MENU

5 de agosto de 2017 - 21:53IMSA Weather Tech SportsCar Championship

IMSA: pole tranquila dos ‘irmãos Metralha’ em Road America

rickypole1

RIO DE JANEIRO - Foi mais fácil do que se imaginava: os irmãos Ricky e Jordan Taylor conquistaram com folga absurda a pole position para a Continental Tire Road Race Showcase, nona etapa da temporada 2017 do IMSA Weather Tech SportsCar Championship. A dupla do Cadillac DPi-V.R #10, que vem de duas provas sem resultados positivos – mas ainda com a liderança do campeonato embaixo do braço – não foi ameaçada em nenhum momento na briga pela pole position no treino oficial deste sábado.

Com sobras, Ricky Taylor enfiou mais de um segundo goela abaixo do carro #52 de José Gutiérrez/Olivier Pla, com quem irá dividir a primeira fila do grid de 35 carros. A pole ficou em 1’53″058, novo recorde para o circuito de Road America e suas pouco mais de 4 milhas de extensão. Média horária da pole – 207,397 km/h.

Pelo menos atrás do pole houve equilíbrio: do 2º ao oitavo e último protótipo da classe principal, todos ficaram separados por pouco mais de meio segundo. Em terceiro larga o Nissan Ligier DPi guiado por Scott Sharp no treino oficial enquanto o “Ganso” Marc Goossens ficou com o quarto tempo na estreia do novo chassi Ligier JS P217 da equipe Visit Florida Racing.

Vencedora das duas últimas etapas, a Action Express não obteve no treino oficial o desempenho desejado: o carro #31 dos atuais campeões Dane Cameron e Eric Curran ficou em sexto, com João Barbosa/Christian Fittipaldi apenas em sétimo.

“Estamos desmontando o carro inteiro para ver o que aconteceu. Não estávamos rápidos o suficiente para fazer a pole, mas aconteceu alguma coisa que ainda não sabemos. De manhã, no treino livre, mesmo com pneus velhos, o carro estava bom. Na tomada, ele escapava muito de frente e não mexemos tanto assim. Não sabemos ainda o que erramos ou se quebrou algo no carro”, comentou Fittipaldi, responsável pela classificação.

O #22 da Tequila Patrón ESM teve a bordo Johannes Van Overbeek, que conseguiu o quinto tempo. O brasileiro Pipo Derani revezará com JVO e nesta corrida, o time estadunidense estreia um novo pacote de eletrônica em seu Nissan Ligier DPi.

Na classe Prototype Challenge, mais uma pole sem problema algum para James French/Patricio “Pato” O’Ward: a dupla da Performance Tech Motorsports fez o tempo de 1’59″149, sem forçar muito. No 3º treino livre, pela manhã, “Pato” fez o novo recorde – que será definitivo – para os Oreca FLM09C, virando em 1’58″025.

O carro #38 é tão superior ao resto que Don Yount foi quase três segundos mais lento a bordo do #20 da BAR1 Motorsports. No terceiro e último protótipo da divisão, Mark Kvamme nem conta. Ele foi ridiculamente ruim, levando pau de todos os GTLM inscritos.

Por falar na principal divisão de Grã-Turismo, o alemão Dirk Müller aproveitou o BoP favorável à Ford e emplacou a pole com o carro #66 que dividirá com Joey Hand, no tempo de 2’01″422 – também novo recorde para o traçado em sua categoria. A Chip Ganassi Racing fez 1-2 no grid, pois o #67 tripulado por Ryan Briscoe ficou em segundo, a quase oito décimos do carro gêmeo do time sediado em Indianápolis.

BMW e Porsche se revezaram nas posições seguintes, com o #25 de Bill Auberlen/Alexander Sims como o melhor carro do time de Bobby Rahal e o #912 de Gimmi Bruni/Laurens Vanthoor em quarto. À Corvette, líder do campeonato com Jan Magnussen/Antonio Garcia, restou as últimas posições da categoria, com uma diferença muito alta para o padrão de equilíbrio da categoria: mais de dois segundos separaram a pole do C7-R número #3.

galstad-ROADAMERICA-0817-161647

E na GTD, com cinco marcas diferentes entre os cinco mais rápidos, deu Lamborghini e uma surpresa: o #16 da Change Racing, com o holandês Jeroen Mul, conquistou a primeira pole em 2017, com o tempo de 2’06″849. O piloto ficou a apenas 0″049 do recorde absoluto da categoria, conquistado por Lawson Aschenbach no Audi R8 LMS da Stevenson Motorsports durante os treinos livres.

Mul superou por 0″174 o tempo da BMW M6 GTD do finlandês Jesse Krohn, enquanto Patrick Lindsey foi o terceiro a bordo do Porsche vencedor em Lime Rock. O Lexus guiado por Scott Pruett – que passa a formar a dupla com Jack Hawksworth a partir desta etapa – ficou em quarto, com Andrew Davis em quinto.

O brasileiro Oswaldo Negri fez um bom treino com o Acura NSX-GT3 que divide com Jeff Segal: ficou com a 7ª colocação na classe – 2’07″469, portanto a apenas seis décimos da pole. Dentre os 16 carros inscritos na categoria, nove ficaram dentro do mesmo segundo.

Só que dois deles não marcaram tempo. A Mercedes-AMG de Dan Knox/Mike Skeen teve problemas de refrigeração durante o terceiro treino livre e a tomada de tempo e sequer completou uma volta rápida. E o Acura de Andy Lally/Katherine Legge passou todo o sábado em reconstrução, após um porrão de Legge no terceiro treino livre – graças também à ajuda valiosa da equipe RealTime, outro time que representa a Honda (leia-se Acura) nos EUA, só que no Pirelli World Challenge. O trabalho dos mecânicos foi tão bom que o carro está pronto para largar amanhã. De último, é verdade, mas vai largar.

O Fox Sports 2 transmite a prova de Road America em VT inédito, após a Nascar.

2 comentários

  1. Podemos perceber que desde a etapa de COTA, os Bop’s que houveram, vêm prejudicando a Corvette e vemos isso principalmente nas classificações. Hoje, os 2s de diferença para o pole, me fizeram lembrar o BoP das 24h de Le Mans 2016, resultando num abismo de 4 segundos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>