MENU

19 de outubro de 2014 - 07:51Fórmula 3

Fórmula 3 inglesa: ponto final

Senna F3 1983 1

Ayrton Senna foi um dos 12 pilotos brasileiros campeões na agora extinta Fórmula 3 inglesa; campeonato começou em 1951

RIO DE JANEIRO - Má notícia para o automobilismo internacional: a tradicionalíssima Fórmula 3 inglesa, de tantas glórias alcançadas pelos nossos três campeões mundiais – Emerson Fittipaldi (1969), Nelson Piquet (1978) e Ayrton Senna (1983) – deixará de existir na próxima temporada após 63 anos. Um reflexo da péssima situação que a categoria enfrentou nos últimos anos, prejudicada pela ascensão do certame europeu, pela oferta de outros campeonatos com proposta bastante semelhante e também pela alta dos custos.

A gota d’água, porém, foi o fracasso nas negociações empenhadas pela FOTA (Formula Three Association), a associação de equipes: no entender delas e da SRO, organizadora do campeonato nos últimos anos, a tábua de salvação era uma fusão com o Campeonato Alemão da categoria, reunindo os dois certames num campeonato só com quatro provas no território germânico e outras quatro na Grã-Bretanha. Oito rodadas triplas, 24 provas e estava tudo de bom tamanho. Mas aí…

Aí entraram em cena os times menores da Alemanha, que não gostaram da ideia. Primeiro porque essas escuderias têm a possibilidade de se valer de chassis fabricados entre 2008 e 2011, por uma questão de custos. E a classe principal do Inglês tinha carros de 2012. Como resultado, as negociações ficaram emperradas e a fusão foi para o espaço, assim como a F-3 inglesa.

“Gostaríamos que o campeonato acontecesse de alguma forma”, comentou o chefe de equipe Trevor Carlin. “Mas no momento, não há o desejo e o empenho das pessoas em fazê-lo. O Campeonato Europeu assumiu o lugar de relevo da Fórmula 3 em nível europeu e isso é triste em se tratando do certame inglês. Mas já era mais ou menos esperado pelo que se viu nos últimos três anos”, declarou o dirigente.

Peter Briggs, da FOTA, demonstra pessimismo quando perguntado se o campeonato será reavivado no futuro.

“A gente não pode arriscar dizer que a Fórmula 3 inglesa nunca mais existirá. Mas, obviamente, será muito difícil que o campeonato se restabeleça.”

4 comentários

  1. Herik disse:

    Uma pena, mas os ingleses ainda têm a Fórmula Ford para contar como boa categoria de base.

  2. Wallace Michel disse:

    Sinal dos tempos. Essa brincadeira chamada automobilismo está ficando cara demais para se manter de pé.

  3. Marcos José disse:

    A tendência com o tempo é de que se as categorias tradicionais não tiverem a sensibilidade para simplificarem seus regulamentos, para que todos tenham condições de permanecerem no esporte serão levadas a extinção como aconteceu com a F3 inglesa. Todo ano vemos categorias nascerem e depois de poucos anos morrerem devidos aos custos de se manterem num campeonato. Os dirigentes também são culpados pela situação a que categoria chegou (por não virem ou por não se importarem com seu destino que era reservada a ela) pela política de gestão equivocada (e aplicada na época) que resultaria na sua extinção no futuro!

  4. Fernando Kesnault disse:

    A tendencia é as categorias monopostos extinguirem pelo visto….tantas já se foram….a proxima poderia ser a f-1 atual e ridícula…seja de mi-mi-mi e pilotos inexperientes.

    Ser campeão da f-3 britanica já foi o tempo que era reconhecido com um bom piloto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>