MENU

12 de abril de 2017 - 10:19Fórmula Indy

BOMBA! ALONSO NA INDY 500!

2017_I500_FernandoAlonso2_1600x800

Surpresos? Quem não estaria…

RIO DE JANEIRO - Manhã de quarta-feira. Você acorda, pensando que nada aconteceu lá na Europa. Afinal de contas, é apenas mais um dia, a antevéspera dos primeiros treinos para o GP do Bahrein de Fórmula 1.

Aí mexo no celular, vou às redes sociais e me deparo com uma bomba de proporções atômicas: Fernando Alonso anuncia que vai disputar as 500 Milhas de Indianápolis, abrindo mão da disputa do GP de Mônaco, no mesmo final de semana.

E quando a gente vê que não é sacanagem e que tanto a McLaren quanto a Honda deram o aval, é que o negócio é mesmo muito sério.

Alonso nunca escondeu que é um “racer”. Se vocês se lembram, a Porsche fez um convite para que ele disputasse as 24h de Le Mans em 2015. Ron Dennis e a Honda, naturalmente, disseram não. Ele não se conformou com aquilo… e nem deveria. No mesmo carro, Nico Hülkenberg fez a festa ao lado de Earl Bamber e Nick Tandy, vencendo a corrida.

2017412834795_ebApjFXye4YnBsh48G9uBtTVS7rHVwG8_Honda_group_shot_O

A parceria McLaren-Andretti-Honda não é piada de 1º de abril. É coisa tão séria que Zak Brown vai assistir ao vivo e a cores a estreia de Alonso em Indianápolis, deixando de lado o GP de Mônaco de Fórmula 1, no mesmo dia

Mas isso – por enquanto – são águas passadas. Voltemos à Indy 500: a McLaren costurou uma parceria com a equipe de Michael Andretti – que foi piloto do time na Fórmula 1 em 1993 – para alinhar um Dallara DW12 e assim Alonso poder competir. É uma jogada estratégica de alto nível. Mostra que os novos donos da McLaren podem inclusive voltar à categoria estadunidense de monopostos. E que Alonso, mais do que ser um “racer”, quer conquistar a Tríplice Coroa do automobilismo.

O espanhol já tem duas vitórias no GP de Mônaco (2006, pela Renault e 2007, inclusive pela McLaren). Faltaria ganhar a Indy 500 e as 24h de Le Mans, para igualar Graham Hill, o único piloto até hoje a vencer as três provas no automobilismo mundial. Aliás, Mansour Ojjeh já deu a dica de que a McLaren vai mesmo voltar a Sarthe – não se sabe de que forma, ainda, mas vai.

Zak Brown, CEO da McLaren, estará presente in loco para acompanhar a estreia de Alonso na Fórmula Indy a bordo de um Andretti-McLaren-Honda que será todinho pintado de laranja, numa homenagem ao fundador do time, Bruce McLaren, que decorava seus carros neste matiz.

E aí eu repasso a pergunta que um seguidor me fez no Twitter: se o Ron Dennis ainda estivesse no comando da McLaren e o Bernie Ecclestone fosse o manda-chuva da Fórmula 1, isso seria permitido?

Assim, Fernando Alonso repete  Jim Clark como um campeão de F1 que deixou de lado o GP de Mônaco para estar presente na Indy 500. E além do próprio Escocês Voador e do já citado Hill, o asturiano iguala os feitos de Alberto Ascari, Jacques Villeneuve, Jack Brabham, Mario Andretti, Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet e Nigel Mansell, todos campeões na categoria máxima e que disputaram a clássica corrida oval estadunidense.

23 comentários

  1. OZZMAIR disse:

    Esse é um cara que quando sair da F1 vai querer andar em tudo quanto é tipo de carro e que pelo nome e por ser bom pra kct , vai rolar , até na NASCAR , é só ele falar que tem curiosidade que os caras arrumam um lugarzinho pra ele rapidinho.

    Um abraço!!!

  2. Renato RRE disse:

    Mattar… Imagina se…

    Cai um baita temporal em Monaco, embaralha toda a corrida e um certo piloto substituto correndo com a McLaren do Alonso ganhe a corrida… (nada anormal para Monaco). Como ficaria a cabeça do Asturiano??? hehehehe

  3. Carlos Pereira disse:

    Acho ótimo que aconteça. Deveria haver um acordo entre todas categorias para maximizar um piloto correr na que fosse viável a ele. Na pergunta que você repassou, “se o Ron Dennis ainda estivesse no comando da McLaren e o Bernie Ecclestone fosse o manda-chuva da Fórmula 1, isso seria permitido?”, claramente a resposta seria NÃO.
    Talvez a coisa esteja mudando pra melhor mesmo.

    • Isidio Cristovão disse:

      Bom seria o fim do conflito de datas do GP de Monaco com a Indy 500 que é sempre no ultimo domingo de Maio, Bernie tentou barrar o crescimento das 24hrs de Le Mans com o GP do stão exrussia…
      Se deu mau na audiência e voltou atrás.
      Alonso maior e melhor piloto da atualidade!!!

  4. NEI disse:

    Rodrigo, duas coisinhas:

    - Emerson disse que Senna estava costurando um acordo parecido quando morreu; que teria até patrocínio acertado, seria um carro extra da Penske. Que tal trazer de volta essa história? A entrevista de Emmo foi para a Band, mas não tenho 100% de certeza.
    -Temos que fazer uma campanha para alguma equipe convidar Juan Pablo Montoya para Le mans; ele sim tá perto de igualar Jim Clark.

    • Dennis disse:

      A historia do Senna na Indy foi antes de 94. Se não me engano foi no fim de 92, bem antes de ele ir para a Willians.
      Na época isso pareceu mais uma forma de pressionar para conseguir um contrato melhor na F1 do que efetivamente uma tentativa de ir mesmo para a Indy,

  5. Luciano disse:

    Don Fernando procurando novos ares?? Se ele gostar da brincadeira, não me assusto vê-lo em 2018 mudando de mala e cuia pra Indy e se é “fominha” pra correr, ainda arruma vaga boa para correr na IMSA e nas 24 horas de Le Mans… A boa e velha McLaren esse ano parece que vai padecer no fim do grid, a não ser que a Honda acerte o engenho propulsor pra fazer frente a concorrência. O Alonso vai experimentar a Indy, e se gostar e for bem sucedido, ele decerto cogitará de trocar de categoria se a McLaren não se tornar realmente competitiva este ano, pois um cara competitivo como ele não aguenta ficar numa seca sem vitórias por muito tempo… Se na F-1 não dá, vai aonde ele tem chance real de ganhar, e cá entre nós: ele é muito mais piloto que a maioria do grid atual da Indy, e se ele me disputa uma temporada inteira e dependendo como ele se virar nos ovais e se adapte ao carro, ele pega o título de campeão…

    Para a Indy será uma chamariz e tanto pra ser novamente considerada como uma categoria interessante a nível mundial para potenciais pilotos, equipes e patrocinadores, pois a Espanha e o resto do mundo vão dar aquela olhada mais atenta e curiosa na categoria na próxima edição das 500 Milhas de Indianapólis e isso pode render bons $$$$ se o bom e velho Don Fernando tenha êxito em seu experimento…

    Agora, é aguardar o desenrolar disso.

  6. MAURILIO disse:

    Alonso certissimo…piloto gosta de corridas..e espero que a MCLAREN tenha uma equipe na Indy e coloque seus carros esportivos em LE MANS . E mais, seria muito bom se a Indy pudesse fazer uma ou duas corridas em circuitos da F1 na europa ou ate memso em Suzuka.

    • Matheus R. disse:

      Eu gostaria de ver a Indy na Europa, mas nos ovais que a CART correu (Rockingham e Lausitzring)! Além de dar visibilidade às corridas em oval, incentivaria jovens promessas do velho mundo a tentar a sorte em terras ianques!

  7. FINFAS disse:

    Com certeza a participação dele traz uma maior atenção e visibilidade à prova.
    A saída de Dennis e Ecclestone favoreceu a participação do Alonso. Sou favorável a esse “intercâmbio” de pilotos entre categorias. Por enquanto é só possível nesse sentido F1 => Indy devido às restrições de carros por equipe e toda a política envolvida.

  8. Fernando Anholon disse:

    Bom mesmo seria ver o Alonso no top 5 da F1 porque dificilmente há um piloto tao incrível quanto ele no grid. Entretanto, já que a Honda nao anda ajudando na F1, estou ansioso pra ver ele acelerando na Indy.

    Boa escolha e boa estratégia de marketing =)

    Acelera, Alonso!

  9. ALEX COURI disse:

    Mandou bem demais o Alonso! A F1 desde 2014 com esses motores de enceradeira ta muito chata…

    Corrida mesmo e competitividade é na Indy!!

  10. Leo Pereira disse:

    Curti muito o projeto como um todo…
    Que na realidade, é bom pra todos os envolvidos. Só a F1 saiu perdendo, mas acredito que não seja um problema.
    Andretti / Mclaren / Honda / Alonso / Indy500… Que promoção fantástica para a prova deste ano.
    Não tenho a menor duvida de que isso so se viabilizou com a saída do Ron Dennis da equipe britânica.
    Agora, Mattar… De curiosidade. Uma dúvida que nada tem a ver sobre o post. Porque você se refere às coisas dos EUA como “estadunidenses”? Acho que aqui é o unico lugar que leio esse termo….

    • Diogo disse:

      Estadounidenses porque é dos Estados Unidos. Americanos são da América, Norteamericanos são da América do Norte. Chamar estadounidenses de americanos, é seguir o padrão deles, que se classificam com “americans”.

      É pura semântica do Mattar, mas está correto.

      • Leo Pereira disse:

        Não questionei de estar certo ou errado… E sei que esta certo.
        Mas era apenas uma dúvida se havia algum outro motivo que não a escolha pessoal…

    • Rodrigo Mattar disse:

      Leo, essa preocupação é tão pequena, não acha? E te garanto que não sou o único que escreve assim.

      • Leo Pereira disse:

        Sim… Não perguntei em tom de julgamento ou crítica. Era só curiosidade do porque você preferia a terminologia…

  11. Eder disse:

    Admiro pilotos assim, que não tem frescuras pra não ficar correndo em varias categorias. Vou torcer pra ele conseguir a triplice coroa.

  12. moisesimoes disse:

    - Vai chover na Indy500 deste ano hahaha. Mas falando sério, talvez vejamos só o agora. Eu vejo os esboços para o carro de 2018 e ele parece realmente muito atraente. Se avançarem igualmente na segurança dos carros, talvez Alonso resolva mesmo correr na categoria ianque. Claro, antes ele vai dizer pra Mercedes que não está mais feliz na Mclaren.
    Da lista acima, senti falta do heptacampeão. Shumacher ficou devendendo no quesito “racer” mas o cara tinha coragem de sobra correndo de moto depois da aposentadoria na F1. Com dinheiro, fama, todos os recordes da F1 e uma família pra criar, ele não teria que provar mais nada.
    Mas mesmo assim, com o aval da Corina, ele poderia correr no lendário speedway e quem sabe, disputaria Le Mans o que pra mim seria mítico!
    Esse cara ainda vai sair dessa!

    • Renato RRE disse:

      Por nada não mas o Schummy disputou Lemans… Se não me engano, com um C11 e chegou no fim…. não ganhou, claro… Correu também DTM e acho que não tentou as 500milhas pq a Corina não deixaria…

      • Rodrigo Mattar disse:

        Inclusive fez a melhor volta das 24h de Le Mans. Isso foi em 1991.

      • Renato RRE disse:

        Alias, essa corrida de 91 foi histórica, heim!!! Vitória da Mazda (com Gachot dirigindo), segundo lugar para o Boesel de Jaguar… quinto e melhor volta para o C11 do Schumacher/Wendlinger…

  13. moisesimoes disse:

    - Perfeito, Renato RRE e Mattar!
    Vivendo e (comentando e) aprendendo.
    Shummy vai sair dessa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>