MENU

20 de janeiro de 2018 - 02:13Rali Dakar

Dakar 2018: fatura (quase) liquidada nos Caminhões para Nikolaev e Kamaz

Dakar-2018-Eduard-Nikolaev-e1516416330705

Ficou fácil: a Kamaz e Edouard Nikolaev venceram a etapa de sexta-feira e o rival Villagra ainda abandonou a disputa

RIO DE JANEIRO - A luta que era sem dúvida a mais aguardada principalmente pelos fãs argentinos que ansiavam pelo título inédito de um piloto do país – e também da América do Sul – na categoria dos Caminhões, ficou para 2019. A penúltima especial do Rali Dakar foi especialmente cruel com Federico “Coyote” Villagra e com o Iveco Powerstar da equipe do holandês Gerard De Rooy.

Vítima de um grave problema mecânico durante a 13ª etapa, “Coyote” e a tripulação formada por Ricardo Torlaschi e Arturo Yacopini ficou a ver navios. Foi o fim de um bonito sonho, enquanto durou. Villagra e Edouard Nikolaev, o atual campeão da competição, haviam começado o dia separados por apenas um segundo. Agora, o russo está com nove dedos na taça. O último ele coloca amanhã após os 120 km da etapa de Córdoba, no estilo laço.

Será também o 14º título conquistado pela Kamaz na categoria dos ‘brutos’, um total significativo mas que passa longe da hegemonia da KTM nas motocicletas. Os austríacos venceram 16 vezes (consecutivas, inclusive) desde 2002 e encaminharam a décima-sétima conquista na categoria deles. Os russos também não têm culpa de serem igualmente competentes.

Por falar em Nikolaev, ele e seus parceiros Evgeny Yakovlev e Vladimir Rybakov ganharam a especial do dia, percorrendo os 369 km cronometrados em 5h59min02seg, apenas cinquenta segundos melhor que outro Kamaz-Master, conduzido por Ayrat Mardeev.

O bielorusso Siarhei Viazovich ficou em quarto na etapa de sexta-feira e praticamente assegurou o vice-campeonato com seu caminhão MAZ. Mardeev subiu para o 3º lugar geral, seguido pelo cazaque Arthur Ardavichius e pelo japonês Teruhito Sugawara, único piloto da categoria que corre sem mecânico na boleia de seu Hino.

Classificação da etapa #13:
San Juan-La Rioja-Córdoba
369 km cronometrados – 929 km de percurso

1. #500 Edouard Nikolaev/Evgeny Yakovlev/Vladimir Rybakov (Kamaz) – 5h59min02seg
2. #507 Ayrat Mardeev/Aydar Belyaev/Dmitry Svistunov (Kamaz) – a 50seg
3. #505 Martin Kolomy/Jiri Stross/Rostislav Plny (Tatra) – a 6min06seg
4. #512 Siarhei Viazovich/Pavel Haranin/Andrey Zhyhulin (MAZ) – a 27min45seg
5. #502 Dmitry Sotnikov/Ruslan Akhmadeev/Ilnur Mustafin (Kamaz) – a 32min54seg

Classificação geral extra-oficial:

1. Nikolaev/Yakovlev/Rybakov – 53h13min33seg
2. Viazovich/Haranin/Zhyhulin – a 3h53min39seg (incluindo + 20min de penalização)
3. Mardeev/Belyaev/Svistunov – a 5h21min05seg (incluindo + 15min de penalização)
4. Ardavichius/Bruynkens/Huisman – a 6h36min37seg
5. Sugawara/Takahashi – a 7h59min48seg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>