MENU

3 de julho de 2017 - 19:50Rali

Hyundai faz primeiro 1-2 e Neuville chega mais próximo de Ogier no WRC

thierry-neuville-2017-wrc-rally-poland-shakedown

Thierry Neuville foi o grande vencedor do Rali da Polônia, conseguindo uma aproximação ainda maior no campeonato em relação ao líder e atual tetracampeão Sébastien Ogier

RIO DE JANEIRO - Após o regresso ao Mundial de Rali (WRC), a Hyundai experimentou neste fim de semana o seu melhor resultado desde que o construtor sul-coreano voltou à modalidade. Os i20 WRC da equipe chefiada por Michael Nandan venceram em dobradinha o chuvoso Rali da Polônia, 8ª etapa da temporada, pondo fogo naquele que é disparado o melhor campeonato do Mundial de Rali desde que os Sébastien – Loeb e Ogier – fizeram da competição um verdadeiro feudo francês. Thierry Neuville chegou ao seu terceiro triunfo em 2017 e Hayden Paddon, que vinha num momento de muitos problemas, enfim deixou a zica de lado e conquistou o melhor resultado dele neste ano.

Mas é preciso lembrar que a vitória de Neuville/Gilsoul, bem como a dobradinha da Hyundai, teve um componente decisivo: o abandono do estoniano Ott Tanak, que sofreu um despiste no domingo, faltando apenas duas etapas para o término da competição. O piloto da M-Sport, que tão brilhantemente vencera na Sardenha na etapa anterior, caminhava a passos largos para sua segunda vitória consecutiva no ano, quando capotou e destruiu o carro partilhado com Martin Jarvejoja.

“Era uma área com muita lama. Bati numa barreira e a frente do carro deu numa árvore. Esse é o risco que se corre quando aceleramos a fundo”, comentou o piloto.

A lama e as condições traiçoeiras das estradas polonesas castigadas pelas chuvas de verão naquele país foram um empecilho não só para Tanak como também para outros pilotos que almejavam permanecer vivos na briga pelo título. O finlandês Jari-Matti Latvala talvez tenha sido o principal prejudicado ao abandonar a luta pela vitória em virtude de um problema decorrente de um acidente no sábado. Acabou em 20º e voltou para salvar pontos preciosos no Power Stage. Outro que não teve um bom resultado após duas impressionantes provas pela mesma Toyota foi Esapekka Lappi, que também desistiu.

Sébastien Ogier jamais foi oposição à dupla da Hyundai e tampouco ao companheiro Ott Tanak, terminando em 3º lugar com mais de 2min de desvantagem. Pelo menos o francês da Ford evitou a tripleta da Hyundai, já que Dani Sordo foi quarto e Stéphane Lefévbre, em seu melhor resultado no ano, terminou como o melhor piloto Citroën em quinto.

No WRC2, a vitória ficou com o norueguês Ole Christian Veiby, seguido pelo sueco Pontus Tidemand e por Quentin Gilbert. E faltando cinco provas para o fim do campeonato – a próxima etapa é na Finlândia, a terra dos mil lagos e de grandes nomes da modalidade – Ogier começa seriamente a se preocupar.

Com 160 pontos somados, o francês que vem liderando a temporada desde seu início, vê Neuville crescer em seu espelho retrovisor: o belga tem 149 pontos, enquanto Jari-Matti Latvala chegou a 112 e Ott Tanak estacionou nos 108. Uma batalha que tem cheiro de indefinição até o final.

Tomara…

O resultado do Rali da Polônia:

1 – Neuville-Gilsoul (Hyundai i20 WRC ’17) – 2.40’46”1
2 – Paddon-Marshall (Hyundai i20 WRC ’17) + 1’23”9
3 – Ogier-Ingrassia (Ford Fiesta WRC ’17) + 2’20”8
4 – Sordo-Marti (Hyundai i20 WRC ’17) + 2’47”4
5 – Lefebvre-Moreau (Citroen C3 WRC ’17) + 3’11”8
6 – Suninen-Markkula (Ford Fiesta R5) + 3’16”8
7 – Østberg-Floene (Ford Fiesta WRC ’17) + 3’39”6
8 – Evans-Barritt (Ford Fiesta WRC ’17) + 4’39”1
9 – Mikkelsen-Jaeger (Citroen C3 WRC ’17) + 4’43”5
10 – Hanninen-Lindstrom (Toyota Yaris WRC ’17) + 4’53”7

Classificação do campeonato após 8 etapas:

1. Sébastien Ogier – 160 pontos
2. Thierry Neuville – 149
3. Jari-Matti Latvala – 112
4. Ott Tanak – 108
5. Dani Sordo – 82
6. Elfyn Evans – 57
7. Hayden Paddon – 51
8. Craig Breen – 43
9. Juho Hänninen – 30
10. Kris Meeke – 27
11. Stéphane Lefévbre – 22
12. Andreas Mikkelsen – 21
13. Esapekka Lappi – 20
14. Mads Østberg – 18
15. Teemu Sunninen – 13
16. Jan Kopecky – 5
17. Pontus Tidemand – 4
18. Eric Camilli e Stéphane Sarrazin – 2
20. Bryan Bouffier e Yohan Rossel – 1

1 comentário

  1. Lauro disse:

    De acordo! Uma vitória que realmente põe fogo no mais emocionante campeonato dos últimos anos, em uma categoria que oferece os lances mais espetaculares ao público. Uma pena que o campeonato continua sendo ignorado justamente no Fox Nitro, programa semanal de automobilismo da própria rede de televisão que faz a cobertura do WRC. Não dá pra entender…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>