MENU

5 de agosto de 2015 - 15:04Rali

Fator casa: vitória de Latvala no Rali da Finlândia

latvalaen

O piloto da Volkswagen triunfou na edição mais rápida da história do Rali da Finlândia

RIO DE JANEIRO - Antes tarde do que nunca: Jari-Matti Latvala venceu – e convenceu – nesta temporada 2015 do WRC. Desta vez, o finlandês não cedeu a pressões de nenhuma espécie e faturou no fim de semana a 8ª etapa do Mundial de Rali. Correndo em casa, diante de sua torcida, o nórdico conseguiu um triunfo importante para pelo menos manter a mesma posição conquistada ano passado – já que aparentemente é impossível que o francês Sébastien Ogier, com cinco vitórias nos sete eventos anteriores, perca o terceiro título consecutivo da carreira.

O Rali da Finlândia teve um público estimado em 300 mil pessoas espalhadas pelas estradas na região de Jyvaskyla, com as lendárias especiais de Ouninpohja, Mökkiperä e Horkka como pano de fundo. Líder desde o primeiro dia, quando conseguiu tempos melhores que Ogier na segunda passagem por Paijala e Ouninpohja, a grande “Montanha Russa” do evento, com saltos espetaculares, curvas cegas e desafiantes, Latvala manteve o primeiro lugar até o final, chegando com pouco mais de 13 segundos à frente de Ogier no tempo acumulado após 20 trechos cronometrados.

A Volkswagen podia ter feito 1-2-3 sem maiores problemas, mas Andreas Mikkelsen fez o favor de destruir seu VW Polo no primeiro dia e ficou de fora. O caminho foi aberto para os demais pilotos e Kris Meeke vinha bem e à frente do companheiro de equipe Mads Østberg, quando cometeu um erro bobo num trecho traiçoeiro devido ao acúmulo de lama na estrada durante o sábado. O britânico bateu numa árvore, danificou seu carro e também desistiu. Østberg acabou premiado com o 3º lugar, mas bem distante dos dois primeiros.

Na Hyundai, quem começou muito bem foi Hayden Paddon, largando melhor que Thierry Neuville (acidentado durante o Shakedown) e Dani Sordo. Mas o neozelandês bateu numa pedra a toda velocidade e destruiu espetacularmente o seu i20. Sordo também ficou pelo caminho com problemas e Neuville driblou as adversidades para salvar 12 pontos importantes no campeonato, conquistando o 4º lugar. Outro que recuperou-se muito bem foi o estoniano Ött Tanak, que reagiu vindo do décimo posto no primeiro dia para chegar em 5º na geral, é verdade que beneficiado pelos muitos abandonos. Mas o piloto da equipe Ford M-Sport também teve seus méritos para chegar melhor que Juho Hänninen, experiente e excelente piloto local que se colocou como o melhor não-oficial do evento, à frente de Martin Prokop.

dsc_3508

Com o Skoda Fabia, Esapekka Lappi chegou num sólido 8º geral e venceu na WRC2, divisão na qual lidera o Mundial

Esapekka Lappi deu à Skoda um brilhante 8º lugar na geral, que rendeu ao piloto – também finlandês – a vitória entre os carros da divisão WRC2 em dobradinha com o companheiro de equipe Pontus Tidemand. Além, é claro, da liderança de sua subcategoria no Mundial com 70 pontos, três à frente do compatriota Jari Ketomäa. Lorenzo Bertelli, noutro Ford não-oficial, completou o top 10 do Rali da Finlândia.

A próxima etapa será o Rali da Alemanha, marcado ano passado pelo fracasso enorme da Volkswagen na prova mais importante para a marca de Wolfsburg no campeonato. Na ocasião, Thierry Neuville venceu, ofertando à Hyundai seu primeiro triunfo no retorno da marca sul-coreana ao WRC.

Será que a história vai se repetir?

O resultado final do Rali da Finlândia:

1 – Latvala/Anttila (VW Polo) – VW – 2.33’03″8
2 – Ogier/Ingrassia (VW Polo) – VW – 13″7
3 – Østberg/Andersson (Citroen DS3) – Citroen – 1’36″8
4 – Neuville/Gilsoul (Hyundai i20) – Hyundai – 3’58″7
5 – Tanak/Molder (Ford Fiesta) – M-Sport – 4’29″3
6 – Hanninen/Tuominen (Hyundai i20) – Hyundai – 4’44″3
7 – Prokop/Tomanek (Ford Fiesta) – Jipocar – 6’20″3
8 – Lappi/Ferm (Skoda Fabia) – Skoda – 7’11″2
9 – Tidemand/Axelsson (Skoda Fabia) – Skoda – 8’52″2
10 – Bertelli/Granai (Ford Fiesta) – FWRT – 9’37″4

Classificação do WRC após 8 etapas:

1. Sébastien Ogier – 182 pontos
2. Jari-Matti Latvala – 93
3. Mads Østberg – 84
4. Andreas Mikkelsen – 83
5. Thierry Neuville – 70
6. Kris Meeke – 54
7. Elfyn Evans – 53
8. Ött Tanak – 50
9. Hayden Paddon – 44
10. Dani Sordo – 39
11. Martin Prokop – 33
12. Khalid Al Qassimi – 9
13. Juho Hänninen e Yuriy Protasov – 8
15. Nasser Al-Attiyah, Abdulaziz Al-Kuwari, Robert Kubica e Sébastien Loeb – 6
19. Esapekka Lappi, Diego Dominguez e Paolo Andreucci – 4
22. Nicolás Fuchs, Jan Kopecky, Gustavo Saba e Pontus Tidemand – 2
27. Lorenzo Bertelli – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>