MENU

9 de janeiro de 2018 - 16:39Rali Dakar

Dakar 2018: trifeta da Peugeot com triunfo de Loeb e dia duro para Al-Attiyah e Despres

AUTO-MOTO-RALLY-DAKAR-STAGE3

Sébastien Loeb qualificou os primeiros dias de Rali Dakar como “terríveis”, mas a lenda do WRC vem se recuperando e já venceu uma especial

RIO DE JANEIRO (atualizado às 17h55) - Num dia especialmente difícil e duro neste Rali Dakar – principalmente para os pilotos dos carros – a Peugeot mostrou que não está brincando na competição. Após duas vitórias espetaculares de Nasser Al-Attiyah e do triunfo de Cyril Despres no segundo dia, agora foi a vez da lenda do WRC Sébastien Loeb, que finalmente mostrou as garras.

Mesmo com todas as dificuldades que o percurso “laço” de 330 km apresentou em San Juan de Marcona, com tantas dunas quanto as que foram vistas desde o primeiro dia em território peruano, Loeb dominou a trifeta da marca francesa, junto a seu navegador Daniel Elena. O francês completou o percurso cronometrado em 3h57min53seg, batendo um redivivo “El Matador” Carlos Sainz por pouco mais de um minuto e meio.

Mas a liderança geral da prova segue com “Monsieur Dakar”: Stéphane Peterhansel e seu fiel parceiro Jean-Paul Cottret ficaram a 3min16seg de Loeb e a vantagem da dupla do caro #300 é de 6min55seg na soma dos tempos. Sainz está em terceiro a pouco mais de 13 minutos do companheiro de equipe.

Nem tudo foram flores na terça-feira para a Peugeot, contudo. Cyril Despres e David Castera vinham em 3º lugar na etapa quando a suspensão do 3008 DKR da dupla rompeu-se no quilômetro 180 da etapa, pondo fim às chances de vitória da dupla francesa.

Eugenio+Amos+2018+Dakar+Rally+Day+Three+G1pwYv2bo6cl

Ótima surpresa: Eugenio Amos conquistou o 5º lugar na quarta etapa e está em sexto na geral com um Buggy SMG de tração 4×2

Outra dupla que enfrentou problemas foi Nasser Al-Attiyah/Matthieu Baumel, detidos duas vezes – uma delas no quilômetro 204 da especial, em razão de problemas com furos de pneus em seu Hilux. Em ambas as paradas, a dupla perdeu 20 minutos. O Toyota #301 voltou à trilha, porém com muito atraso em relação aos vencedores do dia. O piloto do Catar atrasou-se quase 55 minutos e já está a quase uma hora da dianteira na classificação geral.

Aliás, o dia foi péssimo para os pilotos do construtor japonês, tanto que Bernhard Ten Brinke/Michel Périn também se atrasaram e Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz, que vinham sólidos entre os 10 mais rápidos da etapa, perderam terreno no último trecho – o que lhes custou caro. A dupla terminou a 1h13min40seg de Loeb/Elena – e despencou para oitavo na classificação geral.

A ótima surpresa do dia foi o quinto lugar da dupla Eugenio Amos/Sébastien Delaunay, num Buggy SMG de tração 4×2. Em seu segundo Rali Dakar (chegou em 62º no ano passado), o piloto italiano de 32 anos nascido na cidade canadense de Edmonton já é a grande revelação do evento em 2018. O top 5 do dia foi completado por Mikko Hirvonen/Andreas Schulz, em seu Buggy Mini também de tração 4×2. A dupla do construtor vinculado à BMW busca se recuperar do terrível atraso sofrido após o terceiro dia de provas cronometradas.

Classificação da etapa #4:
San Juan de Marcona-San Juan de Marcona
330 km cronometrados – 444 km de percurso

1. #306 Sébastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot) – 3h57min53seg
2. #303 Carlos Sainz/Lucas Cruz Senra (Peugeot) – a 1min35seg
3. #300 Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret (Peugeot) – a 3min16seg
4. #305 Mikko Hirvonen/Andreas Schulz (Buggy Mini) – a 34min36seg
5. #335 Eugenio Amos/Sébastien Delaunay (Buggy SMG 2WD) – a 35min46seg
6. #319 Khalid Al Qassimi/Xavier Panseri (Peugeot) – a 40min29seg
7. #318 Lucio Alvarez/Robert Howie (Toyota) – a 41min05seg
8. #309 Bernhard Ten Brinke/Michel Périn (Toyota) – a 42min22seg
9. #314 Yazeed Al-Rajhi/Timo Gottschalk (Mini All4Racing) – a 43min05seg
10. #311 Martin Prokop/Jan Tomanek (Ford) – a 47min04seg

Classificação geral extra-oficial:

1. Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret – 10h36min07seg
2. Sébastien Loeb/Daniel Elena – a 6min55seg
3. Carlos Sainz/Lucas Cruz Senra – a 13min06seg
4. Nasser Al-Attiyah/Matthieu Baumel – a 58min48seg
5. Bernhard Ten Brinke/Michel Périn – a 1h10min24seg
6. Eugenio Amos/Sébastien Delaunay – a 1h19min42seg
7. Khalid Al Qassimi/Xavier Panseri – a 1h21min09seg
8. Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz – a 1h21min47seg
9. Martin Prokop/Jan Tomanek – a 1h22min44seg (incluindo +10min de penalização)
10. Kuba Przygonski/Tom Colsoul – a 1h35min30seg

3 comentários

  1. Levi disse:

    Rodrigo, pra acompanhar o Dakar no Brasil pelas vias oficiais, só pelos highlights no Fox Sports?

    Abraço.

Deixe uma resposta para Levi Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>