MENU

12 de maio de 2013 - 23:41American Le Mans Series

Muscle Milk vence mais uma em Laguna Seca

IMG_1241

RIO DE JANEIRO - Após uma disputa ferrenha com a Rebellion Racing, que largou na pole position com seu Lola B12/60 Toyota guiado por Neel Jani e Nick Heidfeld, com direito a um entrevero no fim da disputa, a Muscle Milk Pickett Racing emplacou sua segunda vitória consecutiva no Mazda Raceway, em Laguna Seca, o que não acontecia na American Le Mans Series desde 2007. Com o triunfo deste sábado, Klaus Graf e Lucas Luhr assumiram a liderança do campeonato na LMP1 e Luhr ampliou para 44 seu recorde pessoal de triunfos na série estadunidense de corridas de longa duração.

A vantagem dos alemães para a dupla do time helvético após quatro horas de disputa e 150 voltas foi de apenas 6″352, ínfima para uma corrida de duração relativamente longa e que teve uma bandeira amarela próxima do fim. Após o carro #12 liderar grande parte da disputa, Luhr assumiu todos os riscos possíveis – e a liderança – ao ultrapassar Neel Jani na espetacular curva Corkscrew, o popular saca-rola. “Sabíamos que a Rebellion era muito melhor que nós em linha reta e a única chance de ganhar a liderança era arriscando tudo e fomos felizes”, disse Luhr.

Mas quase que a vitória foi por água abaixo no stint final, onde trocaram de liderança quatro vezes nas últimas 34 voltas. A quarenta minutos do fim, os dois protótipos colidiram e Luhr sentiu que havia algo errado. “A aerodinâmica ficou ruim e acho que alguma coisa quebrou na parte mecânica”, explicou. Mesmo assim, o #6 seguiu em frente e recebeu a quadriculada da vitória.

A Dyson Racing experimentou o terceiro insucesso consecutivo em três corridas e o Lola B12/60 Mazda de Guy Smith e Chris Dyson acabou fora da corrida após 21 voltas completadas. O Delta Wing guiado por Katherine Legge e Andy Meyrick terminou muito atrasado, em 32º lugar na geral, após uma corrida repleta de problemas e dificuldades para o estranho protótipo.

Na LMP2, com as falhas que alijaram os dois HPDs da Extreme Speed da possibilidade de repetir a vitória conquistada em Long Beach há três semanas, a Level 5 Motorsports mostrou poder de recuperação e conseguiu um encorajador resultado antes das 24 Horas de Le Mans, onde o time estará presente. Venceram na categoria em dobradinha, com o #552 de Marino Franchitti/Scott Tucker em terceiro na geral e o #551, também com Tucker, ao lado do australiano Ryan Briscoe, em quarto.

Enquanto o #02 de Ed Brown/Johannes Van Overbeek saía da disputa após enfrentar problemas mecânicos, o #01 de Scott Sharp/Guy Cosmo ainda conseguiu o terceiro posto na classe após dois pneus furados – um deles quando ainda lideravam. Acabaram quatro voltas atrás dos dois carros da Level 5, em décimo sexto lugar na geral.

A vitória da classe LMPC foi decidida na última volta: mesmo com um carro ruim após uma colisão com uma Ferrari da LMGT durante o correr da disputa, Luis Chapulín Diaz e Mike Guasch levaram a melhor sobre Colin Braun e Jonathan Bennett, que lideraram grande parte da contenda com o #05 da CORE Autosport. Na relargada que abriu a última volta, Braun cometeu um erro crasso que permitiu a segunda vitória do carro #52 em três corridas e a passagem de Guasch à liderança do campeonato.

Uma volta atrasados, Charlie Shears/Tristan Nunez fizeram boa corrida com o protótipo da Performance Tech Motorsports e acabaram em 3º na divisão, seguidos por Chris Cumming/Kyle Marcelli e Renger Van Der Zande/Mirco Schultis. Desta vez, Bruno Junqueira e Duncan Ende não tiveram chance de figurar entre os melhores: acabaram em 7º lugar na classe e em 29º na geral, com 132 voltas completadas.

IMG_1236

As disputas na LMGT foram, como sempre, empolgantes e o equilíbrio entre equipes e construtores se verificou do começo ao fim da disputa. Venceu o Corvette C6-R de Jan Magnussen/Antonio Garcia, com margem inferior a apenas um segundo sobre o Porsche 911 (997) GT3 RSR do Team Falken Tire guiado por Wolf Henzler/Bryan Sellers. A BMW de Dirk Muller/John Edwards chegou em terceiro, a menos de meio segundo do #17.

Excelente também foi a corrida da Ferrari #23 da equipe Team West/AJR/Boardwalk Ferrari, guiada por Townsend Bell/Bill Sweedler, que chegou à frente do SRT Viper de Marc Goossens/Dominik Farnbacher. Cinco carros diferentes nos cinco primeiros lugares em Laguna Seca. Amazing!

Em contrapartida, a Ferrari #62 da Risi Competizione, após uma categórica pole position, teve uma corrida atribulada no sábado. Matteo Malucelli foi punido por não respeitar as bandeiras azuis, por superar o limite de velocidade nos pits e também por abalroar o protótipo LMPC de Díaz/Guasch. Acabaram em 8º lugar na classe, atrás dos Porsches da Paul Miller Racing e CORE Autosport, que estreou-se entre os GTs. Também não foi feliz a corrida do #55 de Bill Auberlen/Maxime Martin, do Corvette dos atuais campeões Oliver Gavin/Tommy Milner e do SRT Viper de Jonathan Bomarito/Kuno Wittmer, todos alijados por problemas de câmbio.

A relargada da última volta também provocou uma mudança de status na liderança entre os carros da LMGTC. Nick Tandy roubou de Andy Lally a primeira posição e a possibilidade de Patrick Dempsey vencer em sua terceira corrida na ALMS. Mesmo assim, o ator-piloto chegou em 2º lugar na classe, ao lado de Lally e Joe Foster, atrás de Tandy e Henrique Cisneros e à frente de Cooper MacNeil/Jeroen Bleekemolen, que haviam feito a pole da divisão no treino classificatório.

Ben Keating/Damien Faulkner salvaram a quarta posição na corrida após uma prestação fraca na qualificação, seguidos por Jan Heylen/Mike Hedlund e por Michael Avenatti/Andrew Davis/Bob Faieta no segundo carro do time de Patrick Dempsey e do italiano Alessandro Del Piero.

A próxima corrida da ALMS será no dia 6 de julho, em Lime Rock Park, no estado de Connecticut, após o regresso dos times da série que viajarão para as 24 Horas de Le Mans, em junho.

O resultado final em Laguna Seca:

1 – Graf/Luhr (HPD ARX-03c) – Muscle Milk Pickett Racing – 150 giri
2 – Heidfeld/Jani (Lola B12/60 Toyota) – Rebellion Racing – 150
3 – Tucker/Franchitti (HPD ARX-03b) – Level 5 – 146
4 – Tucker/Briscoe (HPD ARX-03b) – Level 5 – 146
5 – Guasch/Diaz (Oreca FLM09) – PR1/Mathiasen – 145
6 – Bennett/Braun (Oreca FLM09) – CORE Autosport – 145
7 – Nunez/Shears (Oreca FLM09) – Performance Tech – 144
8 – Marcelli/Cumming (Oreca FLM09) – BAR1 – 144
9 – Magnussen/Garcia (Corvette ZR1) – Corvette Racing – 142
10 – Henzler/Sellers (Porsche 997) – Team Falken Tire – 142
11 – Mueller/Hand (BMW Z4) – BMW Team RLL – 142
12 – Sweedler/Bell (Ferrari 458) – Team West/AJR/Boardwalk Ferrari – 142
13 – Goossens/Farnbacher (SRT Viper) – SRT Motorsports – 142
14 – Schultis-Van der Zande (Oreca FLM09 Chevy) – DragonSpeed – 142
15 – Miller/Holzer (Porsche 997) – Paul Miller Racing – 142
16 – Sharp/Cosmo (HPD ARX-03b) – Extreme Speed – 142
17 – Drissi/Mitchell (Oreca FLM09) – BAR1 – 141
18 – Long/Kimber-Smith (Porsche 997) – CORE Autosport – 140
19 – Beretta/Malucelli (Ferrari 458) – Risi Competizione – 139
20 – Cisneros-Edwards (Porsche 997 Cup) – NGT Motorsport- 137
21 – Dempsey/Lally/Foster (Porsche 997 Cup) – Demsey/DelPiero Racing – 137
22 – MacNeil/Bleekemolen (Porsche 997 Cup) – Alex Job Racing – 137
23 – Keating/Faulkner (Porsche 997 Cup) – TRG – 137
24 – Hedlund/Heylen (Porsche 997 Cup) – JDX Racing – 137
25 – Avenatti/Davis/Faieta (Porsche 997 Cup) – Demsey/DelPiero Racing – 137
26 – Gavin/Milner (Corvette ZR1) – Corvette Racing – 136
27 – Stanton/Novich (Porsche 997 Cup) – TRG – 135
28 – Canache/Neiman/Pumpelly (Porsche 997 Cup) – Flying Lizard Motorsports – 134
29 – Junqueira/Ende (Oreca FLM09) – RSR Racing – 132
30 – Ehret/Von Moltke (Porsche 997 Cup) – Flying Lizard Motorsports – 129
31 – Wagner/Ballou (Porsche 997 Cup) Competition Motorsport – 122
32 – Meyrick-Legge (DeltaWing LM12-Elan) – Delta Wing – 104
33 – Auberlen/Martin (BMW Z4) – BMW Team RLL – 85
34 – Brown/Van Overbeek (HPD ARX-03b) – Extreme Speed – 64
35 – Dyson/Smith (Lola B12/60 Mazda) – Dyson Racing – 21
36 – Bomarito/Wittmer (SRT Viper) – SRT Motorsports – 12

2 comentários

  1. Fernando disse:

    Vi a última hora da corrida pela Internet…torci demais pelo Rebellion mas não deu…quem sabe na próxima…

  2. geraldo101 disse:

    Assisti as primeiras duas horas, e depois fui vencido pelo cansaço de uma semana puxada. Do que eu, me chamou a atenção a falta de sorte da Dyson, que faz um trabalho sério dentro de seus limitados recursos, e que não merece estar nessa situação, a falta de competitividade do Deltawing, nem de longe lembrando o carro que fez excelente corrida na Petit Le Mans do ano passado, o péssimo desempenho de Matteo Malucelli em corrida, e, contrastando, mais um grande desempenho dos LMPC calçados com os pneus da Continental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>