MENU

8 de janeiro de 2017 - 14:27Asian Le Mans Series

AsLMS: Jackie Chan DC Racing vence mais uma e se aproxima do título

JackieChan-Buriram

O #35 de Gustavo Menezes/Ho-Pin Tung/Thomas Laurent chega à segunda vitória em três etapas e caminha para a conquista do título do Asian Le Mans Series em 2016/17

RIO DE JANEIRO - A 3ª etapa do Asian Le Mans Series (AsLMS) praticamente encaminhou o título da temporada 2016/17 para a equipe Jackie Chan DC Racing. O Oreca 03R Nissan #35 pilotado por Ho-Pin Tung/Gustavo Menezes/Thomas Laurent foi absoluto na disputa das 4h da Tailândia, no circuito Buriram International, em Chang.

A trinca dominou a disputa, que terminou com 154 voltas completadas – incluindo um longo período de Safety Car por 11 minutos para retirar o Ligier JS53 da classe CN que teve problemas logo no início. Esse Safety Car tirou qualquer chance da Algarve Pro Racing de lutar pela vitória com o carro #25 pilotado por Andrea Pizzitola/Andrea Roda/Matt McMurry – e inclusive este último não conseguiu fazer a diferença enquanto esteve na pista junto a Thomas Laurent, o menos experiente dos pilotos do carro líder.

Mesmo com um drive through imposto ao carro #35 quando Gustavo Menezes ultrapassou alguns pilotos em regime de bandeira amarela, a Jackie Chan DC Racing faturou mais uma prova, com 1’22″332 de vantagem para o 2º colocado e três giros para o 3º, o outro Ligier JS P2 da equipe anglo-portuguesa, guiado por Tacksung Kim/Mark Patterson/Michael Munnemann. A Race Performance não teve hipóteses de lutar pelo pódio, já que o carro do time helvético perdeu oito voltas e terminou em quarto.

Na classe LMP3, muitos problemas para os favoritos: pole position, o Ligier JS P3 #26 da Tockwith Motorsports teve que fazer um pit stop prematuro logo no início e perdeu várias voltas. Foi o prenúncio de uma corrida repleta de percalços. Eles perderam 22 voltas e terminaram em 7º lugar na classe. Só não foram piores que o Ginetta da Aylezo Ecotint Racing.

Também o #1 da Jackie Chan DC Racing teve uma corrida para esquecer e o #67 da PRT Racing, tripulado por Charlie Robertson e Ate De Jong, conseguiu uma boa vantagem no início e liderou grande parte da disputa em sua categoria. Mas acabaram perdendo não só a liderança como também o pódio: a dupla fechou em 4º lugar.

Menos mal para a Ginetta que a ARC Bratislava, outra equipe cliente dos carros construídos pelos britânicos, fez 1-2: vitória do #4 de Miro Konopka/Darren Burke/Mike Simpson, seguido do #7 de Neale Muston/Konstantin Calko. A G-Print by Triple 1 Racing fez boa corrida com o trio Hanss Lin/Shaun Thong/Ryuchiro Ohtsuka e levou o terceiro lugar no pódio.

Com os problemas dos protótipos LMP3, de novo os GT se colocaram em boa posição na quadriculada e a DH Racing, numa disputa dramática até a quadriculada, levou a melhor com o carro #5 de Stéphane Lemeret/Michele Rugolo/Matthieu Vaxivière. Porém, um erro num dos pit stops, quando a Ferrari 488 GT3 do time foi flagrada andando de forma muito lenta na faixa rápida do pit lane, provocou uma penalidade pós-corrida para o #5 – que baixou para terceiro – e a vitória caiu no colo do carro #3 de Rino Mastronardi/Alex Riberas/Olivier Beretta.

Mas a DH Racing não tem motivo algum para ficar triste: o time conquistou por antecipação o título da temporada 2016/17 em sua categoria e uma vaga automática para disputar as 24h de Le Mans. Resta saber se a escuderia vai ter condições de honrar a vaga automática oferecida pelo ACO…

A BBT Racing herdou a 2ª posição num pódio 100% Ferrari em Buriram, seguida pelas duas BMW M6 GT3 do FIST-Team AAI e a Clearwater Racing recuperou-se bem de problemas no início para completar em sexto na categoria. O top 10 teve ainda o Lamborghini Huracán da FFF Racing Team by ACM, a Ferrari da Spirit of Race e os Audi R8 LMS das equipes Team Audi Korea e KCMG. O Team NZ, único competidor na classe GT Cup, fechou a prova com 128 voltas e foi o último entre os 23 carros classificados na disputa.

A última etapa será as 4h de Sepang, na Malásia, no próximo dia 22.

Classiificação do campeonato:

LMP2

1. Ho-Pin Tung/Gustavo Menezes – 69 pontos
2. Andrea Roda – 52
3. Andrea Pizzitola – 50
4. Michael Munnemann – 47
5. Thomas Laurent – 44
6. Giorgio Maggi/Fabian Schiller/Struan Moore – 37
7. Matt McMurry – 36
8. Tacksung Kim – 30
9. Mark Patterson – 27
10. Nicky Catsburg – 16
11. Jonathan Hirschi – 12

LMP3

1. Miro Konopka/Darren Burke/Mike Simpson – 55 pontos
2. Nigel Moore/Phil Hanson – 51
3. James Winslow/David Cheng – 48
4. Neale Muston/Konstantin Calko – 40
5. Hanss Lin – 30
6. Pu Jun Jin – 25
7. Hiroki Yoshida – 23
8. Ate De Jong/Charlie Robertson – 22
9. William Lok – 19
10. Julio Acosta e Shaun Thong/Ryuchiro Ohtsuka – 15
12. Zen Low/Weiron Tan/Riki Christodoulou – 12
13. Martin Rump e Scott Andrews/Aidan Read – 10
14. Richard Bradley/Philippe Descombes – 9
15. Philippe Prette/Angelo Negro/Louis Prette – 6

GT Cup

1. Shinyo Sano/Takuma Aoki/Shigeto Nagashima e John Curran/Graeme Dowsett/Paul Kanjanapas – 26

GT

1. Michele Rugolo – 52 pontos
2. Stéphane Lemeret/Matthieu Vaxivière – 40
3. Anthony Liu Xu/Davide Rizzo/Alessandro Pier Guidi – 38
4. Rino Mastronardi/Alex Riberas/Olivier Beretta – 35
5. Mok Weng Sun/Keita Sawa/Matt Griffin – 32
6. Nasrat Muzayyin/Rui Águas/Marco Cioci – 30
7. Kei Cozzolino/Corey Lewis – 27
8. Jun San Chen/Philipp Eng/Ollie Milroy – 25
9. Adrian Zaugg – 15
10. Yuhi Sekiguchi, Chaoyin Yei/Fréderic Vervisch e Jesse Krohn/Tom Blomqvist/Akira Iida – 12
13. Go Max/Tetsuya Tanaka/Tohru Tanaka – 11
14. Steven Lin/Alessio Picariello/Congfu Cheng e Marchy Lee/Alex Yoong/Kyoung Ouk You – 10
16. Matt Bell/Hiroshi Hamaguchi – 6,5
17. Adderly Fong/Jeffrey Lee/Vincent Wong e Vitantonio Liuzzi – 6
19. Fairuz Fauzy/Philippe Descombes/Jono Lester – 4
20. Zhang Wen He/Li Bin/Tatsuya Tanigawa – 1
21. Andrea Caldarelli – 0,5

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>