MENU

23 de fevereiro de 2016 - 15:45Fórmula 1

Barcelona, dia #2

Cb6jXm7XIAAhxiI

RIO DE JANEIRO  -  Ferrari 2 x 0 Mercedes-Benz. É o placar de momento dos testes de pré-temporada da Fórmula 1 em Barcelona. Sebastian Vettel foi de novo o mais rápido e conseguiu este tempo de 1’22″810 (mais rápido que a pole position de 2015) com um jogo de pneus ultramacios – identificados pela Pirelli com uma faixa roxa em sua lateral. Preparem-se para ouvir muito “pneu roxo” nas transmissões…

Vettel hoje rodou, como mostra a imagem, 126 voltas. Mas ninguém superou Nico Rosberg em matéria de quilometragem: o vice-campeão de 2015 registrou nada menos que 172 passagens. Trocando em miúdos, como o traçado do circuito da Catalunha tem 4,655 km de extensão, o piloto da Mercedes-Benz andou nada menos que 800,66 km – quase uma corrida de Endurance. Valtteri Bottas foi o segundo em quilometragem – 134 giros com sua Williams, marcando o 7º tempo.

Por falar em quilometragem, a McLaren sorri. Mesmo com Alonso em nono e antepenúltimo ao fim do dia, só nestes dois primeiros dias a equipe já andou mais do que em TODA a pré-temporada de 2015. Aliás, sobre o espanhol, já rola mais um boato de que desta vez ele deixa a Fórmula 1 se não tiver um carro competitivo. O que pode deixar o asturiano com a pulga atrás da orelha é que seu tempo hoje foi pior que a Manor de Pascal Wehrlein. E registre-se, aliás, que mesmo sendo um dos carros que menos andou no dia, a performance do MRT05 é infinitamente superior a do carro das duas últimas temporadas – fruto possivelmente do motor Mercedes e do sistema de transmissão e câmbio fornecidos pela Williams.

A novata Haas exibiu potencial: Estebán Gutiérrez foi o sexto melhor, embora a exemplo de Wehrlein tenha andado muito menos em comparação com os adversários – mas com muito mais quilometragem que a Renault e seu RS16: o carro do time francês conduzido por Jolyon Palmer sofreu uma quebra de motor durante a sessão e só completou 42 passagens.

Amanhã, Felipe Massa e Felipe Nasr, os dois brasileiros inscritos na temporada, fazem suas primeiras voltas em 2016. E você pode ler todas as notícias dos treinos aqui no Grande Prêmio.

 

 

2 comentários

  1. Ricardo Talarico disse:

    Penso que nessa fase de ajustes, é mais importante ver a consistência dos carros em “long runs” do que o resultado de voltas lançadas com pneus ultra macios e cheiro de combustível no tanque.
    Infelizmente poucos sites/jornalistas nos trazem a informação detalhada, do tempo volta -a-volta durante as simulações de corrida em longas sequencias de voltas.
    Abrax !

  2. Hodari disse:

    “Preparem-se para ouvir muito “pneu roxo” nas transmissões…” kkkkkkkkkkkkkkkkk

    É bem por aí o nível das transmissões!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>