MENU

18 de março de 2016 - 18:56IMSA

12h de Sebring, qualificação: pole de Pla e Derani na primeira fila

2016 WeatherTech SportsCar Championship Sebring 12 Hours

Olivier Pla brilhou de novo na Flórida e fez sua segunda pole position consecutiva para as 12h de Sebring (Foto: IMSA)

RIO DE JANEIRO - O tiro saiu pela culatra: a IMSA promoveu mudanças no BoP da classe Prototype para limitar o desempenho dos LMP2 nas 12h de Sebring, após a inédita vitória de um carro com esta configuração em Daytona. Não adiantou nada. A primeira fila é dos dois Ligier JS P2 HPD inscritos na disputa que acontece neste sábado, com largada às 11h40 pelo horário de Brasília.

Resultado da qualificação das 12h de Sebring, AQUI

O francês Olivier Pla, mesmo após o acidente de John Pew na sessão noturna, cravou 1’51″217 e garantiu a posição de honra no grid. Aliás, é a segunda pole do piloto em Sebring, pois ano passado ele fez também o melhor tempo quando guiou o carro da Krohn Racing. Pipo Derani tentou tudo o que pôde para ficar com o melhor tempo, mas foi superado por escassos 0″174.

Mesmo assim, o brasileiro da Tequila Patrón ESM voltou a impressionar com mais uma performance surpreendente numa pista em que só andou pela primeira vez este ano nos testes de inverno realizados há alguns dias.

Mais veloz em todos os treinos livres, a Action Express, atual campeã da prova, monopoliza a segunda fila: Dane Cameron impediu um 1-2-3 de carros com pilotos brasileiros em suas tripulações, o que seria um feito histórico. No #31, o piloto californiano virou abaixo de 1’52″ e superou por 0″262 o #5 guiado por Christian Fittipaldi.

Os Mazda LMP2 surpreenderam: 5º tempo para Tristan Nunez e sétimo para Tom Long. Os dois carros da SpeedSource foram melhores que o novo Oreca 05 Nissan da estreante DragonSpeed, que ficou num apagado nono posto. Nesse meio, está Rubens Barrichello: estreante nas 12h de Sebring, o recordista de participações na Fórmula 1 ficou com a oitava posição – 1’53″761. Como o regulamento da IMSA prevê que na largada tem que estar quem classifica, então Derani, Fittipaldi e Rubens largam amanhã na classe principal em seus respectivos carros.

Na classe PC, nenhuma surpresa: Colin Braun fez o melhor tempo da sessão com o #54 da CORE Autosport. O veloz piloto foi o único a girar abaixo de 1’55″, marcando 1’54″910 e sendo quase um segundo inteiro mais veloz que o experiente britânico Tom Kimber-Smith. Johnny Mowlem foi o terceiro mais rápido, seguido por James French e Alex Popow. Misha Goikhberg, no carro da JDC-Miller que venceu a prova inaugural em Daytona, ficou com a sexta posição. Os protótipos da categoria, não custa nada lembrar, estreiam novo pacote de eletrônica e motores mais leves nesta corrida.

A classificação da GTLM foi dominada pela BMW: 1-2 para os M6 GTLM da equipe RLL conduzidos por Bill Auberlen (mais rápido num treino classificatório pela 42ª vez na carreira) e John Edwards. O californiano estabelceu 1’58″402 em sua volta mais rápida e Edwards virou em 1’58″592, a 0″190 do colega de equipe.

Daniel Serra teve ótimo desempenho com a Ferrari F488 GTE da Scuderia Corsa. O brasileiro chegou a liderar o treino classificatório e teve a chance de uma histórica pole position. Acabou superado pelas BMWs e ficou assim a 0″235 do mais rápido – a 0″045 de John Edwards. Richard Westbrook mostrou a velocidade costumeira e pôs o melhor dos Ford GT em quarto, seguido pelos Corvette C7-R de Antonio Garcia e Tommy Milner, que venceram magistralmente em dobradinha na abertura do campeonato em Daytona.

Já a Porsche ficou devendo em termos de performance de qualificação, mas poderá dar o pulo do gato em ritmo de corrida. O campeão Patrick Pilet classificou-se com o 7º tempo na divisão e Fred Makowiecki fechou a raia da divisão.

E se a Ferrari não fez a pole na principal categoria de Grã-Turismo, o Cavallino Rampante brilhou na GTD: Jeff Segal pôs a #63 da Scuderia Corsa na frente do plantel de 20 carros, com o tempo de 2’02″350, 0″036 mais rápido que o Viper do holandês Jeroen Bleekemolen. O alemão Jens Klingmann, da Turner Motorsport, ficou com a 3ª posição seguido do Porsche de Mario Farnbacher – o que significa quatro marcas diferentes nas quatro primeiras colocações do grid da categoria.

O melhor Lamborghini do grid é o #16 da Change Racing: Spencer Pumpelly fez o 8º tempo, três posições à frente do mais rápido dos Audi R8 LMS, guiado por Lawson Aschenbach na qualificação. O único Aston Martin inscrito ficou em décimo-quarto, com o canadense Paul Dalla Lana. Dos 49 carros inscritos, só o Audi #6 da Stevenson Motorsports não marcou tempo.

O Fox Sports 2 transmite AO VIVO as 12h de Sebring neste sábado. Entramos no ar após a corrida da Xfinity Series no California Speedway. A previsão é iniciar às 19h30, mas se Kyle Busch fizer valer a alcunha de “Rei do Sabadão”, começamos antes. E vamos até meia-noite. Estarei nos comentários ao lado do Sergio Lago. Assistam!

4 comentários

  1. Fernando Kesnault disse:

    Infelizmente nas minhas condições financeiras atuais nao me permitem ter tv paga ainda mais com pacotes onde esteja a FS2….sniff…sniff….mas boa transmissão a ti e ao SL……quero o tri no final do ano para o #5 e o bi na prova….abraços!

  2. andre lima disse:

    Ótima noticia a transmissão ao vivo! E tô achando que o Derani vai se tornar um grande piloto de endurance, tá levando nas costas os “velhinhos” da Patron… se ele continuar evoluindo da forma que está, a curto prazo vai ser piloto pra andar em um Audi, Porsche e Toyota

  3. luis carlos disse:

    Se tem internet olhem pelo site da IMSA.tv

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>