MENU

1 de fevereiro de 2018 - 22:16Intercontinental GT Challenge

12h de Bathurst: abertos os trabalhos em Mount Panorama

farfus1

Em sua estreia no circuito de Mount Panorama, Augusto Farfus já disse ao que veio e foi o mais rápido do segundo treino livre para as 12h de Bathurst

RIO DE JANEIRO (Dá-lhe Endurance!) - No outro lado do mundo, começou mais uma edição das 12 Horas de Bathurst, a já tradicional e não menos espetacular corrida de longa duração disputada no mítico circuito misto de Mount Panorama. O traçado de 23 curvas e mais de 6,2 km de extensão recebe neste fim de semana mais de 50 carros para a abertura de um calendário de quatro etapas que comporão o Intercontinental GT Challenge. As demais são as 24 Horas de Spa-Francorchamps, as 10 Horas de Suzuka e as 8 Horas de Laguna Seca.

Nesta sexta-feira (sim, já é sexta-feira por lá), a pista foi aberta para as sessões de treinos livres e o primeiro ensaio foi restrito aos pilotos de graduação prata e bronze, dos carros com tripulação Pro-Am ou totalmente amadora, com gentleman drivers. Por isso, dos 53 inscritos, foram quarenta e um bólidos para as primeiras voltas no circuito.

Stuart Leonard foi o piloto mais rápido a bordo do Audi R8 LMS da equipe WRT, que partilhará com Dries Vanthoor e Robin Frijns – 2’06″861. Sua marca foi um segundo e três décimos melhor que a do sueco Alexander West, inscrito no McLaren 650S GT3 da equipe YNA junto a Fraser Ross, Andrew Watson e ao velocíssimo Scott McLaughlin, atual vice-campeão do Supercars australiano.

Em grande parte do primeiro treino, que durou apenas meia hora, o Audi #3 da equipe Audi Sport Customer Racing, da classe A-Am, foi o mais rápido. Mas Ash Samadi, autor da melhor volta, não melhorou o tempo e foi superado por West e depois Leonard. David Calvert-Jones foi o quarto a bordo do Porsche #12 da Competition Motorsports e Morgan Haber impressionou num dos novos Marc II V8 com bolha de Mustang: fechou o top 5 da primeira sessão.

No segundo treino, todos os carros estavam aptos a marcar tempo, mas houve uma ausência notável: o Lamborghini Gallardo R-EX da equipe de Roger Lago, com problemas de vazamento de óleo, ficou o tempo inteiro nos boxes. Os mecânicos começaram a troca de motor para conseguir percorrer alguns quilômetros com o carro no quarto treino, que ainda será disputado nesta sexta-feira em Bathurst.

E logo em sua primeira participação no circuito de Mount Panorama, o brasileiro Augusto Farfus fez o melhor tempo da segunda prática. Num treino sem interrupções e com duração de 45 minutos, o piloto do #43 da BMW Team Schnitzer triturou a marca da primeira sessão e virou em 2’03″695. O piloto terá como parceiros o veloz australiano Chaz Mostert e o campeão do DTM Marco Wittmann.

“A pista ainda está muito verde, sem aderência”, avaliou Augusto após o treino. “É minha estreia aqui em Bathurst e fiquei muito impressionado”, confessa. “A localização da pista é muito legal, eu gostei. E o carro andou muito bem. Ficamos na P1, é uma boa forma de iniciar o fim de semana”, anima-se Farfus.

Garth Tander, que conhece bem o traçado das provas do Supercars, pôs o Audi #22 da equipe Jamec-Pem com a segunda colocação, a 0″141 de Farfus. Timo Glock, em sua segunda participação no circuito de Mount Panorama, mostra que vai pegando aos poucos a mão da pista: o alemão, que andou na Fórmula 1, foi o terceiro apenas seis milésimos à frente de outro Audi de uma equipe local, mas com dois neozelandeses – Matt Halliday e Jonny Reid, junto a Andrew Bagnall.

McLaughlin foi o 5º em sua primeira sessão com o carro #47 da YNA McLaren Autosport, enquanto Robin Frijns ficou logo após, em sexto.

A equipe Bentley M-Sport, que já estava no circuito, foi a que mais teve trabalho hoje: seus carros não chegaram a tempo, vindos de navio, para a foto oficial e para a montagem da estrutura. Os equipamentos desembarcaram em Bathurst às 3h30 da manhã (hora local) e foi um milagre que tenham ficado prontos para anda. O carro #17 de Steven Kane/Guy Smith/Jules Gounon conseguiu o 11º lugar no treino #2 e a trinca Andy Soucek/Maxime Soulet/Vincent Abril figurou apenas em vigésimo-sétimo.

Nas demais classes, o Porsche #23 do Team Carrera Cup Asia foi o mais rápido do grupo B, enquanto a BP Ultimate bateu a concorrência na divisão C e o Marc II V8 do trio Keith Kassulke/Rod Salmon/Will Brown destronou os demais competidores da classe Invitational.

Mais tarde, o blog traz o relato do terceiro e quarto treino livres. Amanhã, teremos vídeos ao vivo direto de Mount Panorama com o treino de classificação e demais eventos suporte das 12h de Bathurst, além do top 10 Shootout, que definirá o detentor do Allan Simonsen Pole Trophy para a corrida de domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>