MENU

24 de fevereiro de 2016 - 18:14Fórmula 1

Barcelona, dia #3

Cb_wVEtWEAAu3pi

RIO DE JANEIRO - Uma quarta-feira atípica no terceiro dia de treinos coletivos da Fórmula 1 em Barcelona. Primeiro, porque nem Ferrari e muito menos Mercedes-Benz comandaram a folha de tempos. Segundo, pela diferença abissal de  tempo entre o mais rápido e o 2º colocado. E terceiro, porque Nico Hülkenberg foi o único a ser realmente veloz no circuito espanhol, graças a um jogo de Pirelli supermacios que montou no novo Force India VMJ09. O campeão das 24h de Le Mans no ano passado completou 99 voltas no primeiro treino no carro novo e cravou 1’23″110, como mostra a imagem acima.

Tão impressionante quanto Hülkenberg à frente, foi a novata Haas em segundo, graças a Romain Grosjean, superando os grandes times da Fórmula 1. Kimi Räikkonen andou pela primeira vez também na nova SF16-H e ficou com o terceiro tempo, à frente de Kevin Magnussen, que finalmente conseguiu tempos decentes com o novo Renault. A Mercedes não se preocupou hoje com desempenho e foi a única equipe a revezar seus dois pilotos. Rosberg foi quase quatro décimos mais rápido que Lewis Hamilton.

Em matéria de quilômetros percorridos, Carlos Sainz Jr. foi o que mais andou com o STR11 Ferrari da Toro Rosso. O espanhol fez 161 voltas, o que equivale a 749,455 km – menos ainda do que o recorrido de Nico Rosberg nos testes efetuados ontem. Felipe Nasr rodou 115 giros e a melhor de suas voltas foi em 1’26″392. Seu xará Massa fez 109 voltas, a mais rápida em 1’26″712. Outro que guiou um F1 pela primeira vez em 2016 foi o indonésio Rio Haryanto: o novo piloto da Manor ficou com a última posição.

Mais informações aqui, no Grande Prêmio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>