MENU

15 de janeiro de 2015 - 10:08United Sports Car Championship

53 carros nas 24 Horas de Daytona

ms-tuscc-daytona-roar-55

A bordo do Corvette DP #5 da Action Express Racing, Christian Fittipaldi tentará mais uma vitória nas 24h de Daytona e o segundo título do Tudor United SportsCar Championship

RIO DE JANEIRO - A International Motor Sports Association (IMSA) divulgou nesta quarta-feira a primeira lista de inscritos para a 53ª edição das 24h de Daytona, marcadas para os dias 24 e 25 deste mês no Daytona International Speedway em seu circuito misto de 5,728 km de extensão. Basicamente, não houve nenhuma diferença em relação aos carros anunciados para o Roar Before The Rolex 24. Com isso, foram confirmados 53 carros para a disputa que inaugura a temporada 2015 do Tudor United SportsCar Championship e também do Tequila Patron North American Endurance Challenge.

Serão 24 protótipos (dezesseis da classe principal e oito da Prototype Challenge) e 29 modelos Grã-Turismo na disputa, sendo 10 da divisão GTLM, com base no regulamento ACO/FIA e os demais na classe GTD, que herdou o conceito da extinta Rolex Sports Car Series, para modelos mais espartanos e GT3. Verificou-se em relação a 2014 uma diminuição drástica no número de inscritos em praticamente todas as classes, sendo a GTD a mais atingida: ano passado foram 29 carros nesta divisão e neste ano, temos uma dezena de competidores a menos, em função de custos, mudanças de regulamento e/ou de categoria. Alguns times optaram pelo Pirelli World Challenge, campeonato de provas curtas e, logicamente, mais barato.

A lista completa de inscritos das 24h de Daytona está aqui

A Prototype perdeu dois carros em relação ao ano passado, mas a principal categoria do Endurance nos EUA não deixa de ter novidades. A corrida de Daytona marca três estreias, todas de protótipos LMP2: os novos Ligier JS P2 da Michael Shank Racing (com motor HPD biturbo) e Krohn Racing (este com uma unidade Judd) e os dois HPD ARX-04b da Tequila Patron ESM, que só vão disputar as provas longas do TUSC pois estarão na temporada completa do World Endurance Championship (WEC).

Nesta divisão, competirão três brasileiros: Oswaldo Negri, campeão da prova em 2012, no #60 da MSR; Christian Fittipaldi em busca de sua terceira vitória na prova e do bi no TUSC na parceria com o português João Barbosa, guiando o Corvette DP (Coyote) #5 da Action Express Racing; Rubens Barrichello no Dinan BMW Riley DP #7 da Starworks Motorsport e Tony Kanaan, que acabou de ser pai mais uma vez e vai guiar de novo pela Chip Ganassi Racing o #02 Ford EcoBoost Riley DP – pelo menos na abertura do campeonato.

ms-tuscc-daytona-roar-59

A CORE Autosport vai tentar mais uma vez a vitória em Daytona na Prototype Challenge, para buscar também o título do TUSC na categoria

Na Prototype Challenge, haverá oito chassis Oreca FLM09 com motor Chevrolet LS V8 de 6,3 litros e potência estimada em 420 cavalos. A 8Star Motorsports está ausente do início do campeonato em virtude de problemas financeiros. Outras equipes também reduziram investimentos, como a Starworks, que terá apenas um carro na temporada inteira, assim como a RSR Racing. Mas outras continuam firmes na competição, feito a BAR1 de Brian Alder, única na categoria que terá dois carros em Daytona. O experiente Bruno Junqueira está confirmado no #11 da RSR Racing, junto a Gustavo Menezes, que nasceu nos EUA mas tem descendência brasileira. Enrique Bernoldi testou no Roar a bordo do #8 da Starworks, mas seu nome não consta oficialmente da primeira lista de inscritos divulgada pela IMSA.

A sempre competitiva divisão GTLM ganha dois reforços vindos da Europa: os italianos da AF Corse com uma Ferrari F458 Italia e os súditos da Rainha, através da Aston Martin Racing, que inscreve um Vantage GTE. Esse carro terá a estreia do austríaco Mathias Lauda, filho do tricampeão mundial de Fórmula 1 Niki Lauda, como piloto oficial da fábrica. Lauda correrá no WEC com Pedro Lamy e Paul Dalla Lana, enquanto em Daytona o carro terá o reforço de Darren Turner e Stefan Mücke. Na AF Corse, Toni Vilander e Gianmaria Bruni juntam-se a Emmanuel Collard e François Perrodo.

ms-tuscc-daytona-roar-42

Augusto Farfus estará a bordo da BMW #25 da equipe de Bobby Rahal, inscrita na classe GTLM

O único brasileiro confirmado na GTLM é Augusto Farfus. O paranaense vai guiar a BMW Z4 GTE #25 da equipe RLL de Bobby Rahal e David Letterman, ao lado de Bruno Spengler (que a exemplo de Augusto compete no DTM) e dos titulares para o ano inteiro, o alemão Dirk Werner e o estadunidense Bill Auberlen.

Na GTD, mesmo com muito menos carros que 2014, o plantel ainda é competitivo. Seis marcas diferentes (Porsche, Audi, BMW, Aston Martin, Viper e Ferrari) estão na disputa. Os modelos do cavalinho empinado de Weissach ainda são maioria – nove ao total, compondo quase metade do grid. Destaque para uma das três Ferrari F458 Italia GT3 inscritas nas 24 Horas, em colaboração – pelo terceiro ano consecutivo – entre a Scuderia Corsa e a Via Italia Racing. Este carro, com o numeral #64, terá três brasileiros: Chico Longo, Daniel Serra e Marcos Gomes, que contarão com o reforço luxuoso do italiano Andrea Bertolini a bordo.

ms-tuscc-daytona-roar-57

A Via Italia Racing, em parceria com a Scuderia Corsa, disputa as 24h de Daytona pela terceira vez; Chico Longo, Daniel Serra e Marcos Gomes são os brasileiros a bordo da Ferrari #64, classe GTD

Os primeiros treinos livres para a corrida começam dia 22, quinta-feira, a partir de 9h25 locais (12h25 pelo horário de Brasília). No mesmo dia, às 16h locais (19h de Brasília), tem início a qualificação que define as posições de largada, além de mais um treino livre – serão três, ao todo. Na sexta, haverá um quarto e último treino livre e a corrida começa no sábado às 14h30 locais (17h30 de Brasília).

1 comentário

  1. Eduardo Schmidt disse:

    Algum canal de TV vai transmitir?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>