MENU

19 de fevereiro de 2013 - 13:55Mundial de Endurance

Missão WEC e Le Mans: Toyota lança programa de 2013

RIO DE JANEIRO - As três vitórias obtidas em seis participações no World Endurance Championship (WEC) do ano passado fizeram a Toyota sonhar alto para a temporada 2013. A montadora japonesa, que quase inscreveu apenas um carro para todo o campeonato, mudou de ideia, provavelmente convencida pelo Automobile Club de l’Ouest (ACO) e pela FIA de que sua participação traria mais peso à competição com dois carros. E os objetivos são claros: derrotar a Audi no WEC e conquistar uma inédita vitória para a Toyota nas 24 Horas de Le Mans.

jmt1307fe10

Hoje, no circuito francês de Paul Ricard, foi oficialmente apresentada a equipe para este ano. Nenhuma surpresa no que diz respeito aos pilotos. Já se sabia que Alex Wurz, Nicolas Lapierre e Kazuki Nakajima vão andar no TS030 #7 e que os pilotos do #8 serão Anthony Davidson, Sébastien Buemi e Stéphane Sarrazin.

O carro para este ano de 2013 é uma evolução clara do TS030 spec 2012. Com 15 kg a mais de peso mínimo em razão de uma ligeira mudança no regulamento técnico da classe LMP1, as mudanças dizem respeito ao posicionamento do capacitor elétrico que é o sistema híbrido de mecânica do protótipo: podendo ser montado tanto na parte dianteira quanto na traseira, esse capacitor passou para o trem posterior do bólido. Isto signfica um maior ganho aerodinâmico na dianteira em relação ao seu antecessor.

Outra modificação evidente no conceito do “novo” TS030 está no aerofólio traseiro, com o perfil exigido pelo regulamento. No ano passado, a peça aerodinâmica seguia praticamente toda a largura do protótipo, o que foi contestado pelos concorrentes (leia-se Audi). Na pré-temporada, os alemães testaram em Yas Marina com o R18 e-tron quattro dotado de um aerofólio traseiro similar ao do Toyota. Mas ao verem essa fotografia, a turma de Ingolstadt deverá rever seus conceitos para este ano.

O novo capacitor elétrico desenvolvido em Higashifuji, no Japão, deve oferecer uma potência extra estimada em 300 HP. Originalmente, o motor V-8 3,4 litros movido a gasolina tem 530 HP. Façam as contas e verão quanto este carro poderá desenvolver em 2013. E enquanto o regulamento técnico não sofre a mudança radical prevista para a próxima temporada, a Toyota trabalhou pesado para dar mais potência ao motor híbrido, melhorando também o desempenho, a confiabilidade e a vida útil dos componentes.

2 comentários

  1. geraldo101 disse:

    Já era bonito… e agora está mais ainda!

  2. Fernando disse:

    Depois das 6h de SP o Toyota equilibrou a disputa…acho que este ano leva…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>