MENU

7 de março de 2017 - 16:49Super GT

45 carros confirmados para o Super GT em 2017

005-728x485

O Team Kunimitsu (Honda) e a Kondo Racing (Nissan) estão entre as escuderias que vão brigar pelo título do Super GT na classe GT500 a partir de abril

RIO DE JANEIRO - O Super GT japonês começa em abril a 24ª temporada de sua história no circuito de Okayama – mais uma vez com grid repleto. Organizadora do campeonato, a GTA garantiu pelo segundo ano consecutivo um contingente espetacular de inscritos. Serão 45 carros disputando os títulos das categorias GT500 e GT300.

E para o futuro, já foi anunciada uma novidade: uma das mais clássicas provas do automobilismo não será mais disputada a partir de 2018. Os 1000 km de Suzuka deixam de figurar no calendário do Super GT a partir do ano que vem, dando vez a uma prova de duração mais curta. A GTA e a Stéphane Ratel Organisation (SRO) assinaram parceria para organizar uma corrida de 10 horas de duração com os carros enquadrados no regulamento GT300 e os FIA GT3. Esse evento deve substituir a realização das 12h de Sepang como prova do Intercontinental GT Challenge.

Enquanto isso não acontece, o Super GT se prepara para mais um ano histórico com a realização dos testes coletivos de pré-temporada previstos para os próximos dias 18 e 19. Todos os carros previstos na temporada 2017 estão confirmados para os treinos e na GT500, o brasileiro João Paulo de Oliveira volta a colaborar com a equipe de Masahiko Kondo, para quem já competiu há alguns anos. Quatro fornecedores de pneus vão participar na divisão principal, com a Bridgestone fornecendo para nove carros – incluindo o dos atuais campeões Kohei Hirate/Heikki Kövalainen, que levará o número #1 na carenagem.

A Yokohama trabalhará para três times, incluindo a Kondo de João Paulo de Oliveira. Enquanto isso, a Michelin dará suporte a dois times da Nissan e a Dunlop segue como fornecedora única do time de Satoru Nakajima na turma de cima.

A GT300 apresenta nada menos que 12 marcas diferentes e onze construtores (a Lexus pertence à Toyota). E nesse total de 30 carros confirmados para 2017, vinte e um são legítimos modelos GT3, seis são os chamados “Mother Chassis” construídos pela Dome a pedido da GTA, dois são modelos híbridos – os Toyota Prius, já que os Honda CR-Z foram descartados desde o fim do campeonato de 2015 e apenas o Subaru BRZ é um GT japonês legítimo.

O Mercedes-AMG GT3 será alinhado por quatro times e haverá ainda um antigo modelo SLS, contra quatro Nissan GT-R Nismo GT3 e outros quatro Toyota 86 MC. Serão os modelos vistos em maior número no grid da divisão, que conta com nada menos que 26 equipes inscritas.

Entre os fornecedores de pneus, aqui a Yokohama é soberana, equipando 22 bólidos. Bridgestone e Dunlop terão quatro carros cada em 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>