MENU

7 de janeiro de 2015 - 17:42Rali Dakar

Barreda vence 4ª etapa e amplia liderança nas motos

53 (1)

Barreda Bort amplia liderança no Rali Dakar entre os motociclistas

RIO DE JANEIRO - Na primeira etapa do Rali Dakar 2015 no Chile, o espanhol Joan Barreda Bort mostrou que é o homem a ser batido na competição. Com sua Honda CRF450 oficial de fábrica, o piloto com o dorsal #2 venceu nesta quarta-feira a 4ª especial disputada em 315 km cronometrados – de um total de 909 km, incluindo os trechos de ligação – entre Chilecito e Copiapó, com os competidores atravessando pela primeira vez as temidas dunas do Deserto do Atacama.

Barreda completou a etapa em 3h27min28seg, trazendo sempre na cola o espanhol Marc Coma, que terminou em segundo, cerca de dois minutos atrás do rival. Como o austríaco Matthias Walkner, o australiano Toby Price e o português Paulo Gonçalves se atrasaram durante a especial e perderam tempo, não é heresia nenhuma apontar o atual campeão como o novo vice-líder geral, a 12min49seg de Barreda no tempo acumulado.

A grande surpresa do dia foi a ótima performance do chileno Pablo Quintanilla, que disputa seu terceiro Dakar, tendo colecionado dois abandonos nos anos anteriores. O piloto sul-americano foi o terceiro mais veloz na trilha, a 2min49seg de Barreda Bort e quase oito minutos à frente de Jordi Viladoms, que chegou em quarto. O resultado levou Quintanilla a um surpreendente 6º lugar na soma dos tempos.

55

Laia Sanz conquistou seu melhor resultado no Dakar; a espanhola subiu para a 12ª posição na geral

O português Ruben Faria continua bem até o momento: terminou em 5º – mesma posição que ocupa na geral, à frente do argentino Javier Pizzolito, que desta vez foi o segundo melhor piloto Honda na trilha. Alain Duclos foi o sétimo mais rápido, seguido da espanhola Laia Sanz, que alcançou seu melhor resultado neste Dakar. O eslovaco Stefan Svitko e o francês Michael Metge completaram o top 10 do dia.

Vencedor da etapa #3, o austríaco Walkner acabou apenas em 21º, devido a problemas de navegação. Paulo Gonçalves ainda chegou um pouco melhor, em décimo-segundo, enquanto Toby Price concluiu na décima-sexta posição. O brasileiro Jean Azevedo fez o 26º tempo em 3h55min21seg, ocupando agora a vigésima-nona posição geral.

O dia não foi fácil para alguns pilotos da categoria. O congolês-belga Franck Verhoestraete sofreu um acidente com sua RTR Sherco número #88 ao atropelar um cavalo durante a especial. O piloto, cujo melhor resultado foi um 19º lugar em 2010, encontra-se “estável”. Ele estava em 31º lugar na classificação geral após três etapas. Sam Sunderland, vencedor da primeira especial deste Rali Dakar, sofreu um tombo, lesionou o ombro e também engrossa a lista de abandonos.

Resultado da etapa #4 nas motos:

1º #2 Joan Barreda Bort (Honda) – 3h27min28seg
2º #1 Marc Coma (KTM) – 3h29min27seg
3º #31 Pablo Quintanilla (KTM) – 3h30min17seg
4º #4 Jordi Viladoms (KTM) – 3h38min12seg
5º #11 Ruben Faria (KTM) – 3h38min23seg
6º #22 Javier Pizzolito (Honda) – 3h38min57seg
7º #14 Alain Duclos (Sherco TVS) – 3h40min19seg
8º #29 Laia Sanz Pla-Giribert (Honda) – 3h41min16seg
9º #18 Stefan Svitko (KTM) – 3h41min19seg
10º #17 Michael Metge (Yamaha) – 3h42min00seg

Classificação geral:

1º #2 Joan Barreda Bort – 13h10min33seg
2º #1 Marc Coma – 13h23min22seg
3º #7 Paulo Gonçalves – 13h31min22seg
4º #11 Ruben Faria – 13h33min38seg
5º #4 Jordi Viladoms – 13h35min24seg
6º #31 Pablo Quintanilla – 13h41min15seg
7º #26 Toby Price – 13h42min38seg
8º #27 Matthias Walkner – 13h44min01seg
9º #14 Alain Duclos – 13h47min04seg
10º #5 Hélder Rodrigues – 13h49min38seg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>