MENU

9 de julho de 2017 - 21:46Fórmula Indy

Spider-Man ataca novamente!

07-09-Castroneves-On-Course-StartFinish-IOWA

RIO DE JANEIRO - Menos de 24 horas após a notícia que confirma a sua iminente saída da Fórmula Indy para o IMSA Weather Tech SportsCar Championship, defendendo a Penske na competição de Endurance dos EUA, Hélio Castroneves venceu neste domingo em Iowa para pôr fim a um jejum de nada menos de 50 corridas sem comemorar ao estilo Homem-Aranha, subindo no alambrado para delírio da torcida. A última vez havia sido há mais de três anos, em 1º de junho de 2014, quando faturou uma das provas disputadas no Belle Isle Park, em Detroit.

Já tendo conquistado três pole positions neste ano, o piloto de 42 anos não deu chances ao azar: liderou o maior número de voltas, fez o giro mais rápido de toda a corrida e faturou o 30º troféu de sua carreira na categoria. Como piloto regular, Helinho caminha para suas últimas seis provas como piloto regular do Team Penske numa competição em que jamais conseguiu um título, em que pese as três vitórias nas 500 Milhas de Indianápolis, tão ou mais celebradas que uma conquista de campeonato – Castroneves foi vice-campeão quatro vezes: 2002, 2008, 2013 e 2014, ano em que tinha ganho sua última corrida antes do triunfo de Iowa.

Agora, Helinho tem 395 pontos e está a oito de Scott Dixon, o líder do campeonato. Restando as etapas de Toronto (rua), Mid-Ohio (misto), Pocono (oval), Gateway (oval), Watkins Glen (misto) e Sonoma (misto), o piloto da Penske deve continuar focado em busca de uma conquista que seria tão inédita quanto histórica. Afinal, seguir em alto nível no competitivo automobilismo dos EUA desde 1998, quando tinha ainda 22 para 23 anos, é coisa para poucos.

E com a Penske confirmando a redução da operação na Indy para três carros full season, abrindo uma exceção óbvia para a tentativa da quarta vitória de Hélio em Indianápolis e assim igualar A.J. Foyt, Al Unser e Rick Mears no recorde de triunfos na centenária disputa, nada mais óbvio do que cravar algo que o blogueiro aqui já dissera em novembro último: a equipe está a um passo de fechar seu programa de Endurance em parceria com a Honda num Daytona Prototype International (DPi) com base no chassi Oreca e o companheiro do brasileiro será mesmo o colombiano Juan Pablo Montoya.

A estreia da dupla – com a adição de mais um piloto – pode acontecer já na Petit Le Mans, última prova da IMSA neste ano, em outubro. Mas a bordo de um Oreca 07 Gibson LMP2. É o que diz o jornalista John Dagys no site Sportscar365.com.

Já pensaram?

9 comentários

  1. fernando disse:

    Nao sei, o unico lugar q postou isso foi o Racer, só acredito vendo Helinho fora da Indy.

    • Rodrigo Mattar disse:

      Desde novembro o blog já tinha dito isto. E a Racer foi a fonte.

      • Fernando disse:

        Sim, mas é isso que estou dizendo só o Racer tem essa noticia. E pra mim ainda é estranho o Helio sair num momento que ele está tão bem na indy. Veremos, torço pra que fique na Indy e faça apenas as corridas do NAEC.

      • Rodrigo Mattar disse:

        Não é só a Racer que tem essa notícia. O Sportscar365 já deu também a ida iminente da Penske para a IMSA. Helinho e Montoya são ventilados nesse projeto desde novembro de 2016.

  2. Antonio Seabra disse:

    Já não era sem tempo de o Helinho vencer de novo. Que bom.

  3. Leonardo Silva Conrado disse:

    Até que enfim uma vitória do Hélio Castroneves, espero que o título venha este ano. Com relação a essa informação que o Hélio vai trocar a categoria, acredito ainda que isto seja apenas rumor. ontem o Hélio postou um vídeo desmentindo a informação, e o próprio Roger Penske disse em entrevista depois da corrida que isto são apenas rumores. Os vídeos abaixo.

    http://esporte.band.uol.com.br/indy/videos/ultimos-videos/16264271/h-lio-castroneves-desmente-rumores-sobre-aposentadoria.html

    Roger Penske fala no minuto 8:06 do vídeo:

    https://www.youtube.com/watch?v=GKGIftsgrSc

    • Rodrigo Mattar disse:

      Ele não vai se aposentar, Leonardo. Apenas vai para um novo projeto. A fonte é muito confiável, a informação foi ventilada já em novembro do ano passado e não há motivo para duvidar.

      É claro que o Helinho e a equipe vão desmentir. Até porque oficialmente o anúncio não foi feito. Mas é iminente a mudança.

      Aliás, o Montoya não tem mais corrido na Indy e ainda é empregado da Penske. Já pararam para pensar no porque?

      • Leonardo Silva Conrado disse:

        Se isto realmente acontecer, vai ser uma pena, acho que o Hélio é extremamente competitivo, mesmo sendo um veterano. Se ele sair, que saia pelo menos com o título.
        Abraços Rodrigo Mattar.

  4. Pedro Paulo disse:

    Bem, o lado positivo é que o Helinho ainda poderá competir em alto nível em uma categoria por lá, e sair da indy com o título seria pra fechar com chave de ouro sua trajetória na categoria.

    Agora essa notícia de que a Penske vai ter apenas 3 carros na temporada completa já não é boa. Esperava que fosse abrir uma nova vaga no grid e assim a Penske ira buscar um novo piloto de alto nível, mas não é o parece, e o pior, será um carro a menos no grid.

    Enfim, espero que os boatos de que novas equipes vão entrar na indy no próximo ano se concretizem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>