MENU

3 de março de 2013 - 12:08Stock Car

E a Stock, hein?

RIO DE JANEIRO - Pois é… começou a temporada 2013 da Stock Car. Novidades na transmissão e uma corrida morna que teve uma disputa excepcional no fim entre Átila Abreu, Valdeno Brito e Cacá Bueno, que venceu a corrida, assistida infelizmente por um público abaixo da expectativa em Interlagos.

Na boa? Como se pode cobrar R$ 40 pelo ingresso de uma corrida que dura quarenta minutos? Ou seja… a razão é de um real por minuto de corrida. Não concordo com essa opção por encarecer o preço. Isso também afasta o público dos autódromos, além de outros fatores extrapista que depõem contra a credibilidade do esporte no Brasil.

A Stock chega à 35ª temporada de sua história, passando por um momento de transição também fora da pista. Carlos Col, que foi o homem por trás do crescimento da Vicar como promotora da categoria, deixou a organização do evento e não está mais envolvido diretamente com a Stock. Ele teria se desligado para tocar “novos projetos pessoais”, que podem ser lidos nas entrelinhas como ‘formação de chapa de oposição a Cleyton Pinteiro na CBA’.

Muita gente pode ser avessa à Stock, muitos podem criticar a Vicar e a organização da categoria, mas se existe alguém que pode articular uma oposição ferrenha aos que hoje destroem o automobilismo brasileiro, este é Carlos Col. Lembro que a eleição será em 2017 e espero que, até lá, o esporte não tenha sido assassinado de vez no Brasil.

A própria Stock, é bom que se diga, não respira ares financeiramente saudáveis. A categoria não tem um patrocinador master. E também há equipes na corda-bamba com a questão orçamentária. Tivemos grid cheio hoje em Interlagos, é bem verdade. Mas não posso assegurar, até porque não tenho bola de cristal, que todos os 34 carros vão chegar ao fim do campeonato. Só o tempo – e o dinheiro – dirão.

7 comentários

  1. Emerson disse:

    Pois é, 40 em SP aqui em Salvador é mais caro e lota porque os baianos gostam muito de automobilismo mas esse é o único evento grande que aparece por aqui e por isso lota. Deveriam pensar em construir um autodromo por aqui.

  2. Rafa Catelan disse:

    R$ 40,00 sem chegar perto dos carros, visitação saltou de R$ 60,00 na 1º etapa, para R$ 80,00 na corrida do milhão para R$ 120,00 nessa primeira etapa, uma vergonha 100% de aumento do ingresso em um ano, pra ver uma unica corrida já que ano passado ainda tinha a COPA MONTANA E A MINI como eventos suporte, então você pagava R$ 60,00 mais via 3 corridas, na corrida do Milhão tivemos a excelente Porsche GT3 CUP como evento suporte da Stock, vi a corrida no Sábado e domingo ainda visitei os boxes, falei com o Helio, Tonny e tínhamos uma grande gama de pilotos de ponta pra essa corrida.

    Só pra comparação paguei R$ 70,00 o ingresso do FIA WEC, que dava direito de estar na pista quinta, sexta e sabado, ainda tinha as corridas da AUDI DTCC e PORSCHE, onde vi de perto pilotos e carros que acho que são superiores a F1, podem não ter o mesmo glamour mais se me falam quer ir pra MONACO ou LE MANS vou pra FRANÇA ficar 2, 3 dias no autódromo.

  3. Paulo Penna disse:

    Ma sque corrida chata!!!
    Se não fossem as 2 ultimas voltas não teriamos visto absolutamnte nada de interessante…

  4. Fernando disse:

    Rodrigo, estive lá ontem…graças a muita insistência de minha mamãe, que aos 64 anos se apaixonou por assistir corridas no autódromo, além de se dizer fã do Cacá (eu mereço…).
    Pois bem, o evento piorou, e muito, para o público…como ja foi comentado aqui, os preços cobrados para uma corrida de 40 minutos sem emoção nenhuma além das 2 últimas voltas foi um completo absurdo…a visitação aos boxes após a realização da corrida é outra coisa que não tem cabimento.
    Quando fui comprar um espetinho o atendente me pergunta meio intrigado…”não vai ter mais nada?” ” como está devagar isto aqui”…e eu respondi categoricamente…” Não, acabou a Mini e a Montana”…”criaram uma outra ai com um nome qualquer que vai durar um ou 2 anos no maximo”…é assim que tem sido desde o fim da Stock Ligth.
    Ficamos conversando por alguns minutos e com a certeza que ambos sairiamos dali odianto a atual fase da Stock Car.
    Só para fazer uma comparação, ontem fez uns 30 graus aqui em SP e duvido que tenha ido mais de 20 mil expectadores em Interlagos. Em Julho, temos a Truck…muito comum estes dias serem frios e até chuvosos como foi os 2 ultimos anos e mesmo assim sempre leva em torno de 50 mil ou mais a Interlagos…a organização não é da Vicar…não há constantes mudanças de regulamentos, formato, horários…enfim, não inventam onda…faz algum sentido?

  5. PRNDSL disse:

    Dois comentários:
    1- nesta fórmula, não dura nem até 2015;
    2- não gostei da transmissão “baba-ovo” (if you know what I mean…)!

    • fabio de souza disse:

      Dias atrás postei comentarios sobre essa transmissão da globo.Não havia atores pra entrevistar então sobrou o filho e a mulher de cacá e o super popó e esposa.Só com esse povo e esses assuntos da família do Galvão deve ter comido uns dez minutos de transmissão .O ingresso a 40 pilas, só pra uma corrida, mesmo com meia entrada é o fim.

  6. Alan Ruggero disse:

    Essa etapa de Interlagos foi uma das piores em número de público que eu já ví. Arquibancadas “vazias”, se comparado as edições anteriores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>