MENU

15 de janeiro de 2016 - 16:39Rali Dakar

Dakar 2016: Hélder Rodrigues, finalmente!

Dakar-2016-Helder-Rodrigues-21-1024x530

Subindo: Hélder Rodrigues ganhou a penúltima etapa nas motos e agora está em quinto na geral

RIO DE JANEIRO (atualizado às 19h25) - Qual a Fênix, Hélder Rodrigues renasceu na reta final do Rali Dakar para dar à Yamaha uma vitória que não tinha vindo até agora em nenhuma das especiais cronometradas realizadas até aqui neste ano. O piloto português de 36 anos, 3º colocado em 2011 e 2012, venceu sua oitava especial na carreira. Com o tempo de 5h57min24seg, ele venceu a etapa entre San Juan e Villa Carlos Paz, uma das mais longas e mais duras da prova em 2016. E, de quebra, passou ao quinto lugar na classificação geral, aspirando a mais um pódio – o terceiro – em sua trajetória.

Na verdade, o luso seria o quarto na soma dos tempos, mas o ASO (que novidade…) anunciou mais uma penalização e Hélder levou três minutos a mais no seu tempo acumulado que, corrigido, o fez perder a posição para Kevin Benavides.

Toby Price ficou a mais de sete minutos e meio de Hélder Rodrigues, para pôr nove dedos das mãos na taça de campeão da prova, pela primeira vez na carreira. O australiano terá o privilégio de ser o primeiro piloto desde 2005 a ganhar a prova nas motos que – exceto em 2008, quando o evento não foi realizado – vinha desde então se tornando um feudo de Marc Coma e Cyril Despres.

O argentino Kevin Benavides segue disposto a oferecer resistência ao chileno Pablo Quintanilla para se tornar o melhor sul-americano da competição. Com sua Honda da equipe South America, ele chegou hoje em 3º na etapa, a 7min55seg de Rodrigues – e está a menos de cinco minutos de um pódio. Benavides é quarto na geral. Quintanilla, terceiro.

Vice-líder da classificação no agregado, a quase 40 minutos de Price, o eslovaco Stefan Svitko chegou em quarto na penúltima etapa, seguido por Adrien Van Beveren e Quintanilla. Gerard Farres Guell foi o sétimo mais rápido, com Armand Monleon em oitavo, Olivier Pain (que faz um Rali para esquecer) em nono e Jacopo Cerutti, em seu primeiro top 10 da carreira – fechando os melhores do dia.

Após a vitória na véspera, a segunda dele na carreira e na estreia no Rali Dakar, Antoine Meo teve uma especial ruim. O francês da KTM sofreu um tombo, ficou a 38min36seg do melhor tempo e caiu da terceira para a 6ª posição na geral.

Resultado da etapa #12 do Rali Dakar nas motos
San Juan-Villa Carlos Paz (481 km)

1. Hélder Rodrigues (Yamaha) – 6h00min24seg
2. Toby Price (KTM) – a 4min32seg
3. Kevin Benavides (Honda) – a 4min55seg
4. Stefan Svitko (KTM) – a 6min48seg
5. Adrien Van Beveren (Yamaha) – a 7min28seg
6. Pablo Quintanilla (Husqvarna) – a 12min23seg
7. Gerard Farres Guell (KTM) – a 17min04seg
8. Armand Monleon (KTM) – a 17min15seg
9. Olivier Pain (KTM) – a 17min36seg
10. Jacopo Cerutti (Husqvarna) – a 18min29seg

Classificação geral extra-oficial

1. Toby Price – 46h13min26seg
2. Stefan Svitko – a 37min39seg
3. Pablo Quintanilla – a 53min10seg
4. Kevin Benavides – a 57min28seg
5. Hélder Rodrigues – a 57min29seg
6. Antoine Meo – a 1h14min50seg
7. Adrien Van Beveren – a 1h36min42seg
8. Gerard Farres Guell – a 1h54min30seg
9. Ricky Brabec – a 2h03min06seg
10. Armand Monleon – a 3h19min13seg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>