MENU

4 de setembro de 2017 - 16:11International GT Open

GT Open: Venturini é o líder isolado e a luta pelo título segue em aberto

3017 36 147

A Imperiale Racing separou os dois pilotos do carro #1 e Thomas Biagi perdeu a chance de liderar o campeonato no GT Open para o antigo parceiro, Giovanni Venturini

RIO DE JANEIRO - O International GT Open tem um novo líder – isolado. Por decisão da Imperiale Racing em separar neste fim de semana os pilotos Thomas Biagi e Giovanni Venturini, inscrevendo o segundo nome no carro extra que a equipe alinhou na rodada dupla de Silverstone, ficou claro que um deles – ou mesmo os dois – poderiam ficar no prejuízo dependendo da combinação de resultados. Acabou que o beneficiado foi mesmo Giovanni Venturini, que dessa forma se tornou o novo líder absoluto da classificação, faltando apenas duas rodadas e quatro corridas para o término da temporada.

No sábado, o italiano e seu novo parceiro Marco Mapelli conseguiram um convincente 2º lugar, enquanto Biagi alinhou com Raffaele Gianmaria e terminou logo atrás, em terceiro. Mas, neste domingo, Thomas acabou apenas na 8ª posição, enquanto Venturini chegou num importante quarto posto. Com isso, ele chegou a 80 pontos, enquanto o antigo parceiro não passou de 74.

3017 27 108

Albert Costa e Philipp Frommenwiler venceram sem dificuldades a prova de sábado no International GT Open

A dupla formada por Albert Costa/Philipp Frommenwiler segue intacta e inabalável na batalha pela liderança e pelo título. Com o Lexus RC-F GT3 da Emil Frey Racing, mostraram todo o foco e forma ao vencerem tranquilamente e de ponta a ponta a prova do sábado, com 15 segundos de vantagem para os rivais. Neste domingo, os pilotos do carro #54 conquistaram mais um pódio, terminando em 3º lugar, resultado que os deixou com 76 pontos e na vice-liderança.

O que os rivais provavelmente não contavam foi com o ótimo desempenho das duas BMW M6 GT3 da Teo Martin Motorsport, que deram um show na corrida de domingo. Fran Rueda conquistou a pole com o carro #65 partilhado com o sueco Victor Bouveng, mas o triunfo ficou mesmo com o outro carro guiado pelos portugueses Antônio Félix da Costa/Lourenço Beirão da Veiga, numa performance impressionante dos lusos. Apesar da perda da vitória, Bouveng/Rueda continuam bem no campeonato, mesmo com o 9º lugar conquistado na véspera. Eles estão a oito pontos de Venturini na tabela de classificação.

Para Miguel Ramos/Mikkel Mac Jensen, foi um fim de semana daqueles pra esquecer. A Ferrari da dupla da Spirit of Race não teve velocidade nenhuma ao longo do fim de semana e o máximo que conseguiram foi a nona posição na prova #2, resultado que os deixou mais distantes na classificação – agora a 18 pontos da liderança.

As duplas brasileiras não foram bem: Allam Khodair/Marcelo Hahn recuperaram das últimas filas no sábado para a 15ª colocação na prova #2, que deixou os pilotos da Drivex em quinto lugar na subclasse Pro-Am. No domingo, o carro #16 largou de sexto com Khodair em ótima performance na qualificação, mas o Mercedes-AMG da dupla teve problemas mecânicos, vazando muito óleo. Como efeito, Hahn deu uma série de rodadas antes de abandonar.

3017 36 73 (1)

Dobradinha das BMW da Teo Martin Motorsport com vitória de Antônio Félix da Costa e Lourenço Beirão da Veiga e 2º lugar de Fran Rueda/Victor Bouveng na corrida do domingo

Márcio Basso e Flávio Nonô Figueiredo voltaram a competir juntos no GT Open e com a Mercedes-AMG da Sports & You terminaram apenas em 23º e penúltimo no sábado, conquistando a quarta posição na subclasse Am. No domingo, eles melhoraram para terminar em 2º no grupo e em décimo-oitavo na prova. No campeonato dos pilotos de menor graduação, Basso é quarto com 27 pontos e Nonô Figueiredo é quinto, com 14. Os portugueses Manuel Da Costa e Miguel Sardinha – que antes corriam como Antônio Coimbra e Luis Silva (não, não é piada de português!) lideram a classificação com 33.

Na Pro-Am, Shaun Balfe/Rob Bell venceram uma das etapas em Silverstone e superaram Marco Cioci/Piergiuseppe Perazzini por seis pontos (56 a 50). Marcelo Hahn é o 4º colocado com 36. Alan Hellmeister soma 22 e está em décimo, logo à frente de Allam Khodair, com 14.

Na etapa de Monza, Hellmeister deve regressar ao cockpit do carro #16. É que a Stock Car correrá em 1º de outubro na Argentina, em Buenos Aires.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>