MENU

24 de maio de 2015 - 11:51Fórmula 1, Temporada 2015

Inclassificável

20155241429725_F1 Monaco Domingo 021_II

#HamiltonChateado

RIO DE JANEIRO - Palavra de honra que não consigo encontrar uma expressão que defina o GP de Mônaco de Fórmula 1. Chato? Tedioso? Sacal? Talvez. Mas depois de tudo o que acabou acontecendo, principalmente após a terceira vitória seguida de Nico Rosberg nas ruas do Principado mais famoso do mundo, melhor adjetivar a corrida como inclassificável.

Difícil de entender o que aconteceu. Uma corrida chata toda vida em mais de 60 voltas, até Max Verstappen (quem sai aos seus não degenera…) errar, bater em Romain Grosjean e provocar a entrada do Safety Car. E aí veio a cagada do ano, superando o erro de estratégia na Malásia. A Mercedes tirou de Lewis Hamilton a chance da vitória, ao mandar o britânico, líder absoluto da corrida desde a largada, entrar no box e trocar de pneus. Se foi uma parada “tática”, foi um absoluto equívoco, porque não resultou em nada. Correndo entre guard-rails e com Sebastian Vettel à sua frente, Hamilton só passaria o alemão se o atropelasse, como Verstappinho tentou fazer com Romain Grosjean.

O resultado foi que Rosberg acabou presenteado com uma vitória que ele esteve longe de conquistar pelos seus próprios méritos e à Mercedes só restou pedir “desculpas” a um putíssimo – com toda razão – Hamilton, que aliás renovou nesta semana por um valor altíssimo de salário, pelo menos umas vinte mil vezes mais o que eu ganho por mês. Podem até acusar o Lewis de chorão, de rei do “mimimi”, mas desta vez dou plena razão a ele. Foi um erro simplesmente absurdo da equipe da estrela de três pontas. O piloto tentou ser diplomático. “Ganhamos e perdemos juntos”. Mas por dentro ele deve estar se remoendo de forma absurda.

Isto posto, o alemão, que entrou para o panteão dos maiores vitoriosos de forma consecutiva em Mônaco, ao lado de Juan Manuel Fangio, Graham Hill, Alain Prost e Ayrton Senna, com três triunfos no circuito urbano, agora reduz para 10 pontos a diferença para Hamilton no campeonato. Se Bernie Ecclestone queria atrair a atenção da Fórmula 1, com o prestígio cada vez mais em baixa diante do público especializado, parabéns para a Mercedes.

Vamos falar de coisa boa, agora?

Então… tirante a palhaçada da Red Bull, que mandou inverter posições entre Daniil Kvyat e Daniel Ricciardo e o erro crasso cometido contra Hamilton, a pista de Mônaco ajudou a mostrar que os pilotos podem se sobressair mesmo com carros medianos. Sergio Pérez fez um excelente trabalho com a Force India e Felipe Nasr, que completou sua terceira corrida nos pontos – além de terminar todos os GPs disputados – também. Dentro das limitações de sua Sauber, o brasiliense faz um ótimo campeonato de estreia na Fórmula 1, justiça seja feita.

E outro gigante foi Jenson Button, que conseguiu dar à McLaren os primeiros pontos do ano com a oitava colocação. Até poderiamos ter visto os dois carros do time de Ron Dennis no top 10, o que seria muito comemorado pela equipe, mas tenho a impressão que fizeram um ebó daqueles pro Fernando Alonso. O espanhol, além de não terminar a disputa, vítima de problemas de câmbio, acabou punido por um toque com Nico Hülkenberg que, no passado, não dava nada. A FIA é tão incoerente em suas punições que Daniel Ricciardo fez coisa pior com Kimi Räikkönen e nada aconteceu. A falta de critério faz pensar no seguinte: ou ambos são punidos ou não se pune ninguém. Eu, honestamente, preferiria a segunda hipótese.

Agora é aguardar pelo GP do Canadá, quase sempre imprevisível. Espero que seja uma corrida menos inclassificável do que esta de domingo.

44 comentários

  1. Aricleito disse:

    Para que se enganar???
    Mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira… vamos fazer um exercício: se a F1 fosse do Fox Sports ( impossível, titio bernie não negocia com canalzinho sem audiência) você estaria metendo o pau na F1??? Estaria??? Seja justo.. Vc se amarra na Fórmula 1 e fica se enganando… Não adianta meter pau, você sabia q a categoria é top.. não me venha falar em lixo de WEC, Nascar(??!!), BTCC, WTCC, VTNC(!!!!!!!!)
    Aprenda. Quando você estava no SportTV era muito mais limpo e falava mil maravilhas da F-1. Você mete pau, mas o bibendum anda na linha, elogia a F1, defende o ganha pão dele,,, já você, não andou na linha e sifu…
    Podem notar q vc começou comentando a F-e que é outra bosta e de repente te sacaram!!! Pq???
    Explique-nos.

    • Rodrigo Mattar disse:

      Aricleito, ou quem quer que você seja, eu não te devo explicações. Falo do que eu quiser no blog. E para sua informação, a Fox Sports transmite a Fórmula 1 no planeta inteiro. Se não transmite no Brasil não é problema meu. Quem é você pra me mandar aprender alguma coisa, rapaz? Se manca, cara. E quanto à F-E, que não é uma bosta, nem o WEC é (dá pra ver o quanto você entende muito de automobilismo – só que não – aliás, você não deve ter visto as 6h de Silverstone e muito menos de Spa, para não escapar de falar tamanha merda), não fui mais escalado porque as transmissões são feitas de São Paulo. Entendeu ou quer que eu desenhe?

      E antes que eu me esqueça, vai tomar no cu você também.

      • Tiago disse:

        Boa Rodrigo. Percebe-se que este não entende muito de automobilismo não já que chamou de lixo categorias muito atraentes e de alto nível.

        Lamentável o respectivo cidadão…

      • Rodrigo Mattar disse:

        Categorias que são das melhores do automobilismo neste ano de 2015. Ter acéfalos ou analfabetos funcionais como leitores dá nisso.

      • luigi disse:

        Caros Ricardo e Tiago , este sujeito é simplesmente um doutrinado , cativo e emburrecido pela R G T e seus ufanistas narradores e comentaristas. pois desconhece totalmente o que seja automobilismo de alto nível e também pela ignorância demonstrada não deve saber qual categoria que realmente traz os mais uteis avanços tecnológicos para os carros de todos nós , como : injeção de combustível (Mercedes 300 SL R -1952) Freios a Disco (Jaguar Type C – 1954 ) ,cambio automático em competições(Chaparral 2 D – 1966) , primeiro carro com uma asa para aumentar down force ( Chaparral 2 E – para série Can-Am e 2 F para Le Mans – 1966/67 , primeiro cambio de dupla embreagem Porsche 956/962 – anos 80 e o primeiro carro com unidade motora hibrida , AUDI R 18 E tron Qattro, como pode-se perceber este é o “LIXO ” do W E C ,sabe muito de automobilismo este tal de Aricleto F1 ,amestrado e domesticado pela R G T .
        E parabéns rodrigo pela sua isenção e não censura de comentários de comentários imfelizes e depreciativos até mesmo contra a sua pessoa ,ás vezes até merece mesmo uma resposta mais ao nível do “comentarista ” ,bem compreensível a resposta ,não haveria forma mais apropriada no momento .

      • Rodrigo Luiz Martins disse:

        Me desculpa, mas Formula E é uma bosta também, reclama do barulho da Formula 1 mas não daquelas carroça sem ronco? por favor né

      • Rodrigo Mattar disse:

        Só porque não tem barulho é uma bosta? Melhor rever os seus conceitos. O campeonato apresenta uma proposta inovadora, alternativa e é uma opção cada vez mais interessante no esporte.

      • Jorpaes disse:

        Hã? Eu li isso mesmo de um jornalista?
        O leitor acima nem comento mas sua resposta foi totalmente fora do contexto. Me desculpe se discordo mas por favor, não me ofenda.
        Achei inaceitável vindo de um jornalista especializado (ou que demonstra ser) no que escreve e descer o nível só por ser o seu glob.
        Lamentável.

      • Rodrigo Mattar disse:

        Ah, então é aceitável eu ler um qualquer me mandar tomar naquele lugar e não responder? Tá certo então, Jorpaes. Devo então estar errado em querer responder, mesmo que tenha “ofendido” após ter sido ofendido. Estranho que só você se incomodou com isso.

      • Jorpaes disse:

        Rodrigo,

        Uma pena seu blog não ter a possibilidade de responder em cima daquilo que me foi respondido. Então continuo daqui.

        Eu particularmente penso que, mesmo um blog de internet, deve e pode-se manter o nível. Eu já tive blog e sei como funciona a administração de um.

        Eu acho que, para evitar esses textos baixos e totalmente tendenciosos (querem apenas polemizar, acordar azedo e encher o saco do outro) pode-se filtrar e antes de publicar eliminar.

        Blogs que permitem a resposta ser postada sem filtragem prévia acontece isso. E aconteceu muito com outros jornalistas e um que me lembro imediatamente foi com o Lédio Carmona no GE.com até que ele encheu o saco e passou a filtrar e acabou por escrever pouco até acabar com a coluna.

        Uma filtragem prévia evita essas respostas desclassificadas.

        Penso eu que, mesmo sendo um blog é bom manter o nível e a educação, posso estar errado. Agora, sei que o blog é seu, o espaço você administra do jeito que melhor lhe satisfaz e me pareceu que você gosta desse nível de conversa.

        Lamentável.

        Abraço e tchau.

      • Rodrigo Mattar disse:

        Jorpaes, eu não gosto desse nível de conversa. Mas após engolir vários outros desaforos calado, naquela vez eu explodi. Eu não estava passando por um bom momento e, se não fosse o infeliz do Aricleito, podia ter sido outro a ser igualmente alvo da minha impaciência.

        Ele me tirou do sério, achincalhando meu trabalho e falando mal de categorias que têm público e leitores no blog.

        Quanto a chamada ‘filtragem prévia’, realmente só pedindo uma luz a quem fez a plataforma do blog para tornar comentários ofensivos como spam.

        No mais, obrigado por sua atenção.

      • Jorpaes disse:

        Oi Rodrigo,

        …mas não tem um botão réles que possa inserir para mediar as postagens? No meu velho blog no WordPress eu escolhi ter isso. Tem gente que monta blogs e prefere não fazer essa filtragem e aí entra qualquer coisa escrita.
        Sei que ter um blog e filtrar os textos não é fácil mas é simples.

        Abraço e tchau.

      • Rodrigo Mattar disse:

        Não, esse botão aqui não existe.

    • Laercio disse:

      Rodrigo, se sou vc não daria confiança pra esse tipo de comentário agressivo. Gente assim merece ser totalmente ignorada…

      • Danilo disse:

        Rodrigo,pelos teus relatos sobre o GP de Monaco,ainda bem que você não me acordou nessa hora,pois eu estava dormindo.Ainda bem que tivemos as Quinhentas Milhas e o Charlotte 400.E quanto a esse acéfalo que te ofendeu,ignore-o,pois gente dessa estirpe não merece resposta.Espero conseguir te assistir hoje.Abraço.

      • Danilo disse:

        Laercio,eu ia falar a mesma coisa.Ainda bem que vc tirou as palavras da minha boca.

    • João Gabriel disse:

      RM,

      Não sei porque você perde o seu tempo respondendo esse tipo de comentário infame como do Aricleito.

      Até entendo que vc queira manter o seu blog longe da censura e livre… mas puts… Esse Aricleito defecou pelos dedos. Merecia ser apagado esse comentário.

      • Rodrigo Mattar disse:

        Não, João Gabriel. É bom deixar que seres infectos como ele venham à tona e a gente se livre deles.

  2. Joao Vivaldo disse:

    Só Colocam a Culpa na “equipe e os engenheiros”! Mas Eu Presumo Que, os Mesmo Falei Com o Piloto, e Esse dá a Opinião! E Ele Topou em Fazer a Parada do Pit Stop, Ele Também Tem Culpa, Ele Simplesmente Poderia Dizer “Não”!!!

    • Rodrigo Mattar disse:

      Pois é. Isso vai de acordo ao “Ganhamos e perdemos juntos”.

    • Laercio disse:

      Ele achou que poderia confiar na equipe, não tinha carro nenhum atrás dele, se disseram que dava pra trocar e sair em primeiro porque não acreditar? Agora vai ser difícil confiar na equipe de novo, se sou ele peço a demissão do responsável por essa estratégia medonha. Numa equipe, em qualquer trabalho ou campo de atuação, não se pode haver desconfianças…

  3. Ricardo disse:

    Esse cara (Aricleito ) deve estar trollando. .. Não pode ser verdade que alguém que acompanha esse blog, ao ponto de fazer um comentário, tenha a cara de pau de dizer que a F1 é melhor que WEC BTCC NASCAR V8SUPERCARS e tantas outras. Eu acompanho a F1 pois acredito que um dia ela vai voltar a ser a melhor novamente. Mas hj não está nem entre as cinco melhores ,talvez nem entre as 10 melhores do automobilismo internacional.
    Uma corrida do WEC com 6 Horas de duração é muito mais emocionante q a F1. AS corridas do BTCC com suas 15 ou 20 voltas então nem se fala. É pauleira do início ao fim.
    E o cara fala q F1 é melhor. .. só pode estar trollando

  4. Mario disse:

    Bem, acompanho corridas de automóvel há alguns bons 30 anos. Tempo suficiente pra me fazer afirmar sem medo que aqueles que fazem comparações de categorias completamente distintas não sabem nada de automobilismo.

    A F1 é e sempre será a referencia no esporte, isso é indiscutível. Porém, não tem o posto de categoria mais emocionante. Nesse quesito, sou muito mais as 3 categorias da Nascar, a FIndy e a V8 Australiana.

    Em matéria de competição entre os pilotos, a F1 já teve seus tempos de glória. A era dos trunfos consecutivos de Schumacher é a maior prova da decadência neste quesito. Apesar de ainda estar longe do que foi até fins dos anos 80, a F1 hoje já é melhor que toda a década de 90. Mas ainda está muito aquém do que acontece, por exemplo, na Nascar, V8 e FIndy.

    Parabéns pela matéria, Rodrigo.

  5. Paulo McCoy disse:

    Engraçado: não é de hoje que constato o seguinte cenário. A pessoa, ao ‘pilotar pela internet’*, depara-se com um ‘blog (ou site de notícias. Whatever…) e, após tomar conhecimento do conteúdo, se acha no direito de ditar normas ao dono da página, impondo o que deve ou não ser escrito. Sem falar em manifestações não muito educadas. Particularmente, quando tomo conhecimento de tal situação, fico com vontade de rir. Porque só pode ser piada tal fato. Claro que o leitor (a) tem todo o direito de gostar ou não daquilo que lê. Mas, daí a induzir o autor a pensar como ele… nunca. Ou, como dizem nos USA: ‘Not on my watch!’.
    Mas, voltando: tenho para mim que a pessoa, ao demonstrar tempo para conferir o conteúdo de alguma página de internet, ela quer adquirir informação e, se desejar – dentro da boa educação que deve nortear qualquer cidadão civilizado –, manifestar sua opinião sobre esse ou aquele assunto. Particularmente, garanto que leio diversos ‘blogs’ ao longo do dia e, por conseguinte, também não gosto de muita coisa que leio. Porém, fica nisso. Daí a abrir um programa ‘Word’ e sair ofendendo o autor (a) do artigo que não gostei, vai uma distância muito grande. Não gostei, fecho a página e vou me distrair lendo as últimas do automobilismo no ‘www.nascar.com’, na esperança que no dia seguinte eu leia notícias interessantes.
    Em resumo: ninguém agrada a todos, todos os dias. Mas tenho certeza de que o sempre estimado Mattar se esforça para manter a coerência e proporcionar um conteúdo de alta qualidade (algo que a cada dia se torna raro, posto os ‘zilhões’ de textos com gírias do tipo ‘blz’; ‘móssarru’; e – cereja do bolo –, ‘shushushua’).
    Por último mas, não menos importante: não sou advogado do Mattar, tampouco o conheço pessoalmente. Mas faço deste blog um compromisso diário de leitura. E mais: mesmo que algum dia ele venha a criticar a péssima campanha do Ford #21 na categoria NASCAR, eu não iria deixar de vir aqui. Motivo? O Rodrigo, como um excelente jornalista, sabe que em qualquer atividade esportiva, muito raro um ‘team’ manter-se no topo. E que apontar situações – agradáveis ou não – integram a cartilha de qualquer jornalista (sem falar que eu não iria perder noites de sono se ele, Mattar, criticasse a atuação do carro de corridas mais bonito deste planeta!).
    With kind regards,

    Paulo McCoy Lava
    Jornalista de automobilismo

    *Sim, eu sei que comumente se utiliza a expressão ‘navegar pela internet’. Porém, sou um automobilista confesso. E como nosso ex-Presidente usava metáforas futebolísticas em seus discursos, penso ser justo eu usar gírias daquele que é considerado o MELHOR esporte da Galáxia.

  6. Antonio Seabra disse:

    Rodrigo,

    Visões distorcidas, intencionalmente ou por ignorância mesmo nem merecem comentários. No teu blog até que tem pouco comentário babaca, desse tipo.
    Quanto a avaliação da corrida, excelente. Achei a atuação do Perez e do Button surpreendentes, não apenas pela manutenção das posições, mas por virarem sistematicamente em tempos não muito piores do que os tempos dos ponteiros (dava pra avaliar pela distancia em segundos, que aumentava muito lentamente). Gostei do Ricciardo, veloz e agressivo no final, estranhei o Lewis não ter tentado de forma mais incisiva no final, e não entendo tantos loas de todo mundo ao Vertappen (voce falou bem, quem sai aos seus não degenera, e eu tinha certeza de que se tivesse bandeira amarela na prova, seria causada por ele), quando o Sainz tem sido melhor nos treinos e mais consistente nas provas. Sainz fez tempo melhor, e teria largado na frente dele se não fosse a punição (merecida) que sofreu.
    Abraços
    Antonio
    .

  7. Alvaro Ferreira disse:

    Esse Aricleito deve estar trollando, mesmo. Mais um desses franco-atiradores da internet, só isso explica a descarga de bobagens…
    Muito boa sua análise, Rodrigo, o Hamilton é mimado, mas dessa vez concordei com a reação dele. Depois de um trabalho tão bem feito, perder a corrida daquele jeito… Ao sair do carro não dava para ficar de sorrisos e cara de paisagem!
    Queria ter visto mais a pilotagem do Button; o cara sempre foi muito preciso em Mônaco e hoje foi de novo, pena que a transmissão quase não o focalizou.

  8. Rodrigo Luiz Martins disse:

    Com todo o respeito, mas burro foi Hamilton, afinal mesmo se o Nico tivesse parado ai o Sebastian teria ganho a corrida.
    Não tem aquele negócio que dentro da Mercedes tem a equipe do Nico e a do Lewis ? Então a equipe do Nico destruiu com o Lewis, que tem que amadurecer e agora assinou contrato ta achando que é o piloto numero 1 ?

  9. Wilcimar disse:

    Convenhamos, assistindo a F1, a Indy e a Nascar, essas duas últimas estão dando um show na F1, principalmente antes da corrida. A F1 anda tão sem graça, que pelo jeito chamar o Hamilton para o box e deixar ele puto da vida foi a única estratégia que tiveram pra deixar a corrida boa hoje.

  10. Carlo disse:

    Rodrigo entende muito mais que muito narrador famoso de automobilismo.
    Quem conhece sabe.
    Se ele mentisse estaria criando mais ídolos de mentira.
    Belos textos, duvido que alguem mais famoso teria coragem para ser autentico/verdadeiro.
    paz e bem

  11. Alexandre disse:

    Embora eu discorde da maneira com que o Aricleto fez seus comentários, concordo em alguns pontos: a F-1 ainda é a MAIOR categoria de automobilismo do mundo. Mas isso não quer dizer que seja a MELHOR (e o Sr. Galvão Bueno não faz nada pra ajudar). Também não diria que a NASCAR e o seu show de pancadaria me chamem mais a atenção que a F1: torcer por um “big one” é como torcer em uma luta de UFC. Mas não quer dizer também que eu não vá dar uma olhada na Coca-Cola 600, pelo menos nas 50 últimas voltas, que é quando a coisa realmente importa. Antes eu acompanhava assiduamente a extinta Champ Car, que tinha uma proposta diferenciada com seus circuitos mistos desafiadores e seus ótimos ovais. Mais recentemente, a Fórmula E tem me chamado a atenção: as corridas tem sido bem interessantes e acredito que com o passar dos anos e o aperfeiçoamento da tecnologia, elas fiquem ainda melhores. Já a Indycar… só vem dando tiro no pé, embora na minha preferência ela venha logo depois da F1. E pra finalizar: opinião é que nem religião e opção sexual: desde que não seja imposta, deve ser respeitada. Abraços.

  12. herik disse:

    Só discordo quanto a atitude da Red Bull. A reversão das posições foi porque a tentativa do australiano para ganhar mais uma posição deu n’água, nada mais justo que devolver a posição ao russo que fez uma grande corrida.

  13. Sandesângelo Almeida disse:

    O que aconteceu na corrida em relação ao Hamilton foi de um erro inadmissível, mas o que não ficou legal foi a falta de profissionalismo e respeito de Hamilton para com os colegas de trabalho e com a família real. O Hamilton demorou uma eternidade para chegar ao pódio, depois tratou com desdém a premiação, lembrando que no meu tempo o nome disso tudo é falta de educação. Em relação à Red Bull achei perfeito o comando pelo rádio do engenheiro quando fala para o piloto devolver a posição ao companheiro, em tempos como os de hoje eu continuo sempre a favor do correto, honesto, exemplar. No mais, a corrida como o habitual é sempre chata, cansativa e sem graça.

  14. Marchi disse:

    Falta de critério nas punições mostra que os “comissários” também não dão mais a mínima para o evento.

    Não há como entender o que aconteceu na Mercedes em relação ao Hamilton. Acho que o erro é pensar que foi um erro.

    O que falta para Fórmula 1 não ser mais tão previsível pode-se resumir em um termo: Splash and Go!

  15. Razor disse:

    Concordo que a punição ao Alonso foi absurda.
    Ele estava meio carro à frente, vinha na frente (não foi ele quem tentou a ultrapassagem) e tinha que fazer a curva.
    Foi espremido pelo Ricciardo e o Menino Sorriso é quem deveria ter sido punido.

    Assim como Daniel deveria ter tomado 5 seg pelo “chega-pra-lá” que deu no Kimi, essa sim uma manobra intencional e nada limpa do Ricciardo.

    O Verstappen vai ser um dos grandes da categoria (se não morrer antes)!
    Ele pode ter cometido um erro de avaliação de distância quando o Grosjean foi para a esquerda e ele resolvei enfiar seu carro pela direita, mas era a manobra certa ali.
    Só foi meio segundo antes do que deveria ter sido.
    Se tivesse esperado esse átimo, hoje estaria sendo ungido Novo Leão.

  16. Felipe disse:

    Pra mim tem dedo velho e podre do tio Bernie nessa história!!

  17. Antonio Manuel da Silva disse:

    Somente a questão de uns quinze dias que comecei a ler as suas colunas no GP e, a partir daí leio todos os dias.
    Realmente acho que a F1 está muito chata com as limitações de pneus e das interferências dos comissários de pista: Os caras que estão pilotando não são idiotas, deixa os caras se “elgalfinharem”‘e que vença o melhor .
    As transmissões da Fox estão ótimas, o cara que comentou lá em cima, deixa pra lá, simplesmente queria ibope a todo custo.

  18. chefe escoteiro carlos moura disse:

    Rodrigo, boa noite, sobre o cabra que falou besteira, deixa para lá, virei seu fã, quando lhe conheci pelo grande premio, e pelo amigo (piloto) Flavio Gomes. gostos dos seus comentários, gosto das transmissões e comentários da Fox, gosto de corrida de carro, de moto, de Mobilete ,de carrinho de rolimã de tudo, sobre o que aconteceu na F1, acredito que o erro foi da FIA, como sinalizador em Interlagos e após ter feito a prova do WEC ano passado com a apresentação do virtual safety car ou full corse yellon como eles chamam no WEC, aprendi que o virtual não pode ser simplesmente mudado para o carro oficial sem causar perdas. explico.
    quando você esta no virtual sua diferença e velocidade são iguais em todo o circuito, e para que você possa mudar para o carro oficial você precisa liberar a velocidade da intervenção. o que acho que a Mercedes pensou e que com o virtual ela teria condições de dar um pneu melhor para o Hamilton e que a vantagem daria para o pit. só que assim que ele entrou no box liberaram a velocidade para o carro oficial cuja a volta e bem mais rápida do que os 80kms do virtual. dai a diferença acabou e o erro da Mercedes foi só esse. digo que o erro e da FIA pois em Mônaco não da para colocar o virtual pq não há espaço para nada. nem nos bandeirinhas trabalharem direito. para o virtual tem que ser pistas grandes com 3,4,5 km de extensão para poder causar efeito, caso contrario vai ser sempre essa zona ate alguma equipe se tocar e protestar.

    e parabéns pelas comentários e pelos 2 anos de Fox.
    um abraço
    chefe escoteiro Carlos Moura
    sinalizados da Speed Fever – SP

  19. Gustavo disse:

    Só assisti a largada e as 4 primeiras voltas da F-1 em Mônaco. Prefiri dar uma saída, almoçar e me preparar para a corridaça que foi a Indy500.

    Quanto à vitória do Rosberg… na boa? Uma equipe como a Mercedes não comete um erro estúpido desses. Me parece coisa para dar algum ânimo a um campeonato muito chato.

  20. Jaime disse:

    Excelente resposta ao idiota do Aricleto, Rodrigão! Falar que F1 tá melhor que WEC e WTCC? Tá de sacanagem, né?! Em que mundo esse cara vive?

  21. Wallace Michel disse:

    Geralmente Mônaco proporciona corridas ruins mesmo. Por sorte o erro do Hamilton e da equipe colocaram algum tempero na corrida insipida que tivemos no domingo. A FE realmente lembra aquela F1 que após o começo da Era Turbo foi desaparecendo aos poucos só que com a vantagem que ainda não tivemos episódios de politicagem, coisa que desde sempre existiu na F1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>