MENU

4 de maio de 2017 - 10:19Super GT

Quatro anos depois, deu Lexus nos 500 km de Fuji

5YO_9798

Hiroaki Ishiura e Yuji Tachikawa foram dominantes ao longo da disputa dos 500 km de Fuji

RIO DE JANEIRO - Os 500 km de Fuji não assistiam a uma vitória dos carros Lexus, construídos pela Toyota – dona do circuito – havia quatro anos. E o jejum foi quebrado hoje em grande estilo. Largando da pole position, a dupla da equipe ZENT Cerumo formada por Yuji Tachikawa/Hiroaki Ishiura venceu a corrida de 110 voltas de duração, assistida por um público excelente – 58 mil espectadores aproveitaram o tempo bom e o feriado do “Golden Week” para acompanhar as disputas e um grid de 43 carros que participaram da prova.

No carro #38, a estratégia funcionou à perfeição. Foram programados dois pit stops, com Tachikawa abrindo a prova e entregando para Ishiura na 33ª volta. Este tratou de ampliar a vantagem na pista e na 71ª passagem, Tachikawa voltou a bordo para fechar a corrida e se tornar um dos maiores vencedores da história do Super GT. Com o triunfo de hoje, ele chegou à décima-oitava conquista na categoria.

A disputa pelo 2º lugar foi polarizada no início por outros dois Lexus – o #1 da equipe Denso Kobelco SARD, com Kohei Hirate/Heikki Kövalainen e o #36 da equipe au Tom’s, da dupla Daisuke Ito/James Rossiter. Mas o #36 acabaria penalizado por causar uma colisão evitável e os atuais campeões da classe GT500 bateram com um carro da GT300, o que causou danos no carro e um atraso na pista.

Assim, Kazuya Oshima/Andrea Caldarelli (Wako’s Team Le Mans) herdaram a posição com outro Lexus LC500, trazendo logo a seguir os vencedores da rodada de abertura em Okayama: Nick Cassidy/Ryo Hirakawa conquistaram um resultado que os mantém na liderança do campeonato com 31 pontos, enquanto Caldarelli/Oshima somam 30 e Tachikawa/Ishiura têm 29.

O melhor Nissan chegou em quarto lugar, com Ronnie Quintarelli/Tsugio Matsuda, enquanto a Raybrig deu à Honda o sexto lugar em Fuji como melhor resultado dos NSX-GT. O brasileiro João Paulo de Oliveira chegou apenas em 12º lugar, formando dupla com seu parceiro Daiki Sasaki. Eles perderam duas voltas ao longo da competição e não tiveram a menor chance de brigar lá na frente.

4599_MK1_8585

A LM Corsa, com uma estratégia inteligente, esticando o primeiro stint de seu carro, venceu na classe GT300

Na divisão GT300, não faltou briga entre os 28 carros do numeroso plantel e a corrida também foi ganha na base da estratégia. No princípio, domínio das Mercedes-AMG GT3 da Goodsmile Hatsunemiku e da Gainer Tanax, como era esperado. Mas a equipe LM Corsa foi subindo na classificação graças a um stint mais longo do Lexus RC-F GT3 #51 guiado por Sho Tsuboi/Yuichi Nakayama.

Além do plano dar certo, já que o segundo pit stop foi mais curto porque não precisaram pôr tanto combustível no carro, a equipe LM Corsa foi beneficiada por dois problemas enfrentados pelo Mercedes-AMG de Nobuteru Taniguchi/Tetsuya Kataoka, que perderam uma volta e a chance de lutar diretamente pela vitória.

Katsuyuki Hiranaka/Björn Wirdheim chegaram em 2º lugar com o carro #11 da Gainer Tanax e o Porsche de Sven Müller/Tomonobu Fujii cumpriu uma excelente corrida para completar a disputa em terceiro, deixando feliz o ex-pitcher da MLB Kazuhiro Sasaki.

Com a vitória em Fuji, Tsuboi/Nakayama assumem a liderança do campeonato com 23 pontos, um à frente de Haruki Kurosawa/Naoya Gamou, que chegaram na quinta colocação nesta etapa.

O próximo evento do Super GT será em Autopolis, no dia 21 de maio.

2 comentários

  1. Fern Kesnault disse:

    Sinto que J.P.Oliveira trocou seis por meia duzia em termos de equipe…..ta pior ainda..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>