MENU

28 de outubro de 2017 - 07:13Asian Le Mans Series

Jackie Chan DC Racing conquista 1-2 no grid do Asian Le Mans Series; Derani é 3º

VSA_ASLM_ZUH17_DC9T6546-696x464

Sem confusão: a primeira pole da temporada 2017/18 do AsLMS é de Thomas Laurent e da Jackie Chan DC Racing (Foto: Vision Sport Agency)

PORTO ALEGRE - Demorou um pouco, mas está confirmado: a Jackie Chan DC Racing conquistou a primeira fila inteira do grid para as 4h de Zhuhai, prova de abertura da temporada 2017/18 do Asian Le Mans Series. Após uma ligeira confusão no site oficial com relação aos resultados, que chegaram a incluir provisoriamente o brasileiro Pipo Derani na linha de frente do grid, a cronometragem oficial fechou questão quanto ao resultado.

Assim, o francês Thomas Laurent, uma das boas revelações do WEC neste ano, levou o carro #7 à pole position com a marca de 1’27″615, superando o sino-holandês Ho-Pin Tung por 0″146. A trinca que larga na frente tem inclusive a presença de Harrison Newey, filho do mago Adrian Newey – que está in loco na China acompanhando a estreia do rebento nos protótipos LMP2.

Pipo Derani não teve nada a ver com o erro da cronometragem que lhe auferiu a pole em determinado momento, mas o piloto que estreia no certame junto à equipe BBT Racing, que trocou os Grã-Turismo por um Ligier JS P2, fez um bom trabalho e classificou o carro na 3ª posição, a 0″364 do melhor tempo.

A ARC Bratislava conquistou um lugar na segunda fila do grid, mas já a mais de um segundo inteiro atrás dos adversários. A Eurasia e a Algarve Pro Racing não conseguiram desempenho suficiente para figurar na linha de frente do grid, tanto que a 5ª posição é de um protótipo LMP3.

O Ligier JS P3 Nissan de Josh Burdon (que classificou o carro)/Neric Wei/Louis Prette ficou com o melhor tempo da categoria em 1’30″048, mais de um segundo e meio melhor que o #1 da WIN Motorsport do trio William Lok/Philippe Descombes/Richard Bradley. A dupla Patrick Byrne/Guy Cosmo, no carro da Jackie Chan DC Racing, ficou com a terceira posição.

A classe GT tem sido a grande decepção do fim de semana. Eram previstos cinco carros – incluindo um GT Cup – mas só três inscritos apareceram e o plantel foi reduzido a apenas 14 bólidos, lembrando a temporada 2015/16, de fraquíssima presença de inscritos.

Sem nenhuma dificuldade, apesar de ter uma de suas voltas eliminadas pelo chamado “track limits abuse”, o italiano Raffaele Marciello fez o melhor tempo do treino com a Mercedes-AMG do Team AAI, marcando 1’33″194, 0″322 mais rápido que Jesse Krohn a bordo da BMW M6 do time de Taiwan – carro que teve problemas nos treinos livres e que, felizmente, ficou pronto a tempo para o qualifying. O Audi da TianShi Racing Team ficou em terceiro com o suíço Massimiliano Wiser.

A corrida inaugural da temporada 2017/18 do Asian Le Mans Series tem largada às 2h da manhã de Brasília, com transmissão ao vivo pelo canal da categoria no YouTube e reprodução do streaming aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>