MENU

2 de novembro de 2014 - 10:44Mundial de Endurance

Toyota fatura 6h de Xangai em dobradinha e encaminha título do WEC

toywin

Mais uma vitória: a Toyota está prestes a quebrar o domínio da Audi nos dois últimos anos do WEC

RIO DE JANEIRO - A Toyota está prestes a fazer história em 2014: a montadora japonesa tem grandes chances de quebrar o domínio da Audi nos dois últimos anos do Mundial de Endurance (FIA WEC) e fazer não só os campeões entre os pilotos como também faturar o título entre as marcas, derrotando a “Divisão Panzer” formada pelos quatrargólicos e pela Porsche.

Um passo importante para essas conquistas inéditas e históricas foi dado nesta madrugada brasileira, durante a disputa das 6h de Xangai, sexta etapa da temporada. A Toyota conquistou a vitória na corrida chinesa – e em dobradinha, para não deixar dúvidas acerca de suas intenções e de seu potencial.

Sébastien Buemi/Anthony Davidson completaram um total de 188 voltas, com pouco mais de 1min12seg de vantagem para Kazuki Nakajima/Alexander Wurz/Stéphane Sarrazin, numa corrida que começou com um estranho acidente: o Oreca 03R Nissan da KCMG, guiado por Alexandre Imperatori, simplesmente apagou numa das curvas da pista chinesa. O italiano Gianmaria Bruni, que poderia conquistar por antecipação o título de pilotos na classe LMGTE-PRO em dupla com Toni Vilander, não teve tempo de desviar e simplesmente encheu a traseira do protótipo LMP2, destruindo-o por completo. Os dois carros não puderam mais prosseguir e a direção de prova mandou para a pista o Safety Car.

Aí a Toyota deu uma cartada de mestre: mandou os dois TS040 Hybrid completarem o tanque de combustível em bandeira amarela, para evitar um splash and go no fim da disputa. O carro #8 guiado por Sébastien Buemi inclusive precisou parar duas vezes porque a gasolina não entrou toda. Mas depois os protótipos azuis e brancos voavam pela pista assim que a relargada foi autorizada. E quando os reabastecimentos de Audi e Porsche foram efetuados, a Toyota passou a liderar e de lá não mais saiu.

Dagys_-2014_329541

A Porsche chegou de novo à frente da Audi: Dumas/Jani/Lieb conseguiram o 3º lugar

Como efeito, a concorrência foi aniquilada e a Porsche pelo menos conseguiu um importante pódio, com o #14 de Romain Dumas/Marc Lieb/Neel Jani, que largara da pole position. À Audi restaram quarto e quinto lugares, em mais uma humilhante derrota para a turma de Ingolstadt. Marcel Fässler/Andre Lotterer/Bénoit Tréluyer chegaram em quarto, com Lucas Di Grassi/Tom Kristensen/Loïc Duval em quinto.

Com os resultados de Xangai, Buemi/Davidson somam 42 pontos de vantagem sobre Lotterer/Fässler/Tréluyer (147 a 105). Basta que a dupla do #8 termine as 6h do Bahrein e a fatura estará liquidada na classe LMP1 entre os pilotos. Di Grassi e Kristensen deverão superar Nicolas Lapierre, que não corre mais neste ano, e tentar um honroso vice-campeonato nas duas corridas restantes do FIA WEC.

Dagys_-2014_329971 (1)

Devagar e sempre: o Lotus CLM P1/01 chegou ao fim pela segunda vez no WEC

Entre os LMP1 sem sistemas híbridos, desta vez os dois Rebellion R-One Toyota conseguiram chegar inteiros, com Nicolas Prost/Nick Heidfeld/Mathias Beche cruzando em 7º lugar, à frente de Fabio Leimer/Dominik Kraihamer/Andrea Belicchi. Devagar e sempre, o Lotus CLM P1/01 AER Turbo pelo menos recebeu a quadriculada, embora tenha terminado a 17 voltas do Toyota vencedor.

Dagys_-2014_329099

Dominante: mais uma vitória do novo Ligier JS P2 Nissan da G-Drive Racing na classe LMP2

Na LMP2, domínio completo e absurdo do Ligier JS P2 Nissan #26 da G-Drive Racing: Olivier Pla/Julien Canal/Roman Rusinov completaram 177 voltas no total, chegando em nono na geral para emplacar a quarta vitória da trinca no ano e ameaçar a liderança do russo Sergey Zlobin, que conta com apenas oito pontos de vantagem (128 a 120). Foi o segundo triunfo do novo protótipo Coupé construído pela Onroak Automotive no WEC.

Dagys_-2014_330412

Liderança ameaçada: o russo Sergey Zlobin está apenas oito pontos à frente entre os pilotos da LMP2

A segunda posição na pista foi do #30 da Extreme Speed Motorsports: o HPD ARX-03b de Ryan Dalziel/Scott Sharp/Ricardo Gonzalez chegou a nada menos que três voltas dos vencedores na classe. Mas os 18 pontos ficaram com Sergey Zlobin/Nicolas Minassian/Maurizio Mediani, já que o time estadunidense não se inscreveu para a temporada do Mundial de Endurance. Os irmãos Anton e Kyrill Ladygin, mais o compatriota Viktor Shaitar, levam portanto os pontos da terceira posição, mesmo completando a disputa em quarto, à frente do #31 de David Brabham/Johannes Van Overbeek/Ed Brown e do #35 de David Cheng/Mark Patterson/Ho-Pin Tung.

Dagys_-2014_329189

Vitória importante de Patrick Pilet/Fred Makowiecki na LMGTE-PRO em Xangai

Com o abandono de Bruni/Vilander, não restava outra alternativa à dupla Patrick Pilet/Fred Makowiecki na LMGTE-PRO: ganhar a prova. E foi o que fizeram, fechando a disputa com 167 voltas e em dobradinha com o outro carro do time de Olaf Manthey, guiado por Jörg Bergmeister/Richard Lietz. Com o triunfo, Makowiecki subiu para 106,5 pontos, enquanto Bruni/Vilander somam 131.

Davide Rigon/James Calado salvaram a pele da AF Corse, subindo ao pódio com a terceira posição na classe, enquanto Alex MacDowall/Fernando Rees/Darryl O’Young concluíram em quarto lugar, somando mais 12 pontos no campeonato. O trio do #99 tem 45 na tabela de classificação e na próxima prova, no Bahrein, Abdulaziz Al Faisal estará a bordo porque O’Young disputa no mesmo fim de semana a Taça City of Dreams de Grã-Turismo, nas ruas de Macau.

Dagys_-2014_330333

A Aston Martin fez a dobradinha na LMGTE-AM, com vitória do #98 de Lamy/Nygaard/Dalla Lana

Na LMGTE-AM, mais uma vitória dominante da Aston Martin: dobradinha com o #98 de Pedro Lamy/Paul Dalla Lana/Christoffer Nygaard completando 165 voltas, pouco mais de 1min21seg à frente do #95 de David Heinemeier-Hänsson/Kristian Poulsen/Richie Stanaway. A 8Star Motorsports conquistou um importante pódio, com Gianluca Roda/Paolo Ruberti/Matteo Cressoni. Na classificação do campeonato de pilotos (FIA Endurance Trophy), vantagem para DHH e Poulsen, que têm 154 pontos contra 123 de Lamy/Dalla Lana. Os dinamarqueses podem também ganhar o título por antecipação na disputa das 6h do Bahrein, no próximo dia 15.

4 comentários

  1. luiz alberto disse:

    Mais que coisa !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! O que acontece ?????????????????????????????????
    Parece que tem um determinado narrador esportivo(me recuso sequer a achar que ele seja um jornalista)que quando elogia determinado piloto,parece que sai um hálito congelante que congela da cabeça até os pés de qualquer elogiado,e que este mesmo que consiga se descongelar, os pés estarão irremediavelmente frios até o final da vida. Foi só o piloto brasileiro,que já foi citado elogiosamente pelo narrador que mesmo indo compor equipe com o maior ganhador de provas de endurance ,quase que certeza de vitórias constantemente,que apos o elogiado ir compor o trio, esta equipe esta tendo muitas dificuldades para chegar a degraus mais altos no pódio.
    E que aconteceu com o Primeiro Sobrinho,desistiu de brincar de ser piloto ?
    Ou sê optou só pela Formula E,até que não é ruim,da para treinar em casa com AUTORAMA ou com carrinho de controle remoto movido a bateria !

  2. Fernando Lima disse:

    Torço para a decisão da LMP1 aqui em Interlagos , é claro…então, nada de Toyotas na frente no Bahrein…Vou torcer pela Audi nesta próxima, e para fechar com chave de ouro, Porsche em Interlagos…título da Toyota pela pontuação…será que estou sonhando demais??

  3. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    Torçamos por grandes corridas neste final de campeonato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>