013Entre os carros, o espanhol Carlos “El Matador” Sainz regressou em grande ao Dakar. Com um buggy alinhado na mesma equipe de Nasser Saleh Al-Attiyah, o veterano piloto espanhol acabou com o melhor tempo do dia em 7min40seg, oito segundos abaixo da dupla formada pelos argentinos Lucio Alvarez/Bernardo Graue. Al-Attiyah e seu parceiro de navegação Lucas Cruz Senra acabaram a etapa em 3º lugar, com Guerlain Chichérit – de volta à competição com um SMG – em quarto, ao lado do navegador Jean-Pierre Garcin.

Dez vezes campeão do Rali Dakar, Stéphane Peterhansel acabou a especial em sexto, a 34 segundos e como o melhor representante da equipe X-Raid Mini, chefiada por Sven Quandt. Entre os brasileiros, Guiga Spinelli/Youssef Haddad completaram o percurso com o 33º tempo, a 1min34seg de Sainz. Marcos Baumgart/Kleber Cincea vieram pouco depois, com a 38ª posição.

Reinaldo Varela, competindo pela primeira vez com um UTV, fechou a etapa em 95º, com o tempo de 12min cravados. Lourival Roldan e seus parceiros Luis Barbery e Daza Hernan completaram em 105º. Bruno Sperancini/Thiago Vargas completaram em 118º lugar, bem à frente do Hummer do polêmico Robby Gordon, que já se constituiu no primeiro desapontamento do Rali, quando o estadunidense e seu navegador Kellon Walch se atrasaram por 10 minutos.

Os caminhões começaram a etapa oficialmente às 16h22 locais, quando saiu o primeiro veículo da categoria dos “brutos”. E deu a lógica na especial: vitória dos atuais campeões,  Gérard De Rooy/Tom Colsoul/Darek Rodewald, com um Iveco. Dezesseis segundos atrás, outro Iveco, de Hans Stacey/Detlef Ruf/Bernard Der Kinderen. O Tatra de Ales Loprais ficou em 3º na especial, seguido pelo belga Marcel Van Vliet e pelo russo Edouard NIkolaev.

1 comentário

  1. Victor disse:

    Acima de tudo, que cheguem todos. São e salvos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>