MENU

10 de janeiro de 2018 - 00:50Rali Dakar

Dakar 2018: campeões nos Trucks sobrevivem e vencem especial difícil

nicolaev

RIO DE JANEIRO - O Rali Dakar 2018 tem sido um dos mais difíceis – em todos os sentidos – dos últimos anos. O grau de dificuldade imposto pelo ASO via Marc Coma, o diretor desportivo da maior prova off-road do planeta, segue pegando muita gente pelo contrapé. E uma das categorias que mais tem sofrido é a dos caminhões.

Os brutos têm passado por dificuldades desde o primeiro dia e muitos dos gigantes das trilhas ficaram atolados nas etapas. O plantel vem sendo dizimado a cada dia e hoje, oficialmente, apenas vinte veículos terminaram o quarto dia de provas.

Mas o ASO vai dar aquela “mãozinha”, cortesia de Etienne Lavigne e Marc Coma. Alguns dos competidores poderão voltar à disputa mesmo tendo tido problemas, com as penalizações por conta dos waypoints ignorados sendo abrandadas pela organização, face a imensa dificuldade da disputa.

Méritos para Edouard Nikolaev e a tripulação do Kamaz-Master #500, que segue líder geral nos Trucks, vencendo a 4ª etapa em San Juan de Marcona com o tempo de 4h35min08seg. Com o atraso do vencedor da véspera, Federico “Coyote” Villagra, devido a problemas com furos de pneus e também com o “fesh fesh”, aquela areia típica de deserto que parece dura – mas não é, a diferença já ultrapassa meia hora na soma dos tempos.

O tcheco Martin Kolomy foi o terceiro melhor do dia com seu Tatra Buggyra, seguido pelo surpreendente japonês Hino guiado por Teruhito Sugawara, filho do interminável Yoshimasa Sugawara – o mais velho competidor em atividade e também o recordista de participações no Rali Dakar, mas que, infelizmente, já deixou a disputa. O holandês Gert Huzink completou o top 5 de hoje.

Na geral, apenas Nikolaev e “Coyote” Villagra seguem no páreo pela vitória, já que o 3º colocado é o bielorusso Siarhei Viazovich, que com um MAZ já está mais de 2h20min atrás na soma dos resultados. Martin Macik é o quarto e Sugawara fecha os cinco primeiros.

Classificação da etapa #4:
San Juan de Marcona-San Juan de Marcona
330 km cronometrados – 444 km de percurso

1. #500 Edouard Nikolaev/Evgeny Yakovlev/Vladimir Rybakov (Kamaz) – 4h35min08seg
2. #501 Federico Villagra/Ricardo Torlaschi/Arturo Yacopini (Iveco) – a 27min57seg
3. #505 Martin Kolomy/Jiri Stross/Rostislav Plny (Tatra) – a 38min49seg
4. #511 Teruhito Sugawara/Mitsugu Takahashi (Hino) – a 1h13min15seg
5. #517 Gert Huzink/Rob Buursen/Martin Roesink (Renault) – a 1h16min33seg
6. #510 Martin Macik/Frantisek Tomasek/Michal Mrkva (Liaz) – a 1h21min33seg
7. #507 Ayrat Mardeev/Aydar Belyaev/Dmitry Svistunov (Kamaz) – a 1h23min31seg
8. #532 Martin Soltys/Josef Kalina/Tomas Sikola (Tatra) – a 1h23min38seg
9. #512 Siarhei Viazovich/Pavel Haranin/Andrey Zhyhulin (MAZ) – a 1h28min51seg
10. #516 Maurik Van Den Heuwel/Wilko Van Oort/Martin Van Rooy (Scania) – a 1h29min39seg

Classificação geral extra-oficial:

1. Nikolaev/Yakovlev/Rybakov – 12h22min27seg
2. Villagra/Torlaschi/Yacopini – a 36min55seg
3. Viazovich/Haranin/Zhyhulin – a 2h22min23seg
4. Macik/Tomasek/Mrkva – a 2h22min57seg
5. Sugawara/Takahashi – a 2h56min34seg
6. Van Den Heuwel/Van Oort/Van Rooy – a 3h55min01seg (incluindo +2min de penalização)
7. Sotnikov/Akhmadeev/Mustafin – a 3h57min37seg
8. Soltys/Kalina/Sikola – a 4h06min00seg
9. Mardeev/Belyaev/Svistunov – a 4h07min48seg
10. Ardavichius/Bruynkens/Huisman – a 4h12min31seg

2 comentários

  1. Carlos Pereira disse:

    Incrível a cobertura que está fazendo do Dakar !!! Parabéns.

Deixe uma resposta para Carlos Pereira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>