MENU

21 de janeiro de 2015 - 18:28Fórmula 3

Fórmula 3 Brasil 2015: o que vem por aí

RIO DE JANEIRO - A temporada 2015 da Fórmula 3 Brasil começa em poucas semanas. Antes do carnaval, já tem corrida: a primeira rodada dupla do calendário foi marcada para 7 e 8 de fevereiro no Autódromo de Curitiba, em Pinhais. E o grid começa a ser conhecido para o início do campeonato.

A princípio, foram anunciados doze pilotos e um total de seis equipes, incluindo-se aí o campeão do ano passado, Pedro Piquet, que defenderá seu título mais uma vez na Cesário Fórmula. Neste ano, o filho do tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet terá como colega de equipe na divisão principal o piloto Matheus Iorio, que sobe da divisão Light.

carro-da-shell-na-f3

A Shell entra na Fórmula 3 Brasil com o piloto Pedro Cardoso, como parte de uma Academia de Desenvolvimento de Talentos: uma iniciativa espetacular e que merece todo o nosso aplauso

Como uma das grandes novidades do ano, o piloto Pedro Cardoso estreia na F3 Light como um dos nomes do programa de desenvolvimento de talentos apoiado pela Shell, que patrocinará pilotos no kart, na categoria de monopostos e no Brasileiro de Turismo – além da Stock Car, claro. Uma iniciativa espetacular que pode trazer frutos a um combalido automobilismo feito o nosso. Vale lembrar que a petrolífera, nos anos 60, patrocinou um projeto semelhante na França (Volante Shell), que revelou uma geração de talentos, entre os quais François Cevert e Jean-Pierre Jarier, por exemplo. Guilherme Samaia é outro novato que também chega à categoria através do time de Augusto Cesário.

Artur Fortunato continuará na categoria com o esquema próprio que foi montado para ele no segundo semestre, com um Dallara da divisão principal. A Hitech Racing de Rodrigo Contin já anunciou dois pilotos: Christian Hahn na classe A e Pedro Caland na Light. O chefe da equipe trabalha até o fim do mês para poder proporcionar a mais dois pilotos a chance de competir pelo menos em Curitiba e talvez durante toda a temporada da categoria.

Dárcio dos Santos confirmou, por enquanto, apenas um nome: é o do estreante Rodrigo Baptista, de 18 anos, que vem do kart e de uma experiência com os monopostos da Fórmula 4 sul-americana. É outra equipe que poderá ter um ou mais carros ainda até o início dos treinos em Curitiba. Outro novato, Carlos Cunha, estreia pela equipe CF3. Ele também vem das provas de kart, assim como Giuliano Raucci, o novo primeiro piloto da RR Racing de Rogério Raucci. Esta equipe também apresenta mais outros dois novatos: Felipe Ortiz, egresso da F4 e Andreas Visnardi, mais um kartista que vem para as provas de monoposto.

A programação para a 1ª rodada do campeonato é esta:

Sábado, 7 de fevereiro
09h00 – 10h30 – 1o Treino Livre F3
12h00 – 12h45 – 2o Treino Livre F3
14h10 – 14h30 – Classificação F3
16h25 – Largada F3 Brasil (30 minutos de prova + 1 volta)

Domingo, 8 de fevereiro
11h55 – Largada F3 Brasil (30 minutos de prova + 1 volta)

4 comentários

  1. Hugo Cardozo disse:

    Pedro Cardoso vai corer pela Cesário Formula ?

  2. Herik disse:

    Não seria ruim para o Piquet mais um ano nessa categoria? Do jeito que nadou de braçada em 2014 não vejo o que pode se acrescentar ao seu currículo.

  3. Sérgio Amaro disse:

    Pena que o programa da Shell vai beneficiar apenas pilotos que têm condições financeiras de seguirem por meios próprios.
    Deveriam ter feito uma seleção mais apurada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>