MENU

6 de abril de 2016 - 14:24IMSA Weather Tech SportsCar Championship

25 carros no GP de Long Beach do IWSC

ms-tuscc-long-beach-pq-feature

Os bicampeões João Barbosa e Christian Fittipaldi tentam alcançar a liderança do IWSC na etapa de Long Beach, com a presença dos Prototype Challenge pela primeira vez desde a fusão entre ALMS e Grand-Am

RIO DE JANEIRO - A 3ª etapa do IMSA Weather Tech SportsCar Championship já tem sua prévia de inscritos divulgada. O GP de Long Beach, que acontecerá em paralelo à Fórmula Indy e ao Pirelli World Challenge, terá 25 carros no grid – a classe GTD não disputa esta etapa porque o limite da pista é inferior ao plantel de carros que se inscreveram para toda a temporada. Competem portanto as classes Prototype, Prototype Challenge (pela primeira vez desde a fusão entre ALMS e Grand-Am) e GTLM.

Lista de inscritos do GP de Long Beach

Oito carros apenas vão disputar a prova de Long Beach na classe principal: os quatro Corvette DP das equipes Action Express, Spirit of Daytona e Wayne Taylor Racing, mais o DeltaWing e os três protótipos LMP2 com inscrição “full season”, no caso o Ligier da Mike Shank Racing e os Mazda da SpeedSource. Entre os pilotos, as novidades são Andy Meyrick na vaga de Sean Rayhall (entretido com o ELMS no mesmo fim de semana) e Ryan Hunter-Reay dando duplo expediente com o #90 da Spirit of Daytona. O piloto da Fórmula Indy corre no lugar de Ryan Dalziel, que estará com a Tequila Patrón ESM no WEC em Silverstone. Oswaldo Negri e Christian Fittipaldi são os representantes brasileiros na disputa.

Na classe PC, nenhuma grande novidade em relação às corridas anteriores, exceto a participação de Ashley Freiberg, que defendeu a Turner Motorsport na classe GTD em Daytona e Sebring a bordo do #88 da Starworks Motorsport ao lado de Mark Kvamme. Stephen Simpson assume o volante do #85 da JDC/Miller Motorsports ao lado de Misha Goikhberg.

A divisão GTLM é a mais numerosa, com os mesmos 10 carros que disputaram as 12h de Sebring e novamente com presença brasileira: Daniel Serra estará na Ferrari 488 GTE #68 da Scuderia Corsa em sua terceira prova no ano, ao lado do italiano Alessandro Balzan, que defende o time na classe GTD. Andrea Bertolini e Alessandro Pier Guidi, possíveis escolhas do time de Giacomo Mattioli para a disputa na Califórnia, estarão no fim de semana de Silverstone com ELMS e WEC também. De resto, não há outras novidades no plantel de inscritos.

O GP de Long Beach será a chance para Christian Fittipaldi e João Barbosa tentarem alcançar a liderança do campeonato – que neste momento pertence ao quarteto vencedor das 24h de Daytona e das 12h de Sebring: Pipo Derani/Johannes Van Overbeek/Ed Brown/Scott Sharp somam 72 pontos. Scott Pruett é o vice-líder com 62 e a dupla luso-brasileira (mais Filipe Albuquerque) está em 3º lugar com 60 pontos. Oswaldo Negri ocupa a 9ª colocação na tabela, com 46.

Na PC, Tom Kimber-Smith/Robert Alon (mais José Gutiérrez) comandam a classificação com 66 pontos – um à frente de Stephen Simpson/Misha Goikhberg (mais Chris Miller e Kenton Koch). Alex Popow/Renger Van der Zande estão em 3º com 60 e os atuais bicampeões Colin Braun/Jonathan Bennett ocupam apenas o sexto posto, com 37.

A classe GTLM é liderada por Oliver Gavin/Tommy Milner (mais Marcel Fässler), que têm a pontuação máxima nas duas primeiras provas do campeonato. A dupla da Corvette Racing tem 10 pontos de frente para Earl Bamber/Fred Makowiecki (mais Michael Christensen) e 12 para Bill Auberlen/Dirk Werner (mais Bruno Spengler). Daniel Serra é o 6º colocado com 54 pontos.

A corrida de Long Beach é uma das mais curtas do certame – 1h40min de duração – assim como o GP de Detroit. A largada é no dia 16 de abril (sábado) às 20h05, pelo horário de Brasília.

2 comentários

  1. Felix disse:

    Rodrigo, O WEC vai começar neste mesmo fim de semana de Long Beach. Será que não daria pro Foxsports transmitir pelo menos a primeira e última hora, não? É claro que, dado o histórico do canal, é dificil de acreditar nisso já que é mais provavel que passem o campeonato belga, de futebol, ao invés do WEC. Eu entenderia deixar de passar as 6 horas de Silverstone por um clássico da campeonato italiano como JuventusxMilan ou etc, mas deixar de passar por causa de um joguinho vagabundo(desculpe o palavriado) é dose. Não acho que a audiência do WEC seria gigante mas certamente seria bem maior que a de qualquer jogo do campeonato belga.

    • Rodrigo Mattar disse:

      Não tenho o menor gerenciamento sobre a programação do canal, Felix. Não tenho poder para interferir na grade. Se não tivermos como transmitir, paciência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>