MENU

6 de novembro de 2016 - 14:03International GT Open

GT Open: título é de Biagi/Crestani

RIO DE JANEIRO - Os italianos Thomas Biagi/Fabrizio Crestani são os novos campeões do International GT Open. O título veio antes de se disputar a última corrida da rodada dupla de encerramento da temporada, no circuito da Catalunha, em Barcelona. A dupla da equipe Orange 1 Team Lazarus encaminhou a conquista a bordo do Lamborghini Huracán #27 com a 2ª posição na prova de abertura da etapa final – que teve o melhor grid da categoria em 2016, com 21 carros de um total de 25 previamente aguardados.

Na prova #1 da rodada, disputada ontem com duração de 70 minutos, a vitória foi do Porsche 911 GT3-R guiado por Kévin Estre/Peter Terting – este último não fez jus aos pontos por não ter sido inscrito no campeonato anteriormente. O francês, que também correu pela equipe Garage 59 e defendeu a Attempto Racing neste último evento do ano, sim. Biagi/Crestani fizeram a parte que lhes cabiam – e mesmo com ótima vantagem para os vice-líderes Fernando Monje/Gustavo Yacamán, da equipe Teo Martin Motorsport, acabaram por cumprir seu papel. Com os 18 pontos marcados, abriram a vantagem que precisavam para conquistar o campeonato por antecipação.

Neste domingo, choveu antes da corrida e havia a expectativa de pista molhada, já que o treino classificatório foi disputado com a pista em condições mistas – ora seca, ora molhada. A prova final, com duração de 60 minutos, foi ótima, com muitas disputas, alguns incidentes, duas entradas do Safety Car e a vitória do Lamborghini Huracán de Daniel Zampieri/Marco Antonelli – que não levaram os pontos relativos ao 1º lugar por não terem igualmente participado do GT Open em alguma das etapas anteriores. Assim, a vitória para efeito de pontuação no campeonato ficou com a dupla Miguel Ramos/Pieter Schothorst, com a outra BMW M6 GT3 da Teo Martin Motorsport. Biagi/Crestani fecharam o ano com o 4º lugar na pista – recebendo os pontos do 2º lugar – uma vez que o carro de Francesco Sini/Jody Fannin (Aston Martin V12 Vantage da Solaris Motorsport) também corria como hors-concours, sem direito a pontos na rodada dupla de Barcelona.

Com o 3º posto na prova #1 e a sexta colocação na corrida final, convertido em 4º lugar por conta da presença de carros hors-concours, Shaun Balfe acabou com o vice-campeonato. O piloto britânico alcançou 132 pontos ao fim da temporada e superou a dupla Monje/Yacamán, que fechou o ano em 3º lugar. Miguel Ramos foi o quarto colocado, com Phil Keen em quinto e a dupla Salih Yoluc/Euan Hankey completando os seis primeiros colocados.

1 comentário

  1. Fernando Silva disse:

    Pois é…não deu para dupla do BMW M6 GT3, de longe o carro mais bonito do grid..
    Com a concorrência duríssima dos eventos da SRO na Europa será que o pessoal do GT Sport não pensa em trazer ao menos uma para a América do Sul?
    Seria inclusive um grande oportunidade para alguns proprietários brasileiros alinhar seus carros…devem haver alguns ainda por aqui, apesar do campeonato de GT3 ter acabado há um tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>