MENU

29 de maio de 2017 - 10:26Automobilismo Internacional

Scott mantém liderança no Euroformula Open e Vivacqua vai ao pódio em Spa

hi_529_1417 32 98

Com três vitórias em quatro corridas, Harrison Scott é o piloto a ser batido no Euroformula Open em 2017

RIO DE JANEIRO - O britânico Harrison Scott é o cara a ser batido na temporada 2017 do Euroformula Open. Com duas vitórias em Portugal, ele chegou à etapa de Spa-Francorchamps com o objetivo de se manter na ponta da tabela – e conseguiu. Não saiu invicto da Bélgica, mas continua líder absoluto do campeonato e como o principal favorito ao título, mesmo com muitas corridas pela frente.

Neste fim de semana, Scott teve sua invencibilidade quebrada pelo indiano Ameya Vaidyanathan, que com um dos carros da Carlin venceu a corrida #1 da programação, disputada no sábado com sol – coisa rara naquela região do circuito – e pista seca. Mas Spa-Francorchamps não é o que é se não houver o desafio da chuva e da pista molhada. Tanto que no domingo a pista estava molhada na hora da classificação para formar o grid e os tempos de volta subiram mais de 20 segundos em relação à véspera.

Harrison fez o 6º tempo somente e o russo Nikita Troitskiy partiu da pole position. Mas em seis voltas, o piloto da RP Motorsport já era o líder, beneficiado também por uma entrada de Safety Car em decorrência de um incidente com o brasileiro Pedro Cardoso e o polonês Alex Karkosik. Daí para diante, foi só administrar a dianteira e controlar o canadense Devlin de Francesco, que chegou na 2ª posição, à frente de Thiago Vivacqua, que conquistou seu segundo pódio nesta temporada após fechar a disputa da véspera em 5º lugar.

Matheus Iorio abandonou no sábado, mas fez uma boa corrida na etapa de domingo e chegou em quinto a bordo de um dos carros da Campos Racing. O atual campeão da Fórmula 3 Brasil está agora em sétimo na tabela, com 27 pontos. Vivacqua é o quarto, com 40. Harrison Scott soma confortáveis 97 pontos contra 58 de Ameya Vaidyanathan e 43 de Devlin de Francesco.

Christian Hahn, que soma seis pontos com o 7º lugar na corrida #1 do Estoril, não somou pontos em Spa-Francorchamps. Chegou em 14º na prova de sábado e em 12º no domingo. Pedro Cardoso quase saiu do zero: foi 11º no sábado, melhor resultado dele na temporada.

A próxima etapa é daqui a duas semanas, no circuito francês de Paul Ricard.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>