MENU

16 de janeiro de 2016 - 17:15Rali Dakar

Dakar 2016: De Rooy, quatro anos depois

De-Rooy

Gerard De Rooy dominou durante toda a segunda semana do Dakar e triunfou nos caminhões

RIO DE JANEIRO - O único piloto a ganhar o Rali Dakar nos caminhões na América do Sul sem ter nascido na Rússia, triunfou de novo: Gerard De Rooy e seus parceiros Moises Torrrallardona e Darek Rodewald são os grandes campeões da edição 2016 a bordo do Iveco Powerstar “bicudo”. Dominantes durante toda a segunda semana de prova, venceram com méritos e deram à família De Rooy o 3º título na história – o pai de Gerard, Jan De Rooy, foi campeão do Dakar em 1987, ainda em território africano.

Com confortável vantagem, a tripulação se deu ao luxo de não forçar o ritmo na etapa final, cumprida na 7ª colocação a 5min56seg do melhor tempo do dia, marcado pelo MAN de outro holandês, Hans Stacey – que junto a Peter Versluis dominou o Rali Dakar durante toda a primeira semana. Depois os dois acabaram tendo vários problemas nas especiais seguintes e foram fragorosamente derrotados. Stacey pelo menos concluiu em 4º lugar na geral, enquanto Verlsuis foi apenas o nono colocado.

Ayrat Mardeev, campeão de 2015, levou o vice com seu Kamaz, reagindo após uma primeira metade de prova realmente sofrível. A surpresa foi a terceira posição do argentino Federico Villagra, que fez seu primeiro Dakar nos “brutos” e mostrou muita consistência ao lado dos compatriotas Jorge Pérez Companc e Andres Memi.

O saldo do Rali foi extremamente positivo para os holandeses, que tiveram cinco pilotos no top 10, contra dois russos, um tcheco, um espanhol e um argentino. E a categoria dos caminhões teve um ótimo índice técnico neste ano, pois largaram 55 veículos no Prólogo em Buenos Aires e hoje, em Rosário, 41 chegaram à meta final.

Resultado da etapa #13 do Rali Dakar nos caminhões
Villa Carlos Paz-Rosário (180 km)

1. Hans Stacey/Serge Bruynkens/Jan Van der Vaet (MAN) – 2h06min08seg
2. Peter Versluis/Marcel Pronk/Artur Klein (MAN) – a 1min45seg
3. Eduard Nikolaev/Evgeny Yakovlev/Vladimir Rybakov (Kamaz) – a 2min08seg
4. Martin Kolomy/David Kilián/Rene Kilián (Tatra) – a 2min52seg
5. Ayrat Mardeev/Aydar Belyaev/Dmitriy Svistunov (Kamaz) – a 3min13seg
6. Federico Villagra/Jorge Pérez Companc/Andres Memi (Iveco) – a 3min16seg
7. Gerard De Rooy/Moises Torrallardona/Darek Rodewald (Iveco) – a 5min56seg
8. Jaroslav Valtr/Josef Kalina/Jiri Stross (Tatra) – a 7min16seg
9. Dmitry Sotnikov/Igor Devyatkin/Ruslan Akhmadeev (Kamaz) – a 7min21seg
10. Martin Macik/Frantisek Tomasek/Michal Mkrva (Liaz) – a 7min34seg

Classificação final extra-oficial

1. De Rooy/Torrallardona/Rodewald – 44h42min03seg
2. Mardeev/Belyaev/Svistunov – a 1h10min27seg
3. Villagra/Pérez Companc/Memi – a 1h40min55seg
4. Stacey/Bruynkens/Van der Vaet – a 2h23min01seg
5. Van Genutgen/Van Limpt/Van Eerd – a 2h30min59seg
6. De Baar/Roesink/De Graaf – a 3h04min07seg
7. Nikolaev/Yakovlev/Rybakov – a 3h39min23seg
8. Valtr/Kalina/Stross – a 3h54min30seg
9. Versluis/Pronk/Klein – a 3h57min52seg
10. Vila Roca/Colomé Roqueta/Torres Sala – a 4h55min04seg

2 comentários

  1. Paulo disse:

    Rodrigo, me desculpe usar este espaço desvirtuando o tópico, mas e o Team Brasil, vai correr este ano ou não? Não achei mais nenhuma novidade a respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>