MENU

12 de outubro de 2015 - 13:53V8 Supercars

Mega-Sena

Lowndes-Bathurst

Bandeirada: Craig Lowndes vence os 1000 km de Bathurst pela 6ª vez em 20 anos

RIO DE JANEIRO - Pela sexta vez na carreira, Craig Lowndes venceu os 1000 km de Bathurst, válidos como o 10º evento da temporada 2015 e segundo da Pirtek Endurance Cup. O piloto da Red Bull Racing/Triple Eight dividiu o Holden #888 com Steven Richards – que já vencera a prova ao lado de Mark Winterbottom em 2013. Foi o primeiro triunfo do piloto de 41 anos na prova desde 2010, que o iguala agora a Mark Skaife e Larry Perkins em número de vitórias no evento. À frente dele, só Jim Richards, com sete vitórias e a lenda de Mount Panorama Peter Brock (que dá nome ao troféu da corrida), com nove triunfos em Bathurst.

A corrida disputada em 161 voltas começou desfalcada do Ford Falcon do vencedor do ano passado: em virtude do forte acidente sofrido nos treinos livres, Chaz Mostert ficou de fora assim como seu parceiro Cameron Waters. E a chuva deu o ar da graça, tornando o já difícil circuito de Mount Panorama ainda mais traiçoeiro.

O Ford de David Reynolds/Dean Canto partiu da pole position, liderando o pelotão de 26 participantes. Mas quem saltou na frente foi o Volvo guiado pelo neozelandês Scott McLaughlin, com Canto sendo suplantado também pelas duplas da Red Bull/Triple Eight em seus Holden. Após a primeira parada obrigatória, Jamie Whincup – que vem em má fase no campeonato – assumiu a dianteira, à frente de Alex Prémat, que revezava com McLaughlin. Lowndes, em terceiro, seguia o francês de perto e as entradas do Safety Car em virtude de alguns incidentes neutralizaram a vantagem de Whincup, que chegou à casa de 30 segundos.

A situação começou a mudar pouco depois da 90ª volta, quando a chuva deu as caras e alguns pilotos decidiram não parar. Exceto Whincup e Warren Luff, parceiro de Garth Tander num dos Holden da HRT, todos trocaram para pneus biscoito. O hexacampeão precisou parar depois, porque as condições já não permitiam e o asfalto ficou molhado por pouco mais de 30 voltas, quando Lowndes já era o comandante das ações.

A pista secou de novo e os carros foram aos boxes para trocar por slicks. Mark Winterbottom e o pole David Reynolds optaram por um reabastecimento mais rápido e voltaram à frente dos rivais. Mas um acidente com Scott Pye, relativamente forte, obrigou a mais uma entrada do Safety Car.

O final dos 1000 km de Bathurst foi disputado em ritmo de prova “Sprint” e Lowndes, que reassumiu a primeira posição, teve como única preocupação não errar numa pista traiçoeira como a de Mount Panorama e administrar a vantagem para o Ford de Mark Winterbottom/Steve Owen, que conquistou um importante 2º lugar – a dupla do Ford da Prodrive aumenta sua vantagem na Pirtek Enduro Cup e “Frosty”, com a ausência de Chaz Mostert, disparou na liderança do campeonato, faltando agora quatro etapas para o final.

Garth Tander/Warren Luff conquistaram um excelente 3º lugar, com Fabian Coulthard/Luke Youlden em quarto. McLaughlin/Premat superaram o Ford de Reynolds/Canto, salvando a honra da Volvo. A Nissan só teve um carro no top 10, graças a James Moffat/Taz Douglas. O melhor Mercedes da Erebus completou apenas em décimo-segundo lugar.

A próxima etapa do V8 Supercars e da Pirtek Enduro Cup será disputada nas ruas de Surfers Paradise, em Gold Coast.

Classificação do campeonato:

1. Mark Winterbottom – 2491 pontos
2. Craig Lowndes – 2092
3. David Reynolds – 2059
4. Chaz Mostert – 2017
5. Fabian Coulthard – 1934
6. Garth Tander – 1892
7. Shane Van Gisbergen – 1800
8. Jamie Whincup – 1688
9. Scott McLaughlin – 1434
10. Rick Kelly – 1415

1 comentário

  1. Wellington disse:

    Corrida Fantástica!!!!

    Quase 6 horas de pura emoção!!!!
    Praticamente impossível colocar aqui tudo que aconteceu… mas eu faria alguns destaques se me permite…

    com as categorias:

    O que foi que eu fiz??? – Nesta Jamie Whincup nos mostrou como a coisa tá feia esse ano pra ele… a corrida dele estava ótima até o acidente de Pye, nesse ponto não entendo a decisão dele de não entrar no pit atrás de Lowndes , perder posições por esperar na fila seria normal, mas continuar na pista sabendo que ia ficar preso atrás do safety-car e por isso (após o pit) caindo pra último já seria estranho… mas ele ainda resolve passa-lo e tomar um drive-thru e acabou ainda mais longe do pelotão depois da re-largada… doideira…

    Na – Eu sou fera na chuva! – Shane mereceu… o cara pilota demais debaixo d’água

    Na – Eu me perco na chuva! – Webb (companheiro do Shane) mereceu… aquela saida da pista foi hilária… apesar de ele pilotar muito e pra mim ter sido o segundo melhor co-piloto da prova.

    Na – Eu mereço uma vaguinha aqui! – Dumbrell (co-piloto de Whincup) o cara fez melhor volta atrás de melhor volta durante a corrida! merece uma vaga no ano que vêm.

    Na – Eu não mereço uma vaguinha aqui! – Tim Blanchard mandou gente pro muro e depois foi pro muro e não faz muito além disso, David Wall é outro… mas agente entende a força de patrocínios, fora os co-pilotos Alexandre Premat (afundou a Volvo – não oferecia nenhuma resistência nas ultrapassagens que levou) e Steve Owen que é bem fraquinho pro nível da Prodrive,,,

    Na – Não desistimos nunca! – Whinterbottom mostra por que vai ser campeão… constância e inteligência (dele e da equipe), nessa prova foram fundamentais, não ter entrado no pit na bandeira preta (técnica) e por isso pagar uma punição extra, para esperar até descobrir qual o defeito do carro e depois ir escalando o pelotão na habilidade e estratégia diferente o levaram no final há segunda posição.

    Na – Superação! – o time de Simona de Silvestro e Renee Gracie, reconstruiu o carro após a batida no muro, e todo mundo comemorou! – Vale aqui um comentário machista… Renee Gracie que gracinha você é!!!!

    Na – Ups! fiz bobagem – Aqui temos vários… Jack Perckins foi o vencedor… várias barbeiragens, aquela entrada no pit que não “entrou” foi demais… agora aquela saída no skiline em que passou tirando tinta do muro – se pega ia doer muitoooo – naquela velocidade ia causar um belo estrago… Whincup no mesmo lugar… mas ele bateu… e a galera da Nissan que passou boa parte da corrida brincando de bate-bate entre eles…

    Na – Comemoração – A torcida da Holden foi demais ovacionando Lowndes no pódio, e tirando uma com a Ford (30 vitórias!), e quando na entrevista a repórter subiu no carro com Lowndes e Richards (e mais um engenheiro) a cara de medo dela achando que o carro ia se quebrar devido ao peso foi demais!

    Na – Volvo – Scotty arrasou com o quinto lugar, merecia mais, mas com o co-piloto que tem… fica difícil!!!!

    Na – Garry Rogers com unhas pintadas de azul e mascando “alcaçuz” – que foi aquilo man!? bizarro!

    Por fim vitória merecidíssima de Lowndes – os Holdens estavam demais – parabéns a ele a Steve Richards.

    Que venha a próxima Bathurst no ano que vêm!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>