MENU

22 de dezembro de 2017 - 14:45Mundial de Endurance

Mais uma equipe no WEC

Cheever III 12

Sobrenome conhecido: Eddie Cheever III fará parte da nova equipe MR Racing na Super Season do WEC em 2018/19, ao lado de Olivier Beretta e Motoaki Ishikawa

RIO DE JANEIRO - Papai Noel não para de trazer presentes para a Super Season 2018/19 do WEC: a novidade da vez foi anunciada no Facebook e compartilhada hoje no site oficial do ACO. Com suporte da AF Corse, a MR Racing vai disputar o próximo campeonato representando o Japão, com uma Ferrari 488 GTE da classe LMGTE-AM. É um dos carros utilizados pela equipe de fábrica da marca de Maranello no recém-encerrado campeonato de 2017.

Entre os pilotos, teremos um filho de um ex-Fórmula 1, Eddie Cheever, campeão das 500 Milhas de Indianápolis em 1998: Eddie Cheever III, de 24 anos, faz sua estreia no WEC após disputar neste ano o Campeonato Italiano de Grã-Turismo (CIGT). A experiência prévia do garoto ítalo-americano nos mostra que ele andou também de Fórmula 3 e até na Nascar Whelen Euroseries, antes de ingressar no Mundial de Endurance.

O elo experiente da trinca será o monegasco Olivier Beretta, de 48 anos. Em seu vasto currículo, constam meia temporada de Fórmula 1, 12 corridas no WEC (só disputou a temporada completa em 2012) e nada menos que vinte e uma aparições nas 24 Horas de Le Mans, defendendo Chrysler, Panoz, Corvette e Ferrari.

Quem é o responsável pela chegada da nova equipe é o japonês Motoaki Ishikawa, que faz também sua primeira temporada no WEC. O Gentleman Driver de 50 anos vem ganhando experiência com as participações recentes nas séries Blancpain e também no Italiano de Grã-Turismo, como cliente da AF Corse. No Rookie Test realizado no Bahrein após a última etapa da temporada, Ishikawa fez seu primeiro teste tendo Beretta como coach e com a Ferrari da Clearwater Racing.

4 comentários

  1. fernando disse:

    Olha, como vc disse o limite de carros seria 34, certo?
    Dificilmente vai sobrar vagas, e quem deve rodar são os GT-AM, não sei como vai ser essa equalização.

    • Rodrigo Mattar disse:

      Fernando, eles podem até aumentar para 35-36 carros, mas aí vão sacrificar os convidados de Le Mans? Difícil…

      • fernando disse:

        Sim, mas o q estou dizendo é no WEC, uma inscrição principalmente na categoria GT-AM não quer dizer que eles vão estar no grid. Pois vai ter q ter esse maximo de participantes. Acho q Le mans nem é preocupação ainda, mas sim o WEC q tem 34 entradas, Le Mans com 60 da pra organizar muito mais facil.

  2. Fernando Silva disse:

    Muito bom mesmo que o WEC parece ter grid cheio, ou potencialmente cheio, em praticamente todas as classes. Apenas lembrando que se eles vão herdar o carro que foi da AF Corse, vão pegar nada menos que o carro do construtor campeão na LMGTE Pro…o que já é uma ótima credencial.
    Quanto ao filho do Eddie Cheever, o III, vamos ver como se sai. Eu, sinceramente, nem conhecia…o pai vi principalmente as apresentações na antiga IRL e nas Indy 500 até o início dos anos 2000.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>