MENU

12 de janeiro de 2015 - 18:10Rali Dakar

Dia de etapa massacrante nas motos, com chuva, frio e vitória de Quintanilla

dakar-rally-2015

Herói nacional: Pablo Quintanilla foi o vencedor da 8ª etapa, na volta do Dakar a Iquique

RIO DE JANEIRO - A segunda e última parte da etapa maratona do Rali Dakar 2015 foi um autêntico massacre para os motociclistas. Ninguém esperava o que aconteceu ao longo dos 784 km de especial, com um longo período neutralizado, principalmente nos salar de Uyuni. Temperaturas próximas de 4ºC em pleno verão no hemisfério sul, sensação térmica pior ainda por conta dos 3.600 metros de altitude em solo boliviano e muita chuva, que interrompeu a etapa no km 378. Um autêntico massacre, num dia de muitos abandonos e surpresas.

O chileno Pablo Quintanilla (KTM) deverá ser alçado ao status de herói nacional no Chile com sua primeira vitória num Rali Dakar. Ele foi o mais rápido da especial de retorno de Uyuni a Iquique, no tempo de 2h56min19seg, onze segundos abaixo de Juan Pedrero Garcia (Yamaha) e doze à frente do eslovaco Stefan Svitko (KTM).

Estreante na competição, o australiano Toby Price continua muito bem: ele foi 4º colocado na duríssima especial de hoje, a apenas quarenta e um segundos de Quintanilla, conservando a posição na classificação geral, 15min56seg atrás do novo líder. Sim! O Rali Dakar tem um novo líder e ele é Marc Coma, o atual campeão da prova, que chegou apenas na 9ª colocação ao fim da especial, a 7min37seg de Quintanilla.

Tudo porque o espanhol Joan Barreda Bort, com sua Honda CRF450 oficial, enfrentou problemas e perdeu 1h30min na trilha, tendo sido ajudado pelo chileno Jeremias Israel Esquerre, seu companheiro de equipe. Não bastasse o tombo da véspera, que destruiu o guidão de sua moto, agora esse revés complicado toda vida. Como efeito, o então líder do Rali Dakar terminou a etapa de hoje em 80º. Com penalizações por excesso de tempo na etapa (acréscimo de 1h20min), caiu para vigésimo-quarto na classificação geral. Adeus título.

Dakar 15 17

A segunda parte da etapa maratona para os motociclistas constituiu-se num autêntico massacre; vários competidores abandonaram

Não só o espanhol que liderava o Dakar 2015 teve problemas. Gérard Farres Guell caiu logo no início do trecho do salar de Uyuni com sua Gas-Gas e acabou internado num hospital com hipotermia. A Yamaha perdeu dois de seus três pilotos oficiais, com a quebra da moto de Michael Metge e a desistência de Alessandro Botturi após um dos reabastecimentos. O chileno Daniel Gouet foi outro a ficar de fora e, por fim, Jordi Viladoms se viu obrigado a desistir do Rali pela quebra do motor de sua KTM.

Dakar 15 16 (1)

Nem o caminhão vassoura resistiu na mais massacrante das etapas do Rali…

Os azares alheios abriram espaço para as chamadas zebras. Talvez a maior delas seja o 6º lugar do francês Xavier De Soultrait, que corre com uma Yamaha. O piloto de 26 anos, 34º colocado no Dakar do ano passado, conseguiu o melhor resultado em especiais de toda a sua carreira. Também no mesmo patamar pode ser incluída a 8ª colocação do holandês Hans Vogels (KTM), 31 anos, que na última edição do evento chegou em 22º. Mas o resultado mais impressionante, sem qualquer dúvida, é o quinto posto da espanhola Laia Sanz, que lhe rendeu um top 10 na classificação geral ao fim desta etapa.

Jean Azevedo (Honda) foi o 51º colocado na especial, com o tempo de 4h30min55seg. O brasileiro está em 28º no acumulado dos tempos na categoria.

O resultado da etapa #8 nas motos:

1º #31 Pablo Quintanilla (KTM) – 2h56min19seg
2º #10 Juan Pedrero Garcia (Yamaha) – 2h56min30seg
3º #18 Stefan Svitko (KTM) – 2h56min31seg
4º #26 Toby Price (KTM) – 2h57min00seg
5º #29 Laia Sanz Pla-Giribert (Honda) – 2h58min55seg
6º #44 Xavier De Soultrait (Yamaha) – 3h02min55seg
7º #14 Alain Duclos (Sherco TVS) – 3h03min01seg
8º #37 Hans Vogels (KTM) – 3h03min53seg
9º #1 Marc Coma (KTM) – 3h03min56seg
10º #11 Ruben Faria (KTM) – 3h04min03seg

Classificação geral:

1º #1 Marc Coma – 28h51min12seg
2º #7 Paulo Gonçalves – 29h00min23seg
3º #31 Pablo Quintanilla – 29h02min23seg
4º #26 Toby Price – 29h07min08seg
5º #18 Stefan Svitko – 29h17min42seg
6º #11 Ruben Faria – 29h25min46seg
7º #14 Alain Duclos – 29h49min20seg
8º #9 David Casteu – 30h02min00seg
9º #29 Laia Sanz Pla-Giribert – 30h10min03seg
10º #21 Ivan Jakes – 30h38min59seg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>