MENU

21 de julho de 2013 - 17:18American Le Mans Series

Barbada: Muscle Milk vence quarta consecutiva na ALMS

LB1_2495

RIO DE JANEIRO - Foi muito fácil. A Muscle Milk Pickett Racing chegou à quarta vitória consecutiva na American Le Mans Series, com o triunfo obtido hoje na 5ª etapa do campeonato, disputada no circuito Canadian Tire Motorsport Park, em Bowmanville, no estado canadense de Ontário. Absolutos desde a bandeira verde, Klaus Graf/Lucas Luhr lideraram sem ser incomodados do começo ao fim, completando 132 voltas, quatro à frente de Marino Franchitti/Scott Tucker, para alcançar também o quinto triunfo consecutivo do time no circuito.

A corrida começou movimentada, com o Delta Wing de Andy Meyrick conseguindo uma ótima largada e um surpreendente 2º lugar na geral – até o carro ter problemas com a queda de pressão de óleo e entrar em “modo de segurança”, fazendo-o sair da disputa cedo, como sempre. Sem a dupla titular do #16 e com Tony Burgess e Chris McMurry a bordo do Lola Mazda, não houve oposição alguma a Luhr e Graf. Lucas, que completa 34 anos amanhã, falou do perigo que representava correr sem pressão. “O jeito é manter o ritmo sempre forte, abrir vantagem e nunca desconcentrar. A perda do foco pode ser um perigo para nossa estratégia”, comentou.

Na LMP2, disputas acirradas entre o #01 da Extreme Speed Motorsports e os dois protótipos da Level 5, onde quem levou a melhor foi o #551 de Franchitti/Tucker, ganhando a categoria com Scott Sharp/Guy Cosmo em segundo. Mike Conway, que substituiu Ryan Briscoe – e liderou durante todo o seu turno de pilotagem a bordo do #552 – acabou em 3º na classe em sua corrida de estreia.

ALMS_Mosport_Qual_20130720_0003

A LMPC teve vitória de Jonathan Bennett/Colin Braun, mesmo com o #05 da CORE Autosport punido após uma irregularidade durante um dos pit stops (excesso de velocidade). A liderança foi de Duncan Ende durante grande parte da corrida, mas quando o #9 teria Bruno Junqueira no comando, o Oreca FLM09 da dupla apresentou um problema mecânico bastante sério. O carro ficou 20 minutos parado nos boxes, Junqueira perdeu a chance de vitória ou de pódio e ficou em 21º na geral, quinto na LMPC, com 114 voltas completadas.

O único acidente sério da corrida foi de um LMPC. Tomy Drissi, que vinha no #7 da BAR1 Motorsports, perdeu o controle de seu carro na curva 1, destruindo-o de encontro a barreira de pneus. A roda dianteira esquerda se desprendeu e foi para longe, uns 30 metros distante do carro. Foi também o único momento de presença do Safety Car ao longo de 2h45min de prova.

A vitória de Braun/Bennett deixou Colin na liderança do campeonato, com 86 pontos, inclusive. Renger Van der Zande/Mirco Schultis chegaram em 2º no grupo e a terceira posição foi de Kyle Marcelli/Chris Cumming.

Na LMGT, final sensacional entre o Corvette #4 de Oliver Gavin/Tommy Milner e o SRT Viper #91 de Dominik Farnbacher/Marc Goossens. Após uma grande disputa entre Milner e Farnbacher, venceu a dupla do Vette, por apenas vinte e sete centésimos de segundo na quadriculada. Jonathan Bomarito/Kuno Wittmer terminaram em 3º e, se não fosse por uma saída de pista de Bomarito em seu primeiro turno – quando liderava – e também uma penalização stop & hold de 60 segundos por excesso de velocidade nos pits, poderiam ter ganho.

Dirk Muller/Joey Hand terminaram em 5º lugar num dia apenas razoável para a BMW. Mesmo assim, o suíço-alemão ainda lidera o campeonato entre os pilotos. Além dos modelos da Casa de Munique, a única Ferrari inscrita e os três Porsches 911 (997) GT3 RSR não foram bem em Mosport.

Aliás, o #17 de Bryan Sellers foi o responsável pela mudança de líder na classificação da LMGTC. O #30 de Henrique Cisneros/Sean Edwards se defendia do #45 de Nelson Canache/Spencer Pumpelly, quando foi tocado pelo carro da outra classe e acabou batendo de leve no muro, furando o pneu traseiro direito. Sellers foi punido e Edwards só foi o 6º colocado.

ALMS_Mosport_Qual_20130720_0006

Venceu o #22 de Cooper MacNeil/Jeroen Bleekemolen, da Alex Job Racing, com Canache/Pumpelly em segundo e Alex Popow/Ryan Dalziel, a bordo do #68 da TRG, fecharam o pódio na classe dos Porsche Cup.

Confira aqui o resultado completo.

2 comentários

  1. Victor Mattos disse:

    Ótima corrida na GT! Achei que seria dessa vez que o Viper venceria, entretanto, a evolução do modelo segue boa e acredito que até o fim da temporada, vençam alguma prova. Os Corvettes, como sempre, disputando a ponta. Já BMW voltou a ser inconstante e se bobear, podem perder a chance da faturar o título, tanto de pilotos quanto de equipes/fabricantes.

  2. Fernando Lima disse:

    Monótona a corrida da P1. Parece que o HPD da Muscle Milk caminha sem obstáculos rumo ao último título antes da fusão com a Grand Am…em compensação, boas disputas na P2 e na GT. O pega entre o Viper e o Corvette no final da prova foi simplesmente sensacional.

Deixe uma resposta para Fernando Lima Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>