MENU

6 de abril de 2016 - 12:35V8 Supercars

V8 Supercars: Davison é o novo líder do campeonato

12891589_10154083934409494_3752913379309822233_o-630x354

RIO DE JANEIRO - A temporada 2016 do International V8 Supercars continua surpreendente. Não obstante a vitória de Nick Percat na prova principal da Clipsal 500 e a liderança provisória de Michael Caruso, agora foi a vez de Will Davison aprontar em Symmons Plains na 2ª rodada do certame (formato Super Sprint, com duas corridas) – cabe lembrar que a preliminar do GP da Austrália de Fórmula 1 foi extracampeonato e não contou pontos.

O substituto de Shane Van Gisbergen na Tekno Autosports conquistou a sua primeira vitória no campeonato e, de quebra, a liderança da classificação. O piloto foi muito esperto na segunda corrida do fim de semana, com duração de 84 voltas, ao evitar um mar de óleo deixado pelo Ford de Cameron Waters na famosa curva Brambles Hairpin, feita em descida no pequeno circuito de 2,41 km localizado na Tasmânia. Van Gisbergen e Mark “Frosty” Winterbottom, o atual campeão, não conseguiram evitar a armadilha e esparramaram seus carros no óleo. Davison foi esperto: percebeu o apuro dos adversários, jogou o carro ao máximo na parte de dentro da curva, evitou o problema e partiu célere para a vitória.

Winterbottom ainda se safou rapidamente e chegou em 3º atrás de Craig Lowndes. Mas Van Gisbergen teve um prejuízo ainda maior: acabou seis voltas atrás, na 21ª posição. De volta à boa forma, Scott McLaughlin levou o melhor Volvo S60 ao quarto posto e Chaz Mostert fechou o top 5 da corrida de fundo.

Na véspera, Van Gisbergen – que triunfou de forma absoluta na prova extracampeonato em Melbourne – conquistou sua primeira vitória oficial pela equipe Red Bull Racing Australia, em dobradinha com Jamie Whincup. Davison chegou em 3º lugar, com Rick Kelly em quarto a bordo do melhor Nissan Altima e Craig Lowndes em quinto.

Após duas rodadas e cinco corridas disputadas, Davison soma 417 pontos, quinze a mais que Lowndes. Jamie Whincup está em 3º com 393 pontos e Mark Winterbottom é o quarto com 378.

Próxima etapa: Phillip Island, no fim de semana de 17 de abril.

5 comentários

  1. Fernando Kesnault disse:

    So lembrando que essa vitoria de Van Gisbergen no sabado na prova de 120 kms foi a de numero 500 da marca HOLDEN….

  2. wellington disse:

    Rodrigo,

    Excelente final de semana na V8, ambas corridas cheias de emoção, e ultrapassagens, táticas diferente (como a de Whincup parando cedo e Slade parando bem tarde), batidas fortes, leves e “totós”.

    O que é de estranhar nessa pista, geralmente as corridas ali são bem “mornas” mas nesse novo formato e com paradas obrigatórias tornou tudo muito melhor!

    Davidson foi magnânimo em ambas e merecidamente é líder, “Frosty” tá devendo, apesar de que na segunda corrida ele ter até bem, McLaughlin correu bem atrás do prejuízo de não ter participado da primeira corrida e fez ótimas ultrapassagens! e só agora eu entendi a jogada da Prodrive com o Mostert,ficou bem evidente na hora do safety car! é para deixar os dois principais pilotos da equipe em boxes diferentes e não ter “fila” para eles! e com isso ajudou o Mostert a se manter sempre lá na frente, esse garoto é bom, tem sido o destaque da Ford para mim. Shane tá dando muito trabalho ao Whincup e Lowndes… e felizmente sem aprontar das suas, foi uma pena o que ocorreu com ele na prova 2, ficar preso na brita deve tê-lo deixado put…. mas faz parte né?

    O campeonato tá excelente esse ano!

  3. Rafael disse:

    Olá!

    Alguém teria o link destas corridas no Youtube? Só estou achando as provas anteriores desta temporada.

    Abraços!

    • wellington disse:

      Rafael tá ai… é só tirar os espaços…

      http: // burningwhee1s. blogspot. com. br/ 2016 /04 / v8-supercars-2016-round-2-tasmania.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>