MENU

7 de fevereiro de 2015 - 01:08Automobilismo Internacional

12 Horas de Bathurst: com novo recorde, Vanthoor e Audi largam na pole

A16R6383

RIO DE JANEIRO - As 12 Horas de Bathurst já tem o pole position para a edição 2015: é o Audi R8 LMS Ultra #15 da Phoenix Racing. O carro do construtor alemão foi o mais rápido na pista de Mount Panorama durante as duas sessões oficiais de classificação, mas foi o belga Laurens Vanthoor que deixou seu nome na história da prova ao conquistar a pole position e fazer jus ao “Allan Simonsen Pole Trophy”, galardão ofertado ao piloto mais rápido dos treinos.

Vanthoor demoliu a oposição durante o Q2, do qual participaram só os carros das classes A, separadas em PRO-AM e AM, marcando o tempo de 2’02″5521 (novo recorde do circuito), seis décimos mais veloz que o Lamborghini Gallardo #32 da JBS Swift Lago Racing, guiado pelo australiano David Russell. Em terceiro – e com o melhor tempo entre os carros da classe A-AM, ficou o Nissan #35 de Katsumasa Chiyo – que poderia ter ido mais além no grid, não fosse um acidente que danificou o carro. E para nenhuma surpresa, o treino foi encerrado sob bandeira vermelha, quando o Mercedes da equipe VodkaO-Dean Grant apresentou problemas na curva 2.

O grid também tem uma distribuição bem generosa de marcas, embora a diferença entre o primeiro e o 10º no Q2 tenha sido superior a dois segundos: oito marcas diferentes (Audi, Lamborghini, Nissan, Ferrari, Aston Martin, Mercedes-Benz, McLaren e Bentley) figuraram no top 10. Somente os quatrargólicos e o cavalinho de Maranello apareceram representados por dois carros, cada um. No entanto, o Q2 só definiu, de fato, os oito primeiros do grid.

No primeiro treino, outro Audi – no caso o de Christopher Mies – tinha sido o mais rápido, mas o carro #9 da Hallmarc/Network Clothing amargou o décimo tempo na definição da pole e, mesmo assim, larga da 9ª colocação de acordo com o regulamento particular da prova. O Q1 teve 50 carros na pista e as inevitáveis bandeiras vermelhas – só uma, na verdade, que durou 13 minutos – em razão do acidente com o Marc Focus GTC V8 #91 guiado por Ivo Breukers. A Ferrari F458 Italia GT3 da equipe Vicious Rumour Racing, guiada por Andrea Montermini, também quebrou durante a bandeira vermelha e nem apareceu para o Q2, buscando um tempo de classificação. Terão que largar de último.

Na classe B, após o domínio amplo da Grove Racing em todos os treinos, a pole foi do Porsche #47 da Supabarn Supermarkets, que fizera o 26º tempo na primeira sessão. O Marc Focus GTC V8 #93 ficou com o 30º tempo geral e foi imbatível na divisão Invitational. Logo a seguir, veio o pole da classe D, o interessantíssimo Daytona Coupe e o melhor tempo da classe C foi do Lotus #54 da Donut King, 39º mais veloz da primeira sessão.

As 12 Horas de Bathurst têm largada às 5h50 da matina lá na Austrália, o que corresponde a 16h50 deste sábado, pelo horário de Brasília.

Resultado do Q1 aqui e do Q2 aqui

4 comentários

  1. Fernando Lima disse:

    Mattar, teremos o tradicional live streaming no blog??

  2. Carlos Alvim disse:

    Vanthoor+Audi , parece,, mesmo,um casamento perfeito:Homem-Máquina!

  3. gigi siciliano disse:

    Taí um autódromo para pilotoooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Aqueles que temem a “Curva do Café” e querem modifica-la , devem odiar este circuito e jamais se atreveriam a dar uma volta a não ser dentro de um Carro de Combate(Tanque, para os não familiarizados com terminologia militar) e em baixa velocidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>