MENU

17 de junho de 2016 - 23:37Automobilismo Nacional

Tem Endurance em Santa Cruz do Sul? Tem, sim senhor: e com estreia de novo carro

RIO DE JANEIRO - O fim de semana não terá apenas as 24h de Le Mans para alegrar corações, olhos e ouvidos dos fãs de Endurance. No Brasil, especificamente em Santa Cruz do Sul, será disputada uma corrida com 500 km de duração – válida pela 3ª etapa do Campeonato Gaúcho e como segunda prova do Festival Brasileiro de Endurance – que abriu em grande estilo com os tradicionais 500 km de Tarumã.

20160617_104921

O novíssimo MCR Grand-Am estreia neste fim de semana em Santa Cruz do Sul, podendo ser um marco para a construção de carros de Endurance no país. A foto foi enviada pelo “pai da criança”, o engenheiro gaúcho Luiz Fernando Cruz

Um total de 35 carros foi para a pista nesta sexta-feira para as primeiras atividades de pista. E a grande atração do evento será a estreia de um protótipo que, guardadas as devidas proporções, lembra demais os Daytona Prototypes que andaram na Rolex SportsCar Series e hoje estão na IMSA Weather Tech. Projeto do engenheiro gaúcho Luiz Fernando Cruz – que também foi piloto nos anos 1980/90 – o novo MCR Grand-Am tem motor Lamborghini V10 em chassis de treliça tubular de aço carbono, concebido no sistema CAD (Computer Aided Design) e montado pela escuderia Mottin Racing.

O novo bólido, que demorou dois anos para ficar pronto, substitui um dos Lamborghini da equipe, que já foi vendido. Com motor 5,2 litros que debita 600 HP de potência, câmbio Hollinger Transaxle com acionamento paddleshift, pneus Pirelli 705x325x18 traseiros e 650x325x18 dianteiros, freios AP Racing e direção eletro-hidráulica, o MCR Grand-Am está entre os mais espetaculares carros construídos no Brasil nos últimos anos. Na estreia, os pilotos serão Guilherme Daudt, Andersom Toso, Fernando Fortes e Fernando Poeta.

A máquina chega para abrilhantar ainda mais um campeonato que tem trazido excelentes disputas. Nas duas primeiras provas, o MC Tubarão de Tiel Andrade/Franco Pasquale teve ótimas batalhas com o MRX Ford Duratec Turbo de Nílson Cintra Ribeiro/José Roberto Ribeiro. A dupla do carro #78 venceu as provas disputadas em Tarumã e Guaporé – e por isso mesmo conta com 210 pontos no campeonato, contra 170 dos rivais sul-matogrossenses.

Na divisão P2, Luiz Carlos “Cali” Crestani, líder do campeonato com 155 pontos, ganhou um adversário de respeito: o MRX Honda de Carlos Brockweld/Aldoir Sette foi o grande vencedor em Guaporé e será, junto ao Tornado com motor Suzuki Hayabusa, um dos quatro carros inscritos na categoria. A P3 tem empate na ponta da tabela: Miguel Mallaco e a dupla formada por Júlio Martini/Marcelo Vianna comandam a classificação com 190 pontos somados após as duas primeiras etapas.

Na GT1, ninguém superou o Maserati Granturismo #70 nas duas primeiras etapas. Assim, Ronaldo Kastropil/Telmo Tecchio/Ricardo Mendes lideram com 210 pontos, contra 170 de André Senger/Humberto Giacomello – que estão entre os seis inscritos para a prova de Santa Cruz. Arthur Caleffi/Roberto Lacombe também estão invictos e lideram na GT2, classe que tem três bólidos confirmados na próxima etapa. Ike e Luiz Halmenschlager, que são de Santa Cruz do Sul, correm literalmente em casa, para defender a liderança na divisão dos carros de Turismo. A TS tem, por enquanto, somente um carro inscrito: o Golf que nas provas anteriores teve Cristina Rosito a bordo junto a Gustavo Dal’Bosco.

Nem todo mundo vai se inscrever para o Festival Brasileiro de Endurance, é bom lembrar. Tanto que a disputa será encerrada apenas para os carros do Endurance Gaúcho com 3h de disputa, sinalizados com uma quadriculada verde e amarela. A disputa dos 500 km de Santa Cruz do Sul terá, no máximo, 4h de duração e largada prevista para 11h da manhã, pelo horário de Brasília.

4 comentários

  1. Marco Barral disse:

    Será que vem algum protótipo de Fortaleza ?????

  2. ze antonio disse:

    Depois vai ter que explicar se o bicho tomar pau de outro MCR com motor Golf 2.0 turbo.

  3. Pedro Araújo disse:

    Mattar, será que o Guilherme Daudt é parente do Castor Daudt, do DeFalla, a banda gaúcha?

    • Rodrigo Mattar disse:

      Não sei. É mais provável ele ser filho do Vicente Daudt, campeão brasileiro de Marcas em 1994, numa parceria com o Egon Hertzfeldt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>