MENU

18 de fevereiro de 2016 - 13:35Fórmula 1

Os 22 da F1: Haryanto, o primeiro indonésio

1524229rio-haryanto-1110780x390

Rio Haryanto coloca a Indonésia no mapa mundi da F1 e assina com a Manor

RIO DE JANEIRO - O grid da Fórmula 1 para 2016 está finalmente preenchido. A pouco mais de um mês para o início da temporada, o indonésio Rio Haryanto foi confirmado no segundo cockpit da Manor, pondo fim a uma novela que já se arrastava desde o fim do ano passado. Nos últimos dias, até especulou-se que Alexander Rossi, Will Stevens e Haryanto fariam, cada um, sete corridas, revezando-se no cockpit do segundo carro do time. Mas o novo proprietário do time, Stephen Fitzpatrick, confirmou o acerto com o oriental.

Nascido em 22 de janeiro de 1993, Haryanto tem 23 anos recém-completados e torna-se o primeiro piloto de seu país a chegar na F1. Após dois anos na GP3 Series e outros quatro na GP2, com direito a três vitórias e um 4º lugar, defendendo a equipe espanhola Campos, Rio também tem o que uma equipe pequena sempre deseja: dinheiro. O apoio governamental e de empresas do país foi decisivo para a obtenção da vaga. Sem revezamento de piloto algum, é bom lembrar. Haryanto dividirá a Manor com outro estreante – Pascal Wehrlein – e seu número será o #88.

A Indonésia é o 40º país apenas a ter um piloto no mapa-mundi na F1, que terá 13 nações representadas em 2016. Sem muita tradição no esporte, a nação só apareceu no automobilismo graças a Ananda Mikola (lembram?) na extinta F3000, há pouco mais de 15 anos. E após a ascensão de Haryanto, a GP2 Series virá com dois indonésios neste ano – Sean Gelael e Philo Paz Armand.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>