MENU

30 de agosto de 2016 - 17:55European Le Mans Series

ELMS: trifeta da Thiriet by TDS Racing

GT7D8948

Sem oposição: a Thiriet by TDS Racing conquistou a vitória mais dominante da temporada do ELMS (Foto: Gabi Tomescu/AdrenalMedia.com/ELMS)

RIO DE JANEIRO - A equipe francesa Thiriet by TDS Racing caminha a passos largos para a conquista do título de 2016 do European Le Mans Series. A organização chefiada por Xavier Combet e Jacques Morello só conheceu triunfos após o abandono prematuro na prova de abertura do campeonato e agora se consolida como o time a ser batido no resto do campeonato, que tem ainda mais duas etapas por acontecer.

E a vitória do último domingo foi a mais dominante de qualquer equipe em toda a temporada. Com o auxílio luxuosíssimo de Mike Conway, piloto oficial da Toyota no WEC, Mathias Beche e Pierre Thiriet rumaram para ganhar com uma volta inteira de vantagem, absolutamente de ponta a ponta, incluindo aí a volta mais rápida em 1’49″548.

Outro destaque da corrida foi a performance do BR01 Engineering da SMP Racing e o trio Andreas Wirth/Julián Leal/Stefano Coletti, que conquistaram o melhor resultado do bólido russo nas provas da classe LMP2, com o 2º lugar – superando o Oreca 05 Nissan da DragonSpeed guiado por Ben Hanley/Nicolas Lapierre/Henrik Hedman.

Com um piloto a menos na tripulação após o acidente de Pu Jun Jin na sexta-feira, o 4º lugar da Eurasia Motorsport até que não foi ruim: Nico Pieter de Bruijn e Tristan Gommendy somaram 12 pontos importantes na classificação do campeonato. E os então líderes do campeonato Giedo Van der Garde/Simon Dolan/Harry Tincknell desta vez não puderam extrair tudo o que podiam do #38 da G-Drive Racing: a trinca do time assistido pela Jota Sport ficou apenas na 5ª colocação.

LH7-5641

Eficiente dentro e fora da pista, a Graff Racing quebrou a banca da United Autosports e chegou à primeira vitória na classe LMP3 (Foto: Laura Helary/AdrenalMedia.com/ELMS)

Na classe LMP3, a Tockwith Motorsport surpreendeu com a pole em sua estreia, mas quem riu por último foi uma equipe da casa: a Graff Racing, com o carro #9 guiado por Enzo Guibbert/Paul Petit/Eric Trouillet, chegou à primeira vitória na categoria, com pouco mais de quatro segundos de diferença para outra equipe da Terra da Bastilha: a Duqueine Engineering abocanhou o 2º posto no grupo com David Halliday/Dino Lunardi/David Droux. Líderes do campeonato, Alex Brundle/Mike Guasch/Christian England perderam a invencibilidade mas não a vantagem na ponta da tabela – que agora é de 30 pontos.

As equipes da casa foram mesmo bem nas 4h de Paul Ricard: o 4º lugar foi da Ultimate, com Matthieu Lahaye/François Heriau/Jean-Baptiste Lahaye, seguidos pela 360 Racing com Ross Kaiser/Terrence Woodward/James Swift em quinto.

E na LMGTE, deu JMW Motorsport na cabeça: a Ferrari de Rory Butcher/Andrea Bertolini/Robert Smith emplacou a segunda vitória consecutiva e deu um importante salto para a liderança do campeonato. A trinca do carro #66 do time de Jim McWhiter agora soma 68 pontos – cinco a mais que os pilotos que ocupam a 2ª posição.

Campeã do ano passado, a Formula Racing teve ótima prova com seu trio de dinamarqueses – Mikkel Mac/Johnny Laursen/Mikkel Jensen chegaram a 13 segundos dos vencedores na classe e subiram ao pódio com o 2º posto. Logo depois, chegou o Aston Martin de Alex MacDowall/Darren Turner/Andrew Howard, que pelo menos passaram na classificação do campeonato os bielorussos da AT Racing – Aliaksandr Talkanitsa pai e filho.

A próxima prova do ELMS é no circuito de Spa-Francorchamps, marcada para o dia 25 de setembro.

Classificação após a 4ª etapa:

LMP2

1. Mathias Beche/Pierre Thiriet – 76 pontos
2. Giedo Van der Garde/Simon Dolan/Harry Tincknell – 68
3. Andreas Wirth/Julián Leal/Stefano Coletti – 61
4. Ryo Hirakawa – 50
5. Nico Pieter de Bruijn/Tristan Gommendy – 40
6. Ben Hanley/Henrik Hedman/Nicolas Lapierre – 31
7. Pu Jun Jin – 28
8. Mike Conway e Nic Jönsson – 26
10. Julien Canal/Memo Rojas – 24
11. Björn Wirdheim – 20
12. Jonathan Coleman – 17,5
13. Andrea Pizzitola/Jonathan Hirschi e Nathanaël Berthon – 16
15. Olivier Lombard/Vincent Capillaire e Paul-Loup Chatin/Fabién Barthez – 15,5
17. Olivier Pla – 14
18. Michael Munemann – 11
19. Antonio Giovinazzi/Mitch Evans/Sean Gelael e James Winslow/Niki Leutwiller – 10
21. Timothé Buret – 8,5
22. Franck Mailleux e Kuba Giermaziak – 8
24. Sean Doyle – 7,5
25. Dimitri Enjalbert/Patrice Lafargue/Paul Lafargue – 7
26. Andrea Roda – 6
27. Guglielmo Belotti/Karun Chandhok – 4
28. Shinji Nakano e Kevin Ceccon – 2
30. Parth Ghorpade, Garry Findlay/Patrick McClughan e Inès Taittinger/Léo Roussel/Rémy Striebig – 1
33. Damien Faulkner/Shaun Balfe – 0,5

LMP3

1. Alex Brundle/Mike Guasch/Christian England – 90
2. David Halliday/Dino Lunardi – 60
3. Eric Troulliet/Paul Petit – 52
4. David Droux – 48
5. Enzo Guibbert – 40
6. Ross Kaiser/Terrence Woodward/James Swift – 38
7. Eric Debard/Simon Gachet/Valentin Moineault – 30
8. Matt Bell/Mark Patterson/William Boyd – 26
9. Andrea Roda/Giorgio Mondini/Marco Jacoboni – 18
10. Marcello Marateotto/Giorgio Maggi/Bert Longin – 16,5
11. Jean-Baptiste Lahaye/Mathieu Lahaye/François Heriau – 13,5
12. Jacques Nicolet/Pierre Nicolet – 13
13. Morten Dons – 12,5
14. James Winslow e Ossy Yusuf – 12
16. Alexandre Cougnaud/Thomas Laurent/Yann Ehrlacher – 11
17. Nigel Moore/Phil Hanson – 9
18. Andrea Dromedari – 8
19. John Falb/Sean Rayhall/Enzo Potolicchio e Jakub Smiechowski/Jens Petersen – 6,5
21. Fabio Mancini/Roman Rusinov – 6
22. Eric Clément/Maxime Pialat – 2,5
23. Rik Breukers, Giorgio Sernagiotto/Roberto Lacorte e Erik Maris/Jean-Marc Merlin – 2
26. Romain Ianetta – 1,5
27. Alain Costa/Antonin Borga/John Hartshorne, Niccolò Schiro e Tom Jackson – 1
30. Ross Warburton e Alex Kapadia/Barrie Baxter/Rob Garofall – 0,5

LMGTE

1. Andrea Bertolini/Rory Butcher/Robert Smith – 68 pontos
2. Alex MacDowall/Darren Turner/Andrew Howard – 63
3. Aliaksandr Talkanitsa/Alikasandr Talkanitsa Jr. – 60
4. Mike Hedlund/Wolf Henzler – 46
5. Alessandro Pier Guidi – 45
6. Johnny Laursen/Mikkel Mac – 34
7. Aaron Scott/Matt Griffin/Duncan Russell Cameron – 32
8. Christian Ried/Gianluca Roda – 31
9. Marco Cioci/Rui Águas/Pier Giuseppe Perazzini – 30
10. Robert Renauer – 26
11. Marco Seefried – 20
12. Mikkel Jensen – 18
13. Richie Stanaway/Roald Goethe/Stuart Hall e Christina Nielsen – 16
15. Davide Rigon – 15
16. Klaus Bachler – 12
17. Matteo Cairoli – 11
18. Richard Lietz – 8

2 comentários

  1. Fernando Silva disse:

    Assisti ao Live Streaming e fiquei com a impressão de que ocorreu o mesmo que em Sarthe…os protótipos Oreca 05 superiores aos Ligier Js P2…Por acaso era o mesmo setup?

    • RP-MR disse:

      O Oreca 05 foi feito com o regulamento de 2017 em mente, ele é mais estreito que o “Ligier” JS P2 (1900mm vs 2000mm)
      Area frontal menor = menos arrasto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>