MENU

29 de maio de 2017 - 11:11International GT Open

Lexus segue invicta no International GT Open

Emil-Frey-Lexus-GT-Open-Spa-Race-2

Albert Costa/Philipp Frommenwiler ajudaram a Lexus a permanecer invicta no International GT Open, com o triunfo conquistado no sábado em Spa

RIO DE JANEIRO - Quatro corridas, quatro vitórias. O modelo Lexus RC-F “chegou chegando” no International GT Open e as equipes Emil Frey e Farnbacher Racing provaram neste fim de semana em Spa-Francorchamps que as vitórias na rodada de abertura em Portugal não foram obra do acaso. Foi fruto de competência e trabalho – tudo provado e comprovado na Bélgica ao longo da 2ª rodada dupla da temporada.

Albert Costa/Philipp Frommenwiler conquistaram uma vitória dominante na prova de sábado com o carro #54 da Emil Frey Lexus Racing. Não foram perturbados nem quando a direção de prova mandou o Safety Car para a pista duas vezes por conta de acidentes. O primeiro tirou da disputa o Aston Martin de Francesco Sini/Mauro Calamia, que se envolveu numa colisão com a Mercedes-AMG de Martin Konrad/Alexander Hrachowina. Esta dupla, aliás, não voltaria para a disputa da prova do domingo.

Depois, um contato entre a Mercedes-AMG de Jules Szymkowiak/Valentin Pierburg e a McLaren de Côme Ledogar/Alexander West levou a nova neutralização da disputa. O holandês Szymkowiak foi considerado culpado pelo incidente e depois precisou pagar um drive-through antes de abandonar a disputa.

Costa trocou com Frommenwiler na parada obrigatória e o suíço manteve o Lexus na ponta, com boa vantagem para a BMW de Fran Rueda/Victor Bouveng, que chegaram em segundo. A Ferrari 488 GT3 de Mikkel Mac Jensen/Miguel Ramos, dupla da Spirit of Race, completou o pódio.

Nelsinho Piquet e seu parceiro Lourenço Beirão da Veiga vieram da 21ª colocação do grid para um ótimo quarto posto: o brasileiro, que ajudou muito na recuperação de posições da BMW da Teo Martin Motorsport, foi beneficiado também por um contato entre a Ferrari da dupla Marco Cioci/Piergiuseppe Perazzini e a Lamborghini de Andrea Fontana/Vito Postiglione. Este carro chegou à frente na quadriculada, mas levou um pênalti de 5 segundos acrescidos ao tempo final de prova não pelo contato, mas por não respeitar os limites da pista.

Allam Khodair/Marcelo Hahn saíram no lucro após um magro 22º lugar na prova de classificação. Hahn manteve o carro inteiro e o parceiro trouxe a Mercedes-AMG da Drivex School para o décimo posto e terceiro na Pro-Am. Foi o primeiro pódio da dupla brasileira na temporada e também o primeiro ponto do ano.

Para a corrida do domingo, quatro dos 24 carros que largaram no sábado não foram à pista para os treinos e corrida: a Mercedes de Hrachowina/Konrad, a Ferrari de Songyang/Caldarelli, o Lamborghini Gallardo R-EX de Dolby/Enge e a Ferrari de Dunbar/Mowlem, que mesmo com a conquista do 2º lugar no grid, acidentou-se durante o classificatório disputado em pista molhada e a equipe FF Racing não tinha peças de reposição suficientes para consertar o carro e proporcionar a participação da dupla na disputa.

Durante o primeiro stint, o pole position Vito Postiglione se manteve firme na liderança, seguido pelo Lexus de Mario Farnbacher e o Bentley de Michael Meadows, que veio de sexto no grid para terceiro. Com meia hora de prova, começaram as trocas de pilotos. Mario entregou para o irmão Dominik e nisso, começou a chover em vários pontos do circuito. A pista não ficou totalmente molhada em sua extensão de 7,004 km, mas as condições pioraram especialmente em Les Combes e Bruxelles.

Nisso, Vito Postiglione e Marco Cioci, que assumiu o 2º lugar, não tinham parado e só o fizeram quando a janela obrigatória para troca de pilotos e eventual mudança de pneus já havia se encerrado. A direção de prova deu de ombros e não puniu ninguém. Depois, o Safety Car foi acionado quando Côme Ledogar perdeu o controle de sua McLaren no ponto mais crítico de pista molhada – sem danificar em demasia o carro. O francês escapou e seguiu.

Farnbacher-Lexus-2017-Open-GT-Spa-730x487

Os irmãos Mario e Dominik Farnbacher triunfaram no domingo, em corrida que teve a presença da chuva. Os alemães lideram o campeonato com 38 pontos após quatro provas disputadas

A maioria dos pilotos aproveitou para ir aos boxes e trocar os pneus slicks pelos compostos próprios para piso molhado. Na relargada, em que Andrea Fontana liderava após trocar com Vito Postiglione, seguido por Piergiuseppe Perazzini e Michael Benham, Dominik Farnbacher logo emergiu de quarto para segundo e depois para a liderança.

Perazzini também ultrapassou Fontana e assumiu o 2º lugar, enquanto na última volta o italiano da Imperiale Racing sofreu a carga do outro Lexus então guiado por Albert Costa. Só que o espanhol forçou demais uma ultrapassagem e os dois se tocaram. Fontana foi para a brita – e não retornaria. Costa e Frommenwiler ficaram com o 3º lugar na pista, mas acabaram punidos com um pênalti de 20 segundos e baixaram para 13º na geral.

Alexander West/Côme Ledogar acabaram beneficiados e subiram ao pódio, seguidos por Michael Benham/Duncan Tappy na outra McLaren 650S GT3 da Garage 59 e por Jordan Witt/Michael Meadows, completando o top 5. Marcelo Hahn/Allam Khodair fizeram outra boa corrida e terminaram com o oitavo posto na classificação geral e sexto na Pro-Am.

Apesar do bom resultado na véspera, Nelsinho Piquet e Lourenço Beirão da Veiga tiveram uma corrida mais atribulada no domingo e não entraram nos pontos – acabaram em 12º lugar na geral e em quinto na classe Pro.

Com quatro corridas e duas rodadas disputadas, a situação do campeonato aponta liderança dos irmãos Mario e Dominik Farnbacher com 38 pontos, cinco à frente de Albert Costa/Philipp Frommenwiler. Rob Bell e Shaun Balfe vêm em terceiro com 29. Nelsinho Piquet soma oito pontos e está em 12º lugar na classificação, enquanto Marcelo Hahn/Allam Khodair vêm em 15º, com quatro.

Na divisão Pro-Am, a dupla da Drivex School soma 11 pontos e ocupa o sexto lugar da tabela. A liderança é de Balfe/Bell com 29 pontos, seguidos por Cioci/Perazzini e Benham/Tappy, ambos com 22. Na subclasse Am, onde os brasileiros Márcio Basso/Flávio Nonô Figueiredo ficaram de fora da corrida após os problemas enfrentados na sexta-feira, a dupla Alexander Moiseev/Davide Rizzo levou a pontuação máxima do fim de semana em Spa, mas a liderança é dos portugueses Luis Silva/Antônio Coimbra, com 14 pontos. Basso e Nonô somam oito e estão na quarta posição da classificação.

A 3ª rodada da temporada do International GT Open será em Paul Ricard, nos dias 10 e 11 de junho.

1 comentário

  1. Fernando Silva disse:

    Hoje de manhã vi o vídeo dá corrida…Ta ficando bom o grid desse campeonato. Legal ver duplas e pilotos brasileiros…E o Lexus é um carro realmente impressionante.
    Se eu fosse um dono de equipe com $$ e carros escolheria o GT Open para competir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>