MENU

16 de setembro de 2016 - 16:15Mundial de Endurance

6h de Austin, treino livre #3: Audi e Duval de novo à frente

2016-6-Heures-du-Circuit-des-Ameriques-Adrenal-Media-MH-2192_hd

A marca das quatro argolas começa a se impor no Circuito das Américas e Loïc Duval foi de novo o mais rápido no último treino livre para as 6h de Austin (Foto: Marius Hecker/AdrenalMedia.com)

RIO DE JANEIRO - A Audi começa a se impor como favorita à pole position para a disputa das 6h de Austin, sexta etapa do Mundial de Endurance, com largada às 17h locais (19h de Brasília) deste sábado. Loïc Duval baixou em mais de um segundo e meio o tempo obtido ontem à noite na segunda sessão, mostrando que apesar do forte calor que vigora neste fim de semana no Texas, a pista ganhou aderência e emborrachamento – apesar dos diferentes compostos usados pelas várias categorias que fazem parte do fim de semana de provas no Circuito das Américas.

O piloto francês fez a melhor marca do FP3 em 1’45″719, superando em 0″332 o neozelandês Brendon Hartley no Porsche #1. Romain Dumas foi o terceiro mais rápido com o Porsche #2, enquanto Marcel Fässler ficou em quarto com o Audi #7. Entre os quatro prieiros, diferença pouco superior a meio segundo. Já a Toyota ficou a 1″164 com Kazuki Nakajima em quinto. O japonês foi cerca de meio segundo melhor que o #6 de Stéphane Sarrazin.

Alexandre Imperatori também melhorou bastante o tempo da véspera: o suíço marcou 1’52″538 com o Rebellion R-One e foi o mais rápido entre os pilotos dos LMP1 independentes. Oliver Webb não conseguiu alcançar o ritmo dos rivais e virou em 1’54″270 com o CLM P1/01 da ByKolles Racing.

O espanhol Roberto Mehri foi o mais veloz da LMP2 com o Oreca Nissan da Manor: 1’55″696, pouco mais de meio centésimo de segundo à frente do brasileiro Bruno Senna, que vem obtendo ótimos tempos com o Ligier JS P2 da RGR Sport by Morand em Austin. Alex Brundle fez o 3º tempo com o carro da G-Drive, seguido pelo #36 dos líderes do campeonato, conduzido por Gustavo Menezes. Pipo Derani foi o 7º mais rápido da sessão, com 1’56″855.

A Aston Martin, mesmo com o BoP desfavorável à marca britânica, fez 1-2 no último treino livre entre os sete carros da LMGTE-PRO: Marco Sørensen virou em 2’03″368 com o “Dane Train” #95 e o brasileiro Fernando Rees, que faz sua primeira corrida após ser afastado da equipe, andou bem nesta sexta-feira e rodou em 2’04″173, após 13 voltas completadas. Ele foi dois décimos mais rápido que o 3º colocado, o italiano Gianmaria Bruni. Harry Tincknell fez o quarto tempo com o melhor Ford GT EcoBoost e Davide Rigon fechou os cinco mais rápidos.

O francês Kévin Estre, com o Porsche 991 RSR da Abu Dhabi Racing-Proton, foi o mais rápido da LMGTE-AM em 2’06″038, 0″161 mais rápido que o português Pedro Lamy, da Aston Martin Racing. A terceira posição no último treino livre foi de Ricky Taylor com o Corvette C7-R da Larbre Competition. Ben Barker, Emmanuel Collard e Joël Camathias fecharam a folha de tempos da categoria em Austin.

A definição do grid acontece ainda hoje – a partir de 17h45 locais (19h45 de Brasília), os carros das divisões LMGTE-PRO e LMGTE-AM lutam pelo ponto extra em suas categorias. Na sequência, após 20 minutos de sessão dos Grã-Turismo, entram na pista os protótipos das classes LMP1 e LMP2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>