MENU

2 de novembro de 2014 - 09:53Blancpain Sprint Series

Götz é campeão no Blancpain Sprint Series

timthumb (11)

O problema no carro de Proczyk/Bleekemolen deu o título a Maximilian Götz sem que o alemão precisasse pontuar em Baku

RIO DE JANEIRO - Sem precisar disputar a corrida principal do Baku World Challenge neste domingo, o alemão Maximilian Götz conquistou o título do Blancpain Sprint Series na temporada 2014. O piloto bávaro de 28 anos, que defende a equipe HTP Motorsport com um Mercedes SLS AMG GT3, chegou em 9º na corrida classificatória, mais do que o suficiente para manter os 26 pontos de vantagem para Hari Proczyk/Jeroen Bleekemolen, que terminaram a primeira prova da rodada dupla em 13º lugar, uma volta atrasados, após uma parada obrigatória nos boxes: o carro #28 do time Grässer foi advertido com bandeira preta e círculo branco para reparar o Lamborghini Gallardo na seção dianteira, totalmente avariada num incidente.

timthumb (12)

Cesar Ramos/Laurens Vanthoor venceram ambas as provas e terminaram o campeonato na 4ª colocação, com 100 pontos

Ambas as provas do fim de semana tiveram vitórias do Belgian Audi Club Team WRT e do brasileiro Cesar Ramos, que fecha o campeonato em alta: o piloto de Novo Hamburgo ajudou o belga Laurens Vanthoor a levar o troféu de campeão absoluto do Blancpain GT Series, englobando os pontos da série de Endurance e da competição Sprint. A dupla do #1 repetiu uma façanha que só Proczyk/Bleekemolen conquistaram ao longo do ano – vencer a corrida classificatória e a principal, o que ocorrera em Brands Hatch. Os pontos somados em Baku levaram Ramos e Vanthoor ao 4º lugar na classificação final do Blancpain Sprint Series. A escuderia superou a HTP Motorsport na classificação geral entre os times e conquistou o título de 2014.

Jonny Adam e Andy Soucek também tiveram do que se orgulhar: chegaram em 2º nas duas provas com o Aston Martin V12 Vantage GT3 da Beechdean AMR. Stéphane Ortelli/Stéphane Richelmi, que partiram da pole na prova #1, acabaram em terceiro na corrida classificatória. E na principal, o pódio coube a Niki Mayr-Melnhof/Markus Winkelhock.

Ricardo e Rodrigo Sperafico tiveram uma primeira e positiva experiência com a BMW Z4 GT3 da equipe brasileira chefiada por Antonio Hermann e Washington Bezerra. Terminaram entre os dez primeiros em ambas as provas, com um 9º lugar na corrida principal que lhes rendeu pontos no campeonato. Já Miguel Paludo e Matheus Stumpf não conseguiram concluir nenhuma das provas.

Classificação final do Blancpain Sprint Series:

1. Maximilian Götz (campeão) – 142 pontos
2. Maximilian Bühk – 126
3. Hari Proczyk/Jeroen Bleekemolen – 115
4. Cesar Ramos/Laurens Vanthoor – 100
5. Enzo Ide/René Rast – 71
6. Sérgio Jimenez/Cacá Bueno – 55
7. Stéphane Ortelli – 54
8. Dominik Baumann/Thomas Jäger – 45
9. Stef Dusseldorp/Sergey Afanasiev – 37
10. Andy Soucek/Jonny Adam – 36
11. Niki Mayr-Melnhof/Markus Winkelhock – 32
12. Vincent Abril/Mateusz Lisovski – 28
13. Grégory Gulivert – 21
14. Fabio Onidi/Giorgio Pantano – 19
15. Stéphane Richelmi – 18
16. Nico Verdonck, Jaap Van Lagen/Robert Renauer e Tomas Enge/Roman Rusinov – 16
19. Fabian Hamprecht – 15
20. Matheus Stumpf e Marc Basseng/Alessandro Latif – 14
22. Filip Salaquarda – 13
23. Peter Kox, Chris Van der Drift, Alex Zanardi e Martin Ragginger/Marco Holzer- 12
27. Valdeno Brito e Lucas Wolf/Luca Stolz – 10
29. Sascha Halek/Stefan Landmann e Frederic Vervisch – 8
31. Andrea Montermini – 7
32. Nicky Catsburg, Stefan Rosina e Alessandro Balzan – 6
35. Sten Pentus, Nelsinho Piquet e David Jahn/Sven Barth – 4
38. Stefano Colombo/David Fumanelli – 3
39. Ricardo Sperafico/Rodrigo Sperafico – 2
40. Alon Day/Andreas Simonsen e Miguel Toril/Armaan Ebrahim – 1

6 comentários

  1. João Rodrigues disse:

    Muito bom para o Ramos, tava merecendo vencer uma main race, eu tava torcendo pra ele fazer uma boa largada, já que nas outras corridas que ele largou em primeiro, ele largou mal (na main race). E Rodrigo, faz um texto sobre o fim do campeonato na sua coluna semanal la no grandepremio, dizendo principalmente que a categoria se chama Blancpain Sprint Series e não Mundial de GT haha

  2. Fernando Lima disse:

    Virei a madrugada, assistindo as horas inicial e final do WEC , dai assisti esta corrida também…não gosto da pista, mas o grid foi muito bom e a dupla Ramos/Vanthoor foi absoluta. No caso do título, seria mais legal consagrar a dupla Gotz/Buhk, ao invés de somente um, mas é o regulamento…paciência. Boa corrida dos Sperafico, enquanto Paludo/Stumpf mereciam sorte melhor…e reitero minha opinião sobre a equipe brasileira: Se não existe o apoio da fábrica, como ocorrera em 2012, poderiam considerar trocar de carro, há modelos mais competitivos atualmente…até o velho Corvette ZO6 pareceu mais vigoroso nas ruas de Baku.

    • Rodrigo Mattar disse:

      Fernando, o Bühk foi suspenso pelo ADAC e não disputou uma corrida. Só por esse “pequeno” detalhe, ele não foi campeão junto ao Götz.

  3. Fernando Lima disse:

    Só para finalizar:
    Dá nos nervos passar algumas horas assistindo o “canal campeão” e ouvir asneiras como “Mundial FIA GT”, “Mundial de Gran Turismo”, ou ainda, na F1 a equipe “RBR”, que o resto do mundo chama de Red Bull…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>