MENU

16 de dezembro de 2017 - 08:44Automobilismo Nacional, Endurance

12h de Tarumã: pole de pai para filho

25398288_827898687335019_4108888051861874151_o

No clique do William Donizeti Inácio, o protótipo #65 que marcou a pole para a edição 2017 das 12h de Tarumã

RIO DE JANEIRO (Ano que vem, eu volto!) - A 37ª edição das 12h de Tarumã já tem seu pole position: o protótipo MRX com motor Ford Duratec Turbo levou a melhor na tomada de tempos que definiu o grid de largada da clássica prova gaúcha. A dupla formada por pai e filho – Nílson e José Roberto Ribeiro – que veio do Mato Grosso do Sul, não teve problemas nem mesmo com o forte calor do fim da tarde no Rio Grande do Sul, para marcar a volta mais rápida da sexta-feira em 1’00″101. Salvo engano, como diz o confrade Niltão Amaral, é a primeira pole do #65 no circuito de 3,039 km de extensão.

A segunda posição do grid é do MC Tubarão IX, com a mesma mecânica do pole position. O #5 que será guiado por Tiel Andrade/Marcelo Vianna/Júlio Martini (que deve estar roendo as unhas de ansiedade pelo jogo do Grêmio, horas antes da corrida) virou em 1’00″897. Ian Jepsen Ely/Daniel Claudino colocaram o MCR VW Turbo da Satti Racing num excelente terceiro posto – 1’02″394, liderando a segunda fila ao lado do MR18 dos irmãos Felipe e Vinícius Roso, mais Cláudio Ricci e Henrique Assunção.

Na subclasse P2, a pole ficou com outro protótipo da equipe MC Tubarão: o #32 de Mauro Kern/Paulo Souza/Sérgio Ribas, que no entanto foi superado pelo MRX da Motorcar na classificação geral. O #56 de Gustavo Simon/Rafael Simon/Catô Belleza/Gustavo Frey ficou com o melhor tempo em sua categoria e um bom lugar no top 10 – 8º tempo.

Outro destaque é o temporal do Gol da Paline Racing – que ano passado chegou ao final no top 10 geral. Daniel Elias/Luiz Sena Jr. ficaram com a 14ª marca geral entre 20 carros que se apresentaram para a classificação, marcando o incrível tempo de 1’12″770, muito forte para um carro com motor de apenas 1,9 litro de capacidade cúbica, porém com menos de 1 tonelada de peso.

Favorito à Fita Azul, o protótipo MCR #46 da Mottin Racing teve um forte acidente durante os treinos livres na quinta-feira, batendo na curva do Laço. Como não estou em Tarumã desta vez, fico sem saber se o carro teve danos mais sérios e se a equipe terá condições de recuperar o bólido a tempo de disputar a corrida.

A largada da disputa será à meia-noite de domingo, horário de Brasília. Antes, teremos a Copa Classic com três corridas de 25 minutos cada, como preliminar do evento principal.

3 comentários

  1. Marcos Ferreira disse:

    Rodrigo

    Por que a 12horas de Tarumã não fazem parte do Brasileiro de Endurance? Duração da prova, regulamento?

    Os protótipos brasileiros onde a posição de pilotagem fica no meio do carro são na verdade fórmulas disfarçados de protótipos?

    • Rodrigo Mattar disse:

      Marcos, as 12h de Tarumã há um bom tempo são evento extracampeonato. Acho que a última vez em que valeu pelo Brasileiro de Endurance foi lá pelos anos 2000.

      Alguns protótipos com posição no meio do carro são até baseados em Fórmulas, você não deixa de ter razão. Mas não são todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>