MENU

6 de julho de 2017 - 19:56IMSA Weather Tech SportsCar Championship

IMSA: 36 carros para a etapa do Canadá

170703IMSAa-start-8797

Largada do último fim de semana em Watkins Glen: agora a IMSA Weather Tech SportsCar Championship ruma para o Canadá

RIO DE JANEIRO - Sem tempo algum para respirar – e a 7ª etapa do IMSA Weather Tech SportsCar Championship já é neste domingo, na única visita dos carros da categoria ao Canadá: o tradicional circuito de Mosport – hoje batizado de Canadian Tire Motorsport Park por questões comerciais – vai sediar mais uma prova da temporada 2017. A lista de entradas compreende 36 carros, sendo 13 protótipos e 23 modelos Grã-Turismo nas quatro categorias em disputa.

Lista de inscritos para Mosport AQUI

Líderes do campeonato apesar de uma prova repleta de percalços em Watkins Glen, os ‘irmãos Metralha’ Ricky e Jordan Taylor chegam a Mosport com 20 pontos de vantagem para Christian Fittipaldi e João Barbosa, que buscam não só reduzir mais ainda a diferença como também a segunda vitória consecutiva. Os Cadillac DPi-V.R, mesmo ‘estrangulados’ pelo boletim de performance da IMSA, seguem invictos na categoria.

As novidades para a rodada canadense são a volta de Pipo Derani ao posto de titular da equipe Tequila Patrón ESM, desta vez no #22 ao lado de Johannes Van Overbeek, além da participação do piloto local David Ostella e de Nick Boulle a bordo do #52 da PR1/Mathiasen Motorsports que andou bem em Watkins Glen, principalmente com Olivier Pla.

A Prototype Challenge caminha para as últimas provas de sua existência e a dupla Patricio “Pato” O’Ward e James French ainda precisa aguardar mais um pouquinho para se consagrar campeã. Com três provas ainda por disputar, os pilotos da Performance Tech têm 30 pontos de vantagem para Don Yount, que dessa vez correrá com Ryan Lewis na parceria. A BAR1 Motorsports ainda não definiu a dupla do #26.

Na GTLM, com os mesmos oito carros que disputaram as 6 Horas de Watkins Glen, a expectativa é pela segunda corrida de Gimmi Bruni pela Porsche e principalmente a briga pela liderança do campeonato: Antonio Garcia/Jan Magnussen, da Corvette, chegam ao circuito de Mosport com oito pontos de vantagem para a dupla da Ford formada por Dirk Müller/Joey Hand e dez para Alexander Sims/Bill Auberlen, vencedores da última etapa com a BMW da equipe de Bobby Rahal.

A classe GTD terá o maior número de carros na pista – quinze – com a volta de Jörg Bergmeister ao #73 da Park Place Motorsports, já que o alemão não pôde competir em Glen por problemas de ordem pessoal. Em relação a Glen, não estarão presentes a Dream Racing Motorsport e a Alex Job Racing – que promete voltar em Lime Rock na próxima etapa, que terá apenas os carros de Grã-Turismo.

Para essa etapa, Christina Nielsen/Alessandro Balzan chegam como líderes da classificação com 173 pontos, apenas dois à frente de Jeroen Bleekemolen/Ben Keating. Após duas vitórias seguidas, Katherine Legge/Andy Lally estão em 3º lugar com 147. Oswaldo Negri é o sétimo da tabela, junto a Jeff Segal e empatado em 131 pontos com Andrew Davis/Lawson Aschenbach.

O Balance of Performance (BoP) não sofreu qualquer tipo de alteração, assim como na última etapa.

O Fox Sports 2 transmite ao vivo no próximo domingo o Mobil 1 SportsCar Grand Prix em Mosport, a partir de 13h, com a mesma trinca da transmissão de Glen: Thiago Alves, Rodrigo Mattar e a lenda, o mito, o mestre, o craque Edgard Mello Filho.

3 comentários

  1. Mônica disse:

    Aguardando ancioso a prova,mas tem uma coisa que não faz sentido,Porque o Jordan Taylor é piloto Platina e Ricky Taylor ouro,os 2 andam no mesmo carro o #10 da Wayne Taylor Racing e sempre viram tempos muito parecidos porque essa diferença de graduação ?

    • Rodrigo Mattar disse:

      Como não faz sentido?

      Não necessariamente os dois pilotos têm que ter a mesma graduação. Inclusive há pilotos prata na classe Prototype.

      E é bom para o carro que os dois sejam rápidos e virem tempos bastante parecidos. Não acha?

  2. Mônica disse:

    Sim,eu só fiquei confusa porque como os 2 são rápidos a Fia deveria dar graduação platina para os 2,a não ser que o Jordan Taylor já tenha sido campeão de alguma categoria que o Ricky Taylor não foi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>