MENU

11 de agosto de 2014 - 12:26Super GT

Primeira vitória do novo Honda no Super GT

7_4

Nem um temporal ao estilo dos que assolam a região de Fuji impediu a primeira vitória do Honda NSX Concept no Super GT

RIO DE JANEIRO - O novo Honda NSX Concept GT finalmente conquistou sua primeira vitória no Super GT japonês. No fim de semana da 5ª etapa, realizada em Fuji com 300 km de percurso, a parceria bem-sucedida entre Naoki Yamamoto e Fréderic Makowiecki, que regressou ao certame após ser substituído por Jean-Karl Vernay no início do campeonato, levou a melhor numa corrida difícil, atrapalhada por um temporal ao estilo das tradições da região.

Partindo de terceiro no grid, a dupla do #18 da equipe Weider Modulo Dome alcançou rapidamente a liderança e na altura da 18ª volta, quando as condições do clima se mostravam impraticáveis para a realização da corrida, a direção de prova deu bandeira vermelha e interrompeu a disputa. O Safety Car ganhou hora extra na corrida, aparecendo várias vezes na pista, inclusive nas últimas voltas, uma vez que a quadriculada, ao fim de 66 voltas e quase 3 horas, foi desfraldada junto à bandeira amarela.

Bicampeão do Super GT em 2011 e 2012, Ronnie Quintarelli e seu parceiro Tsugio Matsuda terminaram em segundo com o Nissan da equipe Motul Autech, se intrometendo entre os dois Honda NSX Concept que terminaram no pódio – a 3ª posição foi de Daisuke Nakajima/Bertrand Baguette, muito ajudados pelo bom desempenho dos pneus Dunlop em condições adversas, além de um lastro adicional de apenas 2 kg.

Mais um NSX apareceu bem colocado – Koudai Tsukakoshi/Toshihiro Kaneishi partiram da pole position (num treino já disputado com pista molhada) e terminaram em quarto, logo à frente do melhor Lexus, guiado por Kazuki Nakajima/James Rossiter.

O brasileiro João Paulo de Oliveira, que luta pela liderança do campeonato e – consequentemente – pelo título, não passou de um 8º lugar a bordo do Nissan GT-R que divide com o japonês Hironobu Yasuda. Menos mal que os líderes Daisuke Ito/Andrea Caldarelli tiveram problemas: mesmo um lastro adicional de 98 kg, que os deixou em 14º e penúltimo no grid da GT500, conseguiram recuperar em meio às condições terríveis de clima até alcançarem o quarto lugar. Porém, no revezamento obrigatório dos pilotos, perderam precioso tempo (cerca de 20 segundos), o que tirou de Daisuke Ito a possibilidade de superar o #12 da Calsonic Team Impul. A dupla do #37 acabou em nono e com esse resultado, Ito/Caldarelli lideram com quatro pontos de vantagem para Oliveira/Yasuda.

Na divisão GT300, o Subaru BRZ com motor boxer de cilindros opostos conseguiu um excelente resultado: pole e vitória para Takuto Iguchi/Kota Sasaki, que completaram 62 voltas, 3″320 à frente da Mercedes-Benz SLS AMG GT3 da Gainer Dixcel de Katsuyuki Hiranaka/Björn Wirdheim. O pódio foi completado por Shinya Hosokawa/Koji Yamanishi, da JLOC CrystalCroco.

Três BMW Z4 terminaram nas posições pontuáveis, com duas delas próximas – em quarto e quinto – e outra em sétimo lugar. Morio Nitta/Koki Saga completaram em sexto com o Toyota Prius equipado com sistema de recuperação de energia. Haruki e Tsubasa Kurosawa fizeram boa corrida e terminaram em 8º com a Mercedes da Leon. O Porsche de Akihiro Tsuzuki/Kiyosuke Mineo chegou em nono e Kazuki Hoshino/Lucas Ordoñez salvaram pelo menos um pontinho com o Nissan GT-R GT3.

A próxima etapa do campeonato, no último fim de semana de agosto, são os tradicionais 1000 km de Suzuka.

Classificação do campeonato após 5 etapas:

GT500

1. Daisuke Ito/Andrea Caldarelli – 51 pontos
2. Hironobu Yasuda/João Paulo de Oliveira – 47
3. Ronnie Quintarelli/Tsugio Matsuda – 42
4. Yuji Tachikawa/Kohei Hirate – 35
5. Naoki Yamamoto e Kazuya Oshima/Yuji Kunimoto – 34
7. Satoshi Motoyama/Masataka Yanagida – 25
8. Koudai Tsukakoshi/Toshihiro Kaneishi – 24
9. Fréderic Makowiecki – 23
10. James Rossiter – 22
11. Hiroaki Ishiura/Oliver Jarvis – 18
12. Kazuki Nakajima – 14
13. Daisuke Nakajima/Bertrand Baguette – 12
14. Jean-Karl Vernay e Takashi Kogure/Hideki Mutoh – 11
16. Michael Krumm/Daiki Sasaki – 9
17. Ryo Hirakawa – 8
18. Juichi Wakisaka/Yuhi Sekiguchi – 7
19. Vitantonio Liuzzi/Kosuke Matsuura – 4

GT300

1. Katsuyuki Hiranaka/Björn Wirdheim – 52
2. Nobuteru Taniguchi/Tatsuya Kataoka – 48
3. Kota Sasaki/Takuto Iguchi – 35
4. Jörg Müller/Seiji Ara – 30
5. Haruki Kurosawa – 28
6. Shinichi Takagi/Takashi Kobayashi, Shiniya Hosokawa/Koji Yamanishi e Kazuki Hoshino/Lucas Ordoñez – 25
9. Tsubasa Kurosawa – 22
10. Manabu Orido/Takauyki Aoki – 20
11. Yukhi Nakayama/Tomoki Nojiri – 19
12. Tomonobu Fujii e Richard Lyons – 14
14. Masaki Kano/Hideto Yasuoka e Akira Iida/Hiroki Yoshimoto – 11
16. Naoki Yokomizo/Shogo Mitsuyama e Morio Nitta/Koki Saga – 10
18. Kyosuke Mineo – 8
19. Yuki Iwasaki/Masami Kageyama – 5
20. Kazuho Takahashi/Hiroki Katoh – 4
21. Akihiro Tsuzuki – 2
22. Masayuki Ueda/Hideki Yamauchi – 1

5 comentários

  1. Nick Nagano disse:

    Rodrigo, tava acordado pra assistir a corrida e o RC F da SARD foi o mais rápido no Q1, mas não largou em 1st. Quem largou em primeiro foi o KEIHIN NSX e o NSX vencedor largou em sexto. Acho que você viu só o resultado final do Q1, sem ser no geral. Do top 3 só quem se manteve neutro do Q1 pro Q2 foi o MOTUL GT-R, em segundo.

  2. Ricardo disse:

    Apesar do tufão que trouxe ventos e chuvas torrenciais. Essa corrida foi sensacional!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>