MENU

8 de fevereiro de 2018 - 07:40Super GT

Super GT: Toyota apresenta armas

GT-500-Lexus-Team-KeePer-TOMS-2

Agora com o número #1: Ryo Hirakawa e Nick Cassidy defendem o título do Super GT conquistado na última temporada com o Lexus LC500 da equipe Tom’s

RIO DE JANEIRO - Após a Honda confirmar há algumas semanas os seus pilotos para a temporada 2018 do Super GT, nesta quinta-feira foi a vez da Toyota fazer o mesmo. O construtor japonês tem um forte envolvimento na categoria, principalmente na divisão GT500, em que os modelos usados nas pistas são derivados dos Lexus, que são os carros de luxo da marca. Tudo com aporte oficial do fabricante.

E há ainda, sem envolvimento direto, o fornecimento de carros para a GT300, onde não estão incluidos, claro está, os “Mother Chassis” com a bolha de diversos modelos (Toyota inclusive) e mecânica – por incrível que pareça – Nissan V8 4,5 litros, uma vez que o equipamento é fornecido pela GTA, organizadora do campeonato.

Para este ano, há diversas novidades na formação das duplas que vão brigar pelo título. A começar pela reunião de dois pilotos com passagem pela Fórmula 1 na mesma escuderia: o carro #39 do Team SARD será partilhado por Heikki Kövalainen, campeão do ano retrasado e também por Kamui Kobayashi – que não deverá disputar todas as provas porque o Super GT tem pelo menos uma data coincidente com o WEC: os 500 km de Fuji, tradicionalmente realizados numa sexta-feira, caem no mesmo fim de semana das 6h de Spa-Francorchamps, abertura oficial da Super Season 2018/19.

No mesmo caso se encontra Kazuki Nakajima, um dos companheiros de Fernando Alonso no Mundial de Endurance: o filho de Satoru Nakajima vai no carro #36 com Yuhi Sekiguchi e a equipe Tom’s terá que se socorrer de um piloto reserva para substituti-lo, do mesmo modo como a SARD terá que fazer com Kobayashi.

Outra aquisição ao programa Toyota no Super GT é Felix Rosenqvist, que estreou muito bem na Super Formula ano passado. O sueco sobe para a GT500 na equipe Wako’s Le Mans no carro #6, que dividirá com Kazuya Oshima. O antigo parceiro deste, Andrea Caldarelli, deixou o automobilismo japonês rumo a um programa de piloto oficial da Lamborghini nas séries Blancpain e em diferentes categorias.

Os atuais campeões seguem juntos e vão usar o tradicional #1 neste ano: Ryo Hirakawa e Nick Cassidy vão em busca do bicampeonato no outro bólido da equipe Tom’s, ainda com o apoio da KeePer. Na WedsSport Bandoh, única equipe entre os Lexus a usar os pneus Yokohama, já que as demais vão de Bridgestone, o antigo campeão da Super Formula Yuji Kunimoto ganha um novo parceiro: é Kenta Yamashita, que o substituiu ano passado exatamente nos 500 km de Fuji e que vem da subdivisão GT300, na qual venceu uma prova e terminou em 5º lugar no campeonato passado, com um Toyota “Mother Chassis”.

Por fim, a ZENT Cerumo apresenta mais uma dupla só de japoneses, com Yuji Tachikawa rumando para um recorde absoluto: o piloto de 42 anos chega à sua vigésima temporada consecutiva na categoria. Seu colega de cockpit será o atual campeão da Super Formula, Hiroaki Ishiura, que venceu Pierre Gasly graças ao cancelamento da rodada final em Suzuka.

V8-hybrid-Toyota-Prius-apr-GT

Serão cinco os carros da Toyota na GT300, sendo dois deles do modelo híbrido Prius, que vai para a sétima temporada seguida na competição

Na GT300, serão três equipes e cinco chassis da marca nas pistas. Desenvolvido desde 2012, o híbrido Prius, com motor V8 a combustão e baterias a exemplo do TS050 Hybrid do WEC, será alinhado pela equipe APR. Dois carros, aliás: um deles terá o antigo piloto da GT500 e campeão de 2016 Kohei Hirate, ao lado de Koki Saga, um veterano da escuderia. Hiroaki Nagai e o veloz Kota Sasaki vão no segundo carro.

Os restantes modelos da categoria são o Lexus RC F GT3, construídos em caráter semelhante aos carros vistos na IMSA e no International GT Open. Haverá até um time tailandês: a Arto Panther Team Thailand vai com um carro para os impronunciáveis Nattavude Charoensukhawatana e Nattapong Horthongkum.

Desculpem, aqui foi CTRL + C e CTRL + V, mesmo!

Na escuderia LM Corsa, Hiroki Yoshimoto e Ritomo Miyata vão andar no #60 que terá parceria com a OTG Motor Sports e as cores do lubrificante Petronas Syntium, enquanto o #96 na parceria com a K-Tunes Racing vai de Morio Nitta junto a Yuichi Nakayama.

Até o momento, 24 carros – onze na GT500 e os demais na GT300 – estão confirmados para a temporada de oito provas que tem início em abril com a disputa dos 300 km de Okayama.

2 comentários

  1. marcelo disse:

    O JP de Oliveira não corre no Japão esse ano?

Deixe uma resposta para marcelo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>