MENU

22 de junho de 2014 - 12:31Imagem da Semana

Imagem da semana

10506916_10152344373922530_2165785625526007311_o

RIO DE JANEIRO - Tento imaginar o que se passou hoje na mente de Niki Lauda ao sentar no cockpit de uma Ferrari 312 TS minutos antes do início do GP da Áustria neste domingo, quando alguns carros antigos da Fórmula 1 deram voltas de exibição pelo circuito Red Bull Ring. Com certeza, passou um filme de uma vida inteira na memória do tricampeão mundial – do antes e principalmente do depois do GP da Alemanha de 1976, que trouxe marcas indeléveis na pele do grande piloto austríaco.

Por tudo isso e um pouco mais, Lauda sentado na mesma Ferrari em que quase foi campeão do mundo no ano em que venceu a luta pela vida, é a imagem da semana.

12 comentários

  1. Rafael Schelb disse:

    E aquela olhar típico do predador tá ali ainda. Impressionante como pode passar o tempo, e certas coisas não mudarem em nada.

  2. Aloisio disse:

    No lugar dele acho que nem saberia imaginar. Uma vida inteira e coisas que deixamos pelo caminho, talvez. Imagem irretocável.

  3. Romeu Nardini disse:

    O maior exemplo de piloto de verdade, que o mundo conheceu. Valeu Andreas Nikolaus Lauda!!!

  4. Victor disse:

    Tomara que apareçam videos disso.

  5. Racing Fan disse:

    Não foi o melhor piloto de todos os tempos, mas é meu piloto preferido. Sempre fui fan de Lauda.

  6. Alberto disse:

    Tempo em que ser piloto era lutar, batalhar, se embrenhar noites e dias em autódromos, sujar a mão de graxa. Diferente de hoje que se você não for muito ruim e tiver alguns milhões de Euros na conta(ou conhecer quem tem), vira piloto de F-1

  7. Zé Maria disse:

    Rodrigão, buenas tardes.
    Pode apagar depois, no problem, mas por erro de digitação saiu Ferrari 312 TS ao invés de T2.
    Não muda em nada a relevância da notícia, mas em nome da história do protagonista. . .
    Abraço e desculpe pelo preciosismo, sabe como é né, coisa da idade do matusa aqui. . .
    Zé Maria

  8. Paulo Pinto disse:

    O único piloto da Fórmula-1, na minha opinião, que merece ser chamado de Mito (e assim foi chamado, na época).
    Faz jus ao termo, não só pela sua luta pela vida e aceitação do “novo”visual, mas pela inacreditável volta por cima, após o acidente, conquistando mais dois títulos.

    Um nome que jamais será esquecido na categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>